Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros da Cia Hering (HGTX3) no 2° trimestre de 2015

LinkedIn

Em 05 de Agosto de 2015, a Cia Hering divulgou relatório sobre seus resultados operacionais e financeiros durante o segundo trimestre de 2015. As informações financeiras e operacionais contidas nesse relatório, exceto quando indicado de outra forma, são apresentadas em bases consolidadas, em reais brasileiros, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, incluindo a Legislação Societária e a convergência às normas internacionais do IFRS. As comparações realizadas neste comunicado levam em consideração o segundo trimestre de 2014, exceto quando especificado em contrário.

A Cia Hering (HGTX3) oferece peças de vestuário sob quatro marcas: Hering, Hering Kids, Dzarm e PUC e as vende para franquias e varejistas multi-marcas. A Hering é uma marca que oferece roupas e acessórios básicos e contemporâneos para todas as faixas etárias. A PUC é uma marca de vestuário infantil voltada para ocasiões especiais, a Dzarm é uma marca de moda jeans voltada para o mercado adolescente, especialmente para garotas. A Hering Kids oferece roupas para crianças, de bebês a adolescentes. A empresa exporta seus produtos para o Oriente Médio, Europa, América Latina e Estados Unidos.

 

 

Conjuntura Econômica da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

A Receita Bruta da Cia Hering (HGTX3) foi de R$ 455,2 milhões, 9,2% inferior ao segundo trimestre de 2014.

O EBITDA de R$ 66,6 milhões, -31,3% inferior ao segundo trimestre de 2014, e a margem EBITDA foi de 17,5%.

O Lucro Líquido de R$ 58,8 milhões, -20,7% inferior ao segundo trimestre de 2014.

Foi finalizado o 1° Programa de Recompra de Ações com 74,7% do plano executado: 3,7 milhões de ações, contabilizando R$ 56,8 milhões.

Foi aprovado novo Programa de Recompra de Ações de até 8 milhões de ações da Companhia nos próximos 12 meses.

 

 

Desempenho de vendas da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

As vendas brutas da Cia Hering (HGTX3) totalizaram R$ 455,2 milhões no segundo trimestre de 2015, retração de 9,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, afetadas pelo maior conservadorismo e aversão a risco dos canais, que tem buscado operar com menores níveis de estoque, face ao contínuo declínio do cenário macroeconômico e da intenção de compra. A maior pressão em vendas foi sentida no canal multimarcas que, desde o final de 2014, tem apresentado desempenho inferior aos demais canais, provavelmente por estarem mais expostos a queda do consumo e da massa salarial da classe média, impactando negativamente as vendas de todas as marcas, especialmente PUC e Hering Kids. A DZARM., apesar da alta exposição a este canal, obteve bom desempenho da linha feminina que contrapôs a eliminação da linha masculina, que representava cerca de 30% das vendas. A marca Hering registrou grande disparidade entre vendas à multimarcas e lojas próprias/franquias, enquanto que a Hering for you seguiu aprimorando sortimento com o lançamento da 2ª coleção outono da marca. Vendas para o canal de franquias cresceram 0,5% em relação ao segundo trimestre de 2014, enquanto que as vendas pela internet seguiram com crescimento de dois dígitos (+13,0%).

 

 

Rede de distribuição da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

Cia Hering (HGTX3) possui um modelo de distribuição híbrido, que possibilita que seus produtos cheguem ao consumidor final através de 826 lojas, 18.259 varejistas multimarcas e 4 webstores.

No segundo trimestre de 2015 houve a abertura líquida de uma loja na rede. Na rede Hering Store ocorreu abertura de 6 lojas, predominantemente no interior, todas por franqueados já existentes na base. Em contrapartida, houve o fechamento de 5 unidades. Na rede Hering Kids foram abertas 3 novas franquias e 2 encerradas, enquanto que na PUC, foram abertas 2 lojas e outras 3 deixaram de operar, todas pertencentes a franqueados.

 

 

EBITDA e Margem EBITDA da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

O EBITDA da Cia Hering (HGTX3) apresentou queda de 31,3% no segundo trimestre de 2015, enquanto que a margem EBITDA oscilou 5,6% para baixo, resultado de: Retração de 9,2% nas vendas, conforme comentado na respectiva seção; Queda da margem bruta caixa, em 1,5%, decorrente do fraco desempenho de vendas, insuficiente para diluição de custos fixos e atividade promocional com foco na venda de produtos de coleções anteriores; Aumentos, abaixo da inflação geral e de salários, em despesas de vendas (+3,4%, principalmente por maior despesa com lojas próprias pela adição líquida de 6 lojas nos últimos 12 meses) e Despesas Gerais, Administrativas e Remuneração dos Administradores (+2,3%), refletindo empenho da companhia no controle de despesas; Aumento de Outras Despesas Operacionais majoritariamente devido a indenizações trabalhistas. Não houve provisionamento de participação nos lucros.

