Inflação no atacado medida pelo IPA-DI acumula 2,27% nos últimos 12 meses

LinkedIn

Rio de Janeiro, 06 de Fevereiro de 2015 – O Índice de Preços ao Produtor Amplo – Disponibilidade Interna (IPA-DI) fechou o primeiro mês do ano com 594,744 pontos, valorizando-se de 0,23% na comparação com dezembro de 2014, quando fechou o período de coleta de preços com 593,379 pontos. Nos últimos doze meses, o índice acumula uma valorização de 2,27%.

O grupo formado por Produtos Agropecuários registrou variação positiva de 0,70% em janeiro, fechando o mês com 799,572 pontos. A alta dos preços agropecuários no atacado manteve-se praticamente estável na comparação mensal, uma vez que o índice fechou o último mês com uma valorização de 0,72%. No acumulado dos últimos doze meses, o grupo Produtos Agropecuários acumula alta de 6,80%.

Já o preço dos itens que compõem o grupo Produtos Industriais negociados no atacado desacelerou em janeiro (0,04%), na comparação com o último mês de 2014 (0,13%). No últimos doze meses, o grupo Produtos Industriais acumula alta de 0,61%.

Também conhecido como Índice de Preços por Atacado, o IPA é o principal indicador da evolução dos preços no setor atacadista brasileiro. Esse importante índice inflacionário registra as variações de preços de produtos agropecuários e industriais nas transações interempresariais, ou seja, nos estágios de comercialização anteriores ao consumo final.

A versão IPA-DI do índice calcula a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no setor de atacado entre o primeiro e o último dia do mês de referência. O IPA-DI representa 60% da composição do IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna).

Notícias Relacionadas

– IPA-DI: inflação no atacado fecha Janeiro com leve desaceleração

– IPA-DI: inflação no atacado fecha Janeiro de 2015 pressionada por forte alta nos preços dos legumes

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.