Receita líquida da Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4) cresceu 24,6% no primeiro trimestre de 2015

LinkedIn

Rio de Janeiro, 08 de Setembro de 2015 – A receita líquida consolidada do Banco Bradesco S/A, a maior instituição financeira privada do Brasil, cresceu 24,6% no primeiro trimestre de 2015 em relação ao mesmo período do ano anterior. Entre janeiro e março deste ano, o banco acumulou R$ 27,203 bilhões em serviços financeiros cobrados de seus clientes. No primeiro trimestre de 2014, as receitas do banco somaram R$ 21,838 bilhões. Já no trimestre anterior, o banco acumulou R$ 25,316 em receitas, valor 7,5% menor que o acumulado no primeiro trimestre deste ano.

No 1º trimestre de 2015, as receitas de prestação de serviços do Bradesco (BBDC4 e BBDC3), totalizaram R$ 5,744 bilhões, apresentando redução de R$ 95 milhões, ou 1,6%, em relação ao trimestre anterior, decorrente, basicamente, da menor quantidade de dias úteis, que impactou as receitas geradas com operações de crédito, administração de fundos e cobrança.

As receitas de serviços de cartões do Bradesco (BBDC4 e BBDC3) totalizaram R$ 2,208 bilhões no 1º trimestre de 2015, permanecendo praticamente estável em relação ao trimestre anterior. No comparativo entre o 1º trimestre de 2015 e o mesmo período do ano anterior, a evolução de 14,0%, ou R$ 272 milhões, decorreu, principalmente: da evolução do faturamento dos cartões de crédito e débito; e do aumento da base de cartões.

As receitas de conta corrente permaneceram praticamente estáveis em relação ao trimestre anterior, mesmo considerando o efeito sazonal do 4º trimestre de 2014, período em que ocorre um aumento substancial no volume dos serviços prestados aos nossos correntistas. No comparativo entre o 1º trimestre de 2015 e o mesmo período do ano anterior, as receitas de serviços de conta corrente cresceram R$ 128 milhões, ou 13,6%, reflexo, principalmente: da ampliação do portfólio de serviços prestados aos nossos clientes.

As receitas decorrentes de operações de crédito totalizaram R$ 635 milhões, redução de R$ 60 milhões, ou 8,6%, em relação ao trimestre anterior, devido, em grande parte, ao maior volume de operações contratadas no 4º trimestre de 2014. No comparativo entre o 1º trimestre de 2015 e o mesmo período do ano anterior, o aumento de R$ 62 milhões, ou 10,8%, decorreu, substancialmente: do incremento das rendas com garantias prestadas, que evoluíram 17,0%, originadas do aumento de 9,0% no volume das operações de “Avais e Fianças”; e do aumento no volume das demais operações contratadas no período.

A receita com administração de fundos totalizou R$ 625 milhões, apresentando redução de R$ 32 milhões, ou 4,9%, em relação ao trimestre anterior, devido à menor quantidade de dias úteis no trimestre. No comparativo entre o 1º trimestre de 2015 e o mesmo período do ano anterior, o aumento de R$ 63 milhões, ou 11,2%, deveu-se, basicamente, no aumento no volume dos fundos captados e administrados, que cresceram 12,1% no período. Destaque para os investimentos em fundos de renda fixa, com crescimento de 13,4% no período.

A receita com cobrança e arrecadações permaneceu praticamente estável em relação ao trimestre anterior.

A receita com administração de consórcios apresentou evolução de R$ 4 milhões, ou 1,7%, em relação ao trimestre anterior, em função das vendas realizadas nesse período. Em 31 de março de 2015, atingiu-se a marca de 1.101 mil cotas ativas (1.062 mil cotas ativas em 31 de dezembro de 2014), assegurando a sua liderança nos segmentos em que atua (imóveis, automóveis, caminhões, máquinas e equipamentos). No comparativo entre o 1º trimestre de 2015 e o mesmo período do ano anterior, a evolução de 22,6%, ou R$ 45 milhões, na receita com taxa de administração de consórcios decorreu: do aumento no recebimento de lances; do aumento do ticket médio; e do aumento nas vendas de novas cotas, variando de 957 mil cotas ativas, em 31 de março de 2014, para 1.101 mil cotas ativas, em 31 de março de 2015, gerando um crescimento de 144 mil cotas líquidas.

O total das receitas com serviços de custódia e corretagem apresentou uma redução de R$ 7 milhões, ou 5,1%, em relação ao trimestre anterior. Tal comportamento decorreu, basicamente, da menor quantidade de dias úteis no trimestre.

A receita com underwriting / assessoria financeira teve uma evolução de R$ 28 milhões, ou 23,1%, no comparativo trimestral, referindo-se, principalmente, à maior atividade do mercado de capitais no 1º trimestre de 2015.

