Itaú: Preferência da Concórdia no setor

LinkedIn

A equipe de analistas da corretora Concórdia, formada por Karina Freitas, Daniela Martins e Danilo de Julio, fez uma análise do resultado do segundo trimestre de 2015 (2T15).

O Itaú mostrou performance consistente, novamente, com a linha final ficando acima das expectativas. O lucro líquido recorrente somou R$ 6,1 bilhões, avanço de 23,4% quando comparado ao 2T14, com ROAE chegando a 24,8% (+1,1 p.p.). A carteira de crédito evoluiu 9% em doze meses, impulsionada pelo consignado e imobiliário – na PF – e por Grandes Empresas – na PJ. A margem financeira expandiu 19,4%, apoiada tanto na margem de juros, como na de mercado, e as receitas com prestação de serviços e seguros cresceram de forma satisfatória, refletindo em melhora do índice de eficiência, que ainda contou positivamente com as despesas (+4,2%) sob controle. A inadimplência, apesar de menor em relação a um ano antes, mostrou avanço na passagem trimestral, principalmente em PJ. O banco já havia sinalizado esta possibilidade no 1T15, quando registrou despesas de provisões para devedores duvidosos mais elevadas. Em relação ao guidance, o Itaú manteve suas expectativas para o ano: (i) carteira de crédito total crescendo entre 3% e 7%; (ii) margem financeira com expansão de 14,5% a 17,5%; (iii) despesas com PCLD de R$ 15,0 bilhões a R$18,0 bilhões; (iv) receitas de serviços e resultados de seguros entre 9,5% e 11,5% maiores; e (v) despesas não decorrentes de juros aumentando de 7,0% a 10,0%. Adicionalmente, o banco anunciou a distribuição de R$ 0,2941 por ação, na forma de juros sobre capital próprio. O pagamento ocorrerá em 25/ago/15 e as ações passam a negociar ex-JCP a partir de 13/ago/15. Seguimos com nossa recomendação de compra para as ações ITUB4, mantendo-as como nossa preferência no setor.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.