 

 

O lucro líquido e a Margem líquida da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

O lucro líquido da Cia Hering (HGTX3) apresentou queda de 20,7% no segundo trimestre de 2015, atingindo R$ 58,8 milhões, com queda de 2,3% na margem líquida.

 

 

Os investimentos da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

Os investimentos da Cia Hering (HGTX3) totalizaram R$ 29,2 milhões no segundo trimestre de 2015, destacando-se: R$ 18,8 milhões investidos na indústria, majoritariamente destinado às instalações fabris e ao Centro de Distribuição localizados em Goiás. Investimento neste polo produtivo é prioridade para a companhia em 2015; e R$ 8,7 milhões em tecnologia. A implementação do sistema SAP, que tem recebido a maior parte dos recursos, foi adiada para o início de 2016 por decisão da Administração, que buscou reduzir incertezas no 2º semestre e eliminar riscos que pudessem comprometer as vendas da coleção Alto Verão, a maior da companhia.

 

 

Geração de caixa da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

No segundo trimestre de 2015, a Cia Hering (HGTX3) gerou R$ 11,9 milhões de caixa livre operacional, decorrente de: Menor geração de EBITDA (R$ 30,3 milhões inferior ao segundo trimestre de 2014), parcialmente contraposta por menor alíquota de Imposto de Renda e Contribuição social; Maior capital de giro, afetado pelo maior contas a receber no segundo trimestre de 2015, explicado principalmente pelo baixo saldo da conta em 31/mar e aumento nos estoques, R$ 20,6 milhões frente ao segundo trimestre de 2014.

 

 

Retorno sobre Capital Investido (ROI) da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

No segundo trimestre de 2015, o retorno sobre capital investido (‘ROIC’) da  Cia Hering (HGTX3) foi de 23,2% (-12,1%). A retração é explicada pela queda de rentabilidade da companhia nos últimos 12 meses aliada ao maior capital de giro médio.

 

 

Total de Ativos da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

Os ativos totais da Cia Hering (HGTX3) no segundo trimestre de 2015 foram de R$ 1.338.403 milhões, -6,54% inferior ao do quarto trimestre de 2014: R$ 1.432.039 milhões.

 

 

O Patrimônio Líquido da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

O patrimônio líquido da Cia Hering (HGTX3) no segundo trimestre de 2015 foi de R$ 1.052.062 milhões, -2,23% inferior ao do quarto trimestre de 2014: R$ 1.076.077 milhões.

 

 

Juros sobre capital próprio da Cia Hering no 2° Trimestre de 2015

Em Reunião do Conselho de Administração em 27/05/15, foi aprovada a distribuição de juros sobre capital próprio no valor total de R$ 27,9 milhões (R$ 0,1725 por ação), aos titulares de ações escriturais na data de 27/05/15. O pagamento foi realizado a partir de 25/06/15 e será imputado aos dividendos mínimos obrigatórios do exercício social de 2015.

 

 

A Cia Hering no Mercado de Capitais

Atualmente, das 163.771.187 ações ordinárias que compõem o capital social da Cia Hering (HGTX3), 127.749.285 estão em circulação no mercado.

As ações ordinárias HGTX3 estão listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa. A listagem nesse segmento especial implica na adoção de um conjunto de regras societárias que ampliam os direitos dos acionistas, tais como o voto em Assembléia Geral Extraorinária (AGE) e a venda das ações pelo mesmo preço que o acionista controlador, caso este decida vender sua particapação majoritária na companhia (Tag Along de 100%).

Outros direitos garantidos pela Cia Hering (HGTX3) ao acionista HGTX3 são: o direito ao dividendo mínimo obrigatório de 25% do lucro líquido de cada exercício social; o direito a voto pleno; o direito à reembolso de capital; a restrição à circulação de ações; e a preferência para a subscrição de ações, debêntures conversíveis em ações e bônus de subscrição.

No caso de liquidação da Cia Hering (HGTX3), os acionistas receberão os pagamentos relativos a reembolso do capital na proporção de suas participações no capital social, após o pagamento de todas as obrigações da companhia. Os acionistas que dissentirem de certas deliberações tomadas em assembléia geral poderão retirar-se da Cia Hering, nos termos previstos na Lei das Sociedades por Ações. Caberá ao Conselho de Administração fixar a lista tríplice de Instituições qualificadas a ser apresentada à Assembléia Geral da empresa para fins de avaliação do valor econômico da Companhia.

Cia Hering S/A não possui valores mobiliários disponíveis para negociação no exterior.

 

 

Notícias Relacionadas

Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros da Cia Hering (HGTX3) no 1° trimestre de 2015

Deixe um comentário