Mercado Diário: Bovespa recupera os 49 mil pontos com dados sobre China e Estados Unidos

LinkedIn

São Paulo, 01 de Agosto de 2013 – O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo subiu forte nesta quinta-feira, impulsionada pelas blue chips Petrobras e Vale, após dados mostrarem aceleração moderada da indústria da China e dos Estado Unidos.

O Ibovespa subiu 1,88%, fechando cotado a 49.140 pontos.  O giro financeiro da sessão somou 6,75 bilhões de reais. Na semana, o índice acumula queda de 0,57% e no ano, de 19,38%. No mês anterior, houve alta de 3,55%.

O movimento de alta, após três sessões consecutivas de queda, seguiu as bolsas norte-americanas e refletiu o melhor humor de investidores a respeito do cenário internacional.

Números divulgados mais cedo nesta quinta-feira mostraram que a atividade industrial da China foi levemente mais forte que o esperado em julho. O PMI oficial subiu para 50,3 em julho ante 50,1 em junho, ante estimativa do mercado de queda para 49,9.

Embora analistas tenham evitado concluir rapidamente que o país controlou sua desaceleração, o dado foi bem recebido depois de autoridades chinesas terem indicado recentemente que não permitiriam uma queda do Produto Interno Bruto para baixo de 7,0%.

Também ajudou no avanço da bolsa de valores o crescimento acima do esperado, de 1,9 por cento, da produção industrial brasileira em junho frente a maio.

O mercado também seguiu otimista com o Federal Reserve, banco central norte-americano, que não deu na quarta-feira indicações de redução iminente em seu plano de estímulo à economia, que tem elevado os fluxos de liquidez globais.

Nesta quinta-feira, também foi vista com bons olhos a decisão do Banco Central Europeu de manter sua principal taxa de juros na mínima recorde de 0,5 por cento.

Destaques positivos do Mercado Bovespa no pregão de 01 de Agosto de 2013

As ações preferenciais da Vale repercutiram os números de atividade industrial (PMI) da China, principal mercado consumidor do minério de ferro brasileiro. A alta não foi maior porque o papel terá seu peso reduzido em 0,354 ponto percentual, para 8,278% na carteira teórica do Ibovespa que entra em vigor em setembro, conforme revelou a primeira prévia do índice, divulgada hoje. Já OGX ON subiu justamente porque seu peso na nova carteira irá dobrar, para 4,39%.

Petrobras PN também ganhará peso na nova carteira do Ibovespa, de 7,504% para 7,667% de acordo com a primeira prévia, mas a reação mais forte das ações da companhia hoje foi consequência dos números de produção divulgados ontem pela estatal. A produção de petróleo no Brasil em junho cresceu 4,6% na comparação com maio, para 1,979 milhão de barris por dia.

O Bank of America Merrill Lynch (BofA) destacou em relatório que este é o primeiro sinal da recuperação na produção da companhia e a expectativa é que o ritmo continue em 2013 e na maior parte de 2014. Entretanto, a casa de análise ressalva que a retomada ainda pode ser irregular, dada as incertezas sobre possíveis manutenções adicionais nos próximos meses e o momento do início das novas unidades de produção.

A JBS registrou a maior valorização do índice. Na véspera, a Pilgrim’s Pride, divisão de carne de frango da empresa nos Estados Unidos, anunciou um aumento de 175 por cento no lucro líquido no segundo trimestre na comparação anual.

Já a Gerdau também foi um destaque de alta, após a maior produtora de aços longos das Américas ter divulgado lucro líquido acima do esperado pelo mercado.

 

 

Deixe um comentário