A receita operacional líquida é o mais importante indicador de crescimento de uma empresa, pois é fácil de calcular e não sofre influências de fatores atípicos e não recorrentes nas demonstrações financeiras da companhia. O cálculo da receita operacional líquida é realizado através da dedução de todos as contas redutoras da receita bruta obtida pela companhia. As contas redutoras são: devoluções de vendas, descontos comerciais e impostos incidentes sobre vendas (PIS, COFINS, ISS e ICMS).

Através da Ferramenta Método Sempre desenvolvida pela ADVFN, o maior portal virtual brasileiro de cotações de bolsas de valores nacionais e internacionais, o investidor tem acesso à evolução da receita operacional líquida do Bradesco (BBDC3 e BBDC4) nos últimos cinco anos, assim como à taxa de crescimento da receita operacional líquida  entre os períodos avaliados, à taxa média de crescimento receita operacional líquida anual e à atualização trimestral receita operacional líquida.

Essas são informações essenciais para o investimento consciente em ações, pois um investidor de sucesso não investe em empresas que não apresentam um crescimento histórico consistente, assim como não deixa de avaliar, a cada divulgação de resultado trimestral, os fundamentos da empresa cujas ações decidiu investir.

 

Conheça o Bradesco

Bradesco (BBDC4 e BBDC3) é um banco comercial do setor privado que oferece um conjunto de produtos e serviços bancários e financeiros no Brasil e no exterior. O banco divide suas operações em duas principais áreas: serviços bancários, incluindo atividades como depósitos, operações de crédito, cartões de débito e crédito, operações de leasing, investimentos bancários, gerenciamento de ativos e serviços de consórcio; e serviços de seguro, incluindo atividades como gerenciamento de planos de previdência e títulos de capitalização.

Através da Ferramenta Método Sempre desenvolvida pela ADVFN, o maior portal virtual brasileiro de cotações de bolsas de valores nacionais e internacionais, o investidor tem acesso à evolução da receita operacional líquida do Bradesco (BBDC3 e BBDC4) nos últimos cinco anos, assim como à taxa de crescimento da receita operacional líquida  entre os períodos avaliados, à taxa média de crescimento receita operacional líquida anual e à atualização trimestral receita operacional líquida.

Ferramenta Método Sempre também disponibiliza essas mesmas informações para outros indicadores fundamentais, essenciais para o investidor que deseja selecionar conscientemente as ações de empresas que comporão seu portfólio de investimento: patrimônio líquido consolidado, lucro líquido, ativo total, dividendos e juros sobre capital próprio, valor de mercado atual, último valor de mercado anual, valor de mercado mínimo anual, valor de mercado máximo anual, diferença média entre as cotações das ações ordinárias e preferenciais, índice preço/valor patrimonial (P/VP), dividend yield (DY), endividamento simples (passível exigível/ativo total), payout (dividendos/lucro líquido), índice preço/lucro (P/L) atual, índice preço/lucro (P/L) anual, índice preço/lucro (P/L) mínimo e índice preço/lucro (P/L) máximo.

Além disso, o investidor tem acesso à projeção do valor de mercado da companhia nos próximos cinco anos, caso a empresa consiga, ao menos, replicar a rentabilidade média obtida nos cinco anos anteriores. A ferramenta também calcula automaticamente qual será o ganho médio patrimonial do investidor nos próximos cinco anos, caso ele opte por comprar hoje as ações da companhia, caso a companhia mantenha o mesmo ritmo de geração de receita e caso o investidor reinvista todos os dividendos e juros sobre capital próprio pago pela companhia na compra de novas ações.

Todos esses dados são exportáveis automaticamente para planilhas Excel, com o intuito de permitir que o próprio investidor possa fazer suas premissas sobre o crescimento da companhia. Clique aqui para acessar a Ferramenta Método Sempre da ADVFN e passar a acompanhar tudo o que acontece com os ativos BBDC3 e BBDC4.

 

Notícias Relacionadas

– Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros do Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4) no 1° trimestre de 2015

– Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4) pagou R$ 1,5 bilhão em juros sobre capital próprio referentes ao primeiro trimestre de 2015

– Os ativos totais da Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4) somaram R$ 1,035 trilhão ao fim do primeiro trimestre de 2015

– Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4): patrimônio líquido consolidado totalizou R$ 83,9 bilhões no primeiro trimestre de 2015

– Receita líquida da Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4) cresceu 24,6% no primeiro trimestre de 2015

– Banco Bradesco (BBDC3 e BBDC4) registra lucro líquido R$ 4,3 bilhões no 1° trimestre de 2015

 

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Faça o login em ADVFN
Registrar agora

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br

V: D: 20230607 11:24:04