Produtos manufaturados responderam por 83,21% das importações brasileiras em fevereiro de 2015

LinkedIn

Rio de Janeiro, 02 de Março de 2015 – No segundo mês do ano, as importações brasileiras registraram um queda de 17,32% na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

A maior parte dos produtos importados pelo Brasil no segundo mês de 2015 pertencem à categoria Produtos Industrializados Manufaturados (83,21%). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a importação desse tipo de produtos retraiu 15,10%.

O segundo tipo de produto mais relevante dentre as importações brasileiras foram os Produtos Básicos, que representaram 13,62% do valor total importado pelo país em fevereiro de 2015. Na comparação com fevereiro de 2014, entretanto, houve forte queda de 31,23% nesse tipo de importação.

Já a importação de Produtos Industrializados Semimanufaturados subiu 1,31% entre fevereiro de 2014 e fevereiro de 2015. Contudo, o valor dispendido com a importação de semimanufaturas contribuiu apenas com 3,17% do valor total de produtos importados pelo Brasil no segundo mês do ano.

Confira todos os detalhes sobre as importações brasileiras em fevereiro de 2015

No segmento produtos básicos, dos dez principais produtos importados, decresceram as compras de óleo bruto de petróleo (US$ 1.083,278 milhões, com queda de -59,93%), gás natural (US$ 526,797 milhões, com queda de 18,92%), hulha não aglomerada (US$ 354,384 milhões, com queda de -20,81%), trigo em grão (US$ 193,838 milhões, com queda de -40,96%), salmão do pacífico (US$ 69,043 milhões, para -12,57%), filé de peixe congelado (US$ 65,275 milhões, com queda de -22,54%) e borracha natural (US$ 64,523 milhões, com queda de -34,05%).  Cresceram o valor das compras de minério de cobre e seus concentrados (US$ 194,657 milhões, com alta de +30,02%), enxofre (US$ 60,138 milhões, com alta de 120,15%) e carne de bovino (US$ 56,275 milhões, com alta de 27,98%).

No segmento produtos industrializados semimanufaturados, dos dez principais produtos importados, decresceram as compras de borracha sintética e borracha artificial (US$ 88,398 milhões, com queda de -18,48%), liga de alumínio (US$ 39,404 milhões, com queda de -22,48%) e liga de ferro (US$ 32,026 milhões, com queda de -7,29%). As principais altas foram registradas por cloreto de potássio (US$ 309,878 milhões, com alta de 16,89%), cátodo de cobre e seus elementos (US$ 225,925 milhões, com alta de +6,12%), alumínio em bruto (US$ 103,182 milhões, com alta de +67,72%), pasta química de madeira (US$ 56,084 milhões, com alta de +22,73%), azeite de oliva virgem (US$ 48,080 milhões, com alta de +3,26%), paládio (US$ 27,363 milhões, com alta de +4,34%) e chumbo em forma bruta (US$ 25,536 milhões, com queda de +0,05%).

No segmento produtos industrializados manufaturados, dos dez principais produtos importados, decresceram as compras de óleos combustíveis (US$ 1.014,954 milhões, com queda de -44,53%), partes e peças para veículos automóveis e tratores (US$ 934,361 milhões, com queda de -27,35%), medicamentos para medicina humana e veterinária (US$ 886,125 milhões, com queda de -9,44%), automóveis de passageiros (US$ 757,758 milhões, com queda de -28,00%), circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos (US$ 741,399 milhões, com queda de -6,37%), nafta (US$ 606,390 milhões, com alta de -14,68%) e partes de aparelhos transmissores ou receptores (US$ 457,347 milhões, com queda de 44,22%). As maiores altas foram registradas por gás natural liquefeito (US$ 1.049,862 milhões, com alta de +444,84%), circuitos impressos para aparelhos de telefonia (US$ 578,717 milhões, com queda de +17,35%) e polímero de etileno, propileno e estireno (US$ 457,292 milhões, com alta de +15,92%).

Notícias Relacionadas

– Balança Comercial: valor total das importações brasileiras diminui no segundo mês de 2015

– Brasil comprou menos dos principais blocos econômicos em fevereiro de 2015

– Balança Comercial: todas as regiões brasileiras importaram menos em fevereiro de 2015 do que no ano anterior

– Importação: óleo bruto e óleo combustível foram os itens que mais pesaram sobre a forte queda das compras brasileiras no exterior em fevereiro de 2015

– China manteve-se como o principal fornecedor dos produtos importados pelo Brasil em fevereiro de 2015

– Petrobras foi a empresa que mais importou no Brasil em fevereiro de 2015

 

Deixe um comentário