Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros da Natura (NATU3) no 2° trimestre de 2015

LinkedIn

Em 22 de Julho de 2015, a Natura divulgou relatório sobre seus resultados operacionais e financeiros durante o segundo trimestre de 2015. As informações financeiras e operacionais contidas nesse relatório, exceto quando indicado de outra forma, são apresentadas em bases consolidadas, em reais brasileiros, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, incluindo a Legislação Societária e a convergência às normas internacionais do IFRS. As comparações realizadas neste comunicado levam em consideração o segundo trimestre de 2014, exceto quando especificado em contrário.

Constituída em 1969, a Natura (BOV:NATU3) cresceu apostando na força do contato pessoal para levar seus produtos à casa dos consumidores. Sua rede de vendas diretas conta, atualmente, com mais de 7 mil colaboradores, 1,6 milhão de Consultoras e Consultores Natura (CN) e quase 14 mil Consultoras Natura Orientadoras (CNO) – além de mais de 5 mil fornecedores e terceiros e 32 comunidades agroextrativistas. Essa rede alcança cerca de 100 milhões de consumidores pelo menos uma vez ao ano.

A empresa também possui forte presença na América Latina, com operações em Argentina, Chile, México, Peru, Colômbia e França. Por meio de distribuidores, seus produtos também chegam à Bolívia. A estrutura se completa com oito centros de distribuição  para o Brasil e seis para suas operações internacionais.

 

 

Conjuntura Econômica da Natura no 2° Trimestre de 2015

No segundo trimestre de 2015 a receita líquida consolidada da Natura (NATU3) foi de R$ 1.929 milhão (+7% versus segundo trimestre de 2014).

O Ebitda consolidado foi de R$ 357 milhões (+1,4% vs. o segundo trimestre de 2014).

O lucro líquido foi de R$ 117 milhões (-33,7% versus o segundo trimestre de 2014).

A geração de caixa livre R$ 281 milhões (+91% versus o segundo trimestre de 2014).

 

 

A Receita Líquida da Natura no 2° Trimestre de 2015

No Brasil, a receita líquida da Natura (NATU3) retraiu 4,6% frente ao segundo trimestre de 2014, a base de consultoras cresceu 1,8% e a produtividade retraiu 3,6%, com queda de 15% dos volumes (unidade de produtos para revenda).

A Receita Bruta consolidada no segundo trimestre de 2015 (R$2.637,3 milhões) foi 8,9% superior ao do segundo trimestre de 2014 (R$ 2.421,6 milhões).

A Receita Líquida consolidada no segundo trimestre de 2015 (R$ 1.928,9 milhões) foi 7,0% superior ao do segundo trimestre de 2014 (R$ 1.802,6 milhões).

 

 

A Margem da Natura no 2° Trimestre de 2015

No segundo trimestre de 2015 (69,4%), a margem bruta da Natura (NATU3) ficou 1,2 ponto porcentual acima do mesmo período do ano anterior (68,3%).

Já a margem líquida ficou bem abaixo (diferença de 3,8 pontos porcentuais): (6,0%) no segundo trimestre de 2015 e (9,8)% no segundo trimestre de 2014.

A margem EBITDA caiu 1,0 ponto porcentual no segundo trimestre de 2015 (18,5%) contra o segundo trimestre de 2014 (19,5%).

 

 

As Despesas da Natura no 2° Trimestre de 2015

As despesas com vendas, marketing e logística da Natura (NATU3) foram de -R$ 745,8 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de (-R$ 660,7 milhões). A variação foi de 12,9%.

As despesas administrativas foram de -R$ 298,8 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de -R$ 258,0 milhões. A variação foi de 15,8%.

As outras despesas/receitas operacionais foram de +R$ 9,9 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de +R$ 4,2 milhões. A variação foi de 135,0%. As outras despesas/receitas financeiras foram de -R$ 129,1 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de -R$ 61,2 milhões.

O imposto de renda/contribuição social foi de -R$ 57,0 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de -R$ 78,4 milhões. A variação foi de -27,3%.

 

 

O Lucro da Natura no 2° Trimestre de 2015

O Lucro Bruto da Natura (NATU3) foi de R$ 1.339,3 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de R$ 1.230,5 milhões. A variação foi de 5,9%.

O Lucro Líquido foi de R$ 116,7 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de R$ 175,8 milhões. A variação foi de -33,7%.

A Natura explica a forte queda de -33,7% a ser devido ao “aumento da taxa básica de juros em nossa dívida, pelo aumento do saldo médio de endividamento e pelo efeito não-caixa referente à marcação a mercado dos derivativos atrelados à dívida em moeda estrangeira. Excluindo-se também o efeito não-caixa da marcação a mercado dos derivativos atrelados à dívida em moeda estrangeira a retração do lucro líquido teria sido de 13,6%.

 

 

O EBITDA da Natura no 2° Trimestre de 2015

O EBITDA da Natura (NATU3) foi de R$ 357,2 milhões no segundo trimestre de 2015. No segundo trimestre de 2014, havia sido de R$ 352,3 milhões. A variação foi de 1,4%.

A margem EBITDA caiu 1,0 ponto porcentual no segundo trimestre de 2015 (18,5%) contra o segundo trimestre de 2014 (19,5%).

 

 

Os Ativos da Natura no 2° Trimestre de 2015

Os ativos da Natura (NATU3) totalizaram R$ 8.547,6 milhões no segundo trimestre de 2015. No quarto trimestre de 2014, haviam sido de R$ 7.200,1 milhões. A variação foi de 18,7%.

 

 

O Patrimônio Líquido da Natura no 2° Trimestre de 2015

O patrimônio líquido da Natura (NATU3) totalizou R$ 981,9 milhões no segundo trimestre de 2015. No quarto trimestre de 2014, havia sido de R$ 1.148,7 milhões. A variação foi de -14,5%.

 

 

A Natura no mercado de capitais

No segundo trimestre de 2015, as ações da Natura (NATU3) tiveram uma desvalorização de 12,5% frente a 31 de dezembro de 2014, enquanto o Ibovespa se valorizou em 4,7%. O volume médio diário negociado no segundo trimestre de 2015 foi de R$ 32,8 milhões, frente a R$ 51,7 milhões no mesmo período do ano anterior. No acumulado, a posição média da NATU3 no Índice de Negociabilidade da BOVESPA foi de 49º.

Atualmente, das 431.239.264 ações ordinárias que compõem o capital social da Natura, 171.984.796 estão em circulação no mercado.

As ações ordinárias NATU3 estão listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa. A listagem nesse segmento especial implica na adoção de um conjunto de regras societárias que ampliam os direitos dos acionistas, tais como o voto em Assembléia Geral Extraorinária (AGE) e a venda das ações pelo mesmo preço que o acionista controlador, caso este decida vender sua particapação majoritária na companhia (Tag Along de 100%).

Outros direitos garantidos pela Natura ao acionista NATU3 são: o direito ao dividendo mínimo obrigatório de 30% do lucro líquido de cada exercício social; o direito a voto pleno; e o direito à reembolso de capital.

Qualquer acionista da Natura Cosméticos dissidente de determinadas deliberações tomadas em assembleia geral poderá retirar-se da companhia, mediante o reembolso do valor patrimonial de suas ações.

Natura Cosméticos S/A não possui valores mobiliários disponíveis para negociação no exterior.

 

Notícias Relacionadas

Relatório sobre os resultados operacionais e financeiros da Natura (NATU3) no 1° trimestre de 2015

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.