Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros da Bradespar (BRAP3 e BRAP4) no 1° trimestre de 2015

LinkedIn

Em 13 de Maio de 2015, a Bradespar divulgou relatório sobre seus resultados operacionais e financeiros durante o primeiro trimestre de 2015. As informações financeiras e operacionais contidas nesse relatório, exceto quando indicado de outra forma, são apresentadas em bases consolidadas, em reais brasileiros, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, incluindo a Legislação Societária e a convergência às normas internacionais do IFRS. As comparações realizadas neste comunicado levam em consideração o primeiro trimestre de 2014, exceto quando especificado em contrário.

Bradespar (BRAP3 e BRAP4) é uma holding de investimentos cuja principal atividade é participar de outras empresas como parceira ou acionista. Ela investe em empresas que atuam na aquisição, leasing, e venda de propriedades, assim como também nos segmentos de mineração e imóveis. A empresa também está envolvida em atividades logísticas e na geração, distribuição e fornecimento de energia elétrica, através da Vale (VALE3 e VALE5) e da CPFL Energia (CPFE3).

 

 

Conjuntura Econômica da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

A produção de minério de ferro, níquel, cobre e ouro, que alcançou, respectivamente, 74,5 Mt, 69.200 toneladas, 107.200 toneladas e 103.000 oz., marcando novos recordes de produção para a empresa.

A receita bruta de R$ 18,4 bilhões da Vale (VALE3 e VALE5), com redução em comparação ao mesmo período do ano anterior, devido, principalmente, aos menores preços das commodities.

A distribuição de dividendos da Vale (VALE3 e VALE5) foram no montante de US$ 1 bilhão.

A Receita Operacional da CPFL Energia (CPFE3) totalizaram R$ 7,4 bilhões (+47,3%).

O EBITDA da CPFL Energia (CPFE3) no primeiro trimestre de 2015 foi de R$ 972,0 milhões (+23,5%).

O Lucro Líquido da CPFL Energia (CPFE3) registrou R$ 142,0 milhões no primeiro trimestre de 2015 (-18,4%).

 

 

Ativos totais da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

Os ativos totais da Bradespar (BRAP3 e BRAP4) no primeiro trimestre de 2015 totalizaram R$ 11.010.634 milhões. Este valor é 0,42% superior dos ativos  totais do primeiro trimestre de 2014, quando totalizou R$ 10.962.931.

 

 

Patrimônio Líquido da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

O Patrimônio Líquido da Bradespar (BRAP3 e BRAP4) no primeiro trimestre de 2015 totalizou R$ 9.297.776 milhões, 2,01% superior ao registrado no primeiro trimestre de 2014 (R$ 9.114.735 milhões).

 

 

A receita operacional da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

Como Companhia de investimentos, a Bradespar (BRAP3 e BRAP4) tem sua receita operacional originada do resultado de equivalência patrimonial, dividendos e juros sobre o capital próprio recebidos da Valepar/VALE, juros das ações resgatáveis recebidos da Valepar e dividendos e juros sobre o capital próprio recebidos da CPFL Energia S.A.

A BRADESPAR registrou, no 1º trimestre de 2015, receita operacional negativa de R$ 543,4 milhões, em função do resultado de R$ 554,7 milhões de equivalência patrimonial negativa advindo da Valepar/VALE e R$ 11,3 milhões de juros das ações resgatáveis recebidos da Valepar. Cumpre destacar que a VALE, no mesmo período, foi afetada por ajustes contábeis não recorrentes, contribuindo desfavoravelmente para seus resultados, que incluem, principalmente, perdas com variações monetárias e cambiais e perdas nos swaps de moedas e taxas de juros, entre outros. Por outro lado, a despeito dos menores preços das commodities, a empresa apresentou, no período, forte desempenho operacional, com recordes de produção de minério de ferro, níquel, cobre e ouro. Ressalte-se ainda o esforço de corte de custos, disciplina nos investimentos e foco no core business.

 

 

As despesas operacionais da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

As despesas de pessoal da Bradespar (BRAP3 e BRAP4) totalizaram R$ 415 mil no 1º trimestre de 2015, representando queda de 47,8% quando comparadas ao mesmo período de 2014.

