Banco do Brasil (BBAS3) pagou R$ 1,2 bilhão em proventos referentes ao segundo semestre de 2015

LinkedIn

No dia 13 de Agosto de 2015, o Conselho de Administração do Banco do Brasil S/A, a maior instituição financeira do país, deliberou sobre o pagamento de R$ 1,197 bilhões em dividendos. Esse valor equivale a 40% do valor de lucro líquido obtido pelo banco no segundo trimestre. No acumulado do primeiro semestre, o banco distribuiu um total de R$ 3.513 milhões em remuneração aos seus acionistas. O Lucro Líquido por ação do Banco do Brasil (BBAS3) alcançou R$ 3,08 entre janeiro e junho de 2015.

O banco de controle estatal manteve a prática de distribuir 40% de seu lucro líquido aos seus acionistas (payout). A diferença na proporção de pagamentos de dividendos, que foi superior ao primeiro semestre de 2014, refletiu o resultado da associação celebrada entre o BB Elo Cartões e a Cielo no ramo de meios eletrônicos de pagamento. Isto porque o Juros sobre Capital Próprio está limitado à incidência de TJLP sobre o capital próprio, que apresentou elevação em 2015, enquanto que o lucro realizado no primeiro semestre de 2015 superou este parâmetro, gerando pagamentos de dividendos no primeiro semestre de 2015 superiores aos do primeiro semestre de 2014.

O dividendo é a parte do acionista no lucro da empresa. Sempre que uma empresa tem lucros, ela reserva parte desse resultado para distribuir aos seus sócios. No Brasil, as empresas são obrigadas a um pagamento mínimo de dividendos de 25% do lucro.

O retorno gerado com dividendos pode ser expresso pelo dividend yield de uma ação, ou seja, o dividendo pago dividido pelo preço da ação. No Brasil, o dividend yield médio das empresas mais negociadas (aquelas que compõem a carteira do Ibovespa) tem aumentado nos últimos anos. Além dos dividendos, as empresas também pagam juros sobre capital próprio, que é uma outra forma de distribuir lucro aos acionistas das empresas. A diferença é que esse pagamento é tratado como despesa no resultado da empresa, enquanto o dividendo, não.

O pagamento de dividendos e de juros sobre capital próprio representa uma fonte adicional de remuneração proporcionada pelo mercado de ações.

Através da Ferramenta Método Sempre desenvolvida pela ADVFN, o maior portal virtual brasileiro de cotações de bolsas de valores nacionais e internacionais, o investidor tem acesso à evolução dos dividendos e dos juros sobre capital próprio distribuídos pelo Banco do Brasil (BBAS3) nos últimos cinco anos, assim como à taxa de crescimento do valor de dividendos e dos juros sobre capital próprio distribuídos entre os períodos avaliados e à taxa média anual de crescimento do valor de dividendos e dos juros sobre capital próprio distribuídos.

Essas são informações essenciais para o investimento consciente em ações, pois um investidor de sucesso não investe em empresas que não apresentam um crescimento histórico consistente, assim como não deixa de avaliar, a cada divulgação de resultado trimestral, os fundamentos da empresa cujas ações decidiu investir.

 

Conheça o Banco do Brasil

Banco do Brasil S/A (BBAS3) é a maior instituição financeira do país, atendendo tanto a clientes pessoas físicas como a clientes pessoas jurídicas. Este banco público oferece um conjunto de produtos e serviços financeiros a seus clientes, tais como depósitos, contas poupança, gerenciamento de ativos, empréstimos, além de seguros de saúde, de vida e de propriedades. Além disso, o banco oferece serviços de transações financeiras em vários formatos, inclusive transações de câmbio e atividades complementares, com ênfase em previdência privada, capitalização, corretagem de títulos, administração de cartões de crédito e débito, consórcios, fundos de investimento e gerenciamento de portfólios.

 

Notícias Relacionadas

– Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros do Banco do Brasil (BBAS3) no 2° trimestre de 2015

– Os ativos totais do Banco do Brasil (BBAS3) somaram R$ 1,534 trilhão ao fim do segundo trimestre de 2015

– Banco do Brasil (BBAS3): patrimônio líquido consolidado totalizou R$ 82,6 bilhões no segundo trimestre de 2015

– Receita líquida do Banco do Brasil (BBAS3) cresceu 19,1% no segundo trimestre de 2015

– Banco do Brasil (BBAS3) registra lucro líquido R$ 3 bilhões no 2° trimestre de 2015

– Banco do Brasil (BBAS3) pagou R$ 1,2 bilhão em proventos referentes ao segundo semestre de 2015

Comentários

  1. Mery diz:

    Bom dia!

    Quando fala que por exemplo a bbs3 pagou 6% de dividendo esse % é por mês ou por ano?
    Obrigada

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.