Inflação: Índice de Preço ao Produtor desacelera em julho

LinkedIn

São Paulo, 29 de Agosto de 2013 – De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Produtor (IPP) subiu 1,19% em julho, ante uma elevação de 1,32% em junho. O IBGE revisou ligeiramente o dado de junho após anunciar anteriormente alta de 1,33 por cento.

Apesar da desaceleração da alta dos preços de um mês para o outro, dezoito dos vinte três dos setores pesquisados registraram alta de preços na comparação com o mês anterior. As maiores variações ocorreram nos preços de outros produtos químicos (2,73%), fumo (2,62%), alimentos (2,57%) e produtos de metal (2,21%).

No acumulando de doze meses até julho, o IPP registrou alta de 4,96%, ante 4,24% em junho. Neste caso, as maiores altas ocorreram em fumo (11,70%), outros produtos químicos (10,55%), papel e celulose (10,26%) e textile (6,97%).

O IPP mede os preços “na porta das fábricas” e não inclui os custos com frete e impostos que influenciam os preços ao consumidor.

 

Deixe um comentário