Por sua vez, as despesas gerais e administrativas somaram R$ 1,5 milhão no 1º trimestre de 2015, ante R$ 654 mil no 1º trimestre de 2014, devido, principalmente, a maiores gastos com serviços advocatícios e consultorias para gestão dos negócios da Companhia.

 

 

O resultado financeiro da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

As despesas/receitas financeiras da Bradespar (BRAP3 e BRAP4), no 1º trimestre de 2015, atingiram R$ 21,7 milhões, devido, principalmente, aos juros das debêntures, calculados com base no CDI, que, na média, passaram de 2,40% no 1º trimestre de 2014 para 2,81% no 1º trimestre de 2015, impactado pelo aumento da taxa básica de juros (SELIC) no período. Cumpre destacar que, com a adesão ao Programa de Recuperação Fiscal (REFIS), ocorrida em 2014, houve redução na despesa financeira sobre as contingências fiscais de PIS e COFINS.

 

 

O resultado de exercício da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

No 1º trimestre de 2015, a Bradespar (BRAP3 e BRAP4) reportou prejuízo de R$ 569,2 milhões, incluindo ajustes contábeis não recorrentes. Na VALE (VALE3 e VALE5), esses ajustes contábeis referem-se, principalmente, a perdas com variações monetárias e cambiais e perdas nos swaps de moedas e taxas de juros, entre outros, totalizando R$ 7,5 bilhões, impactando negativamente em R$ 440,2 milhões o resultado de equivalência patrimonial na BRADESPAR. Com a exclusão desses ajustes contábeis não recorrentes, a Companhia apresentou prejuízo ajustado de R$ 129,0 milhões.

 

 

Pagamento de Dividendos da Bradespar no 1° Trimestre de 2015

Em consonância com sua “Política de Dividendos Mínimos”, em 27 de fevereiro de 2015, a Bradespar (BRAP3 e BRAP4) anunciou a proposta para pagamento de remuneração anual mínima, no valor em Reais equivalente a US$ 140 milhões para o ano 2015, dividido em duas parcelas de US$ 70 milhões a serem pagas nos meses de maio e novembro. O pagamento da 1ª parcela em 15 de maio de 2015 será composto por R$ 129,0 milhões de Juros sobre o Capital Próprio e R$ 81,6 milhões de Dividendos, totalizando R$ 210,6 milhões, considerando a cotação do dólar de venda (Fechamento Ptax), divulgada pelo Banco Central do Brasil em 23 de abril de 2015 e serão computados no cálculo dos dividendos obrigatórios do exercício em curso previsto no estatuto social.

Os Juros sobre o Capital Próprio serão de R$ 0,348065118 por ação ordinária (R$ 0,295855350 líquido de IR) e R$ 0,382871631 por ação preferencial (R$ 0,325440886 líquido de IR). Os Dividendos serão de R$ 0,220139045 por ação ordinária e R$ 0,242152951 por ação preferencial, não havendo retenção de Imposto de Renda na Fonte, nos termos do Artigo 10 da Lei nº 9.249/95.

 

 

A Bradespar no Mercado de Capitais

A média diária do volume de ações preferenciais (BRAP4), de emissão da Bradespar (BRAP3 e BRAP4), negociada no primeiro trimestre de 2015, situou-se em R$ 23,1 milhões. O número de negócios realizados com a BRAP4, na BM&FBOVESPA, diminuiu 12,45%, passando de uma média diária de 6.370 negócios, no primeiro trimestre de 2014, para 5.577 negócios, no primeiro trimestre de 2015.

As ações do capital social da Bradespar (BRAP3 e BRAP4) são listadas na BM&FBOVESPA sob os códigos BRAP3 (ON) e BRAP4 (PN). As ações preferenciais integram o índice Ibovespa, que inclui as Companhias mais líquidas do mercado brasileiro. Além disso, por aderir ao Nível I de Governança Corporativa, desde 2001, a BRADESPAR passou a integrar o Índice de Governança Corporativa (IGC), composto pelas Companhias que assumiram compromisso com elevados padrões de governança corporativa.

Para ampliar as alternativas de transação, a Bradespar (BRAP3 e BRAP4) também tem seus títulos negociados no Latibex– Mercado de Empresas Latino-Americanas da Bolsa de Valores de Madri, na Espanha – , em Euros, por meio do Programa de Depositary Receipts (GDRs).

 

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.