Fique de Olho: IBC-Br tem queda de 0,5% em setembro; Samarco diz que duas barragens podem se romper

LinkedIn

IBC-Br tem queda de 0,5% em setembro;  3º tri fecha em recuo de 1,41%

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), prévia do Produto Interno Bruto (PIB), recuou 0,50% em setembro sobre agosto e terminou o terceiro trimestre com queda de 1,41% na comparação com o trimestre anterior, informou hoje o Banco Central. A mediana de expectativas coletadas pela Reuters indicava queda de 0,60% no mês.

Samarco admite que duas barragens podem se romper em Mariana

Representantes da Samarco, mineradora responsável pela barragem que se rompeu em Mariana (MG) no dia 5, disseram ontem que há riscos de rompimento das represas de Santarém e de Germano, que ficam próximas à primeira. Eles afirmaram ainda que a de Santarém não se rompeu, diferentemente do que a empresa informou. “Tem o risco e nós, para aumentarmos o fator de segurança e reduzirmos o risco, estamos fazendo as ações emergenciais necessárias”, disse o gerente-geral de Projetos Estruturais da Samarco, Germano Lopes. “O monitoramento dessas barragens está sendo feito de forma online. Todos os dias os fatores de seguranças são reportados”, completou o diretor de Operações e Infraestrutura da empresa, Kléber Terra. O fator de segurança na barragem de Santarém é 1,37. Na de Germano, o dique Celinha, uma das estruturas, tem índice de 1,22, o menor em todo o complexo. Esse índice vai de 0 a 2. O nível mínimo de segurança recomendado por lei é 1,5.

Plenário do Congresso Nacional mantém veto do governo ao reajuste do Judiciário

O plenário do Congresso decidiu no fim da noite de ontem, em votação em separado, manter o veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste de até 78% para servidores do Judiciário, previsto no Projeto de Lei 7.920/14. Segundo o governo, o reajuste causaria um impacto financeiro de R$ 27,5 bilhões aos cofres públicos nos próximos quatro anos. Para derrubar o veto eram necessários 257 votos sim, mas os deputados favoráveis à queda do dispositivo só conseguiram 251, uma diferença de 6 votos, contra 132 dos que votaram a favor da manutenção do veto. Foram 11 abstenções. Com o resultado, a matéria não precisou ser analisada pelos Senadores.

Produção de petróleo e gás cresce em outubro

A produção média de petróleo e gás natural da Petrobras produzidos no Brasil em outubro foi de 2,57 milhões barris de óleo equivalente por dia (boed), um crescimento de 1,6% em relação ao mês anterior, quando registrou 2,53 milhões.  Já a produção média de petróleo e gás natural no mesmo mês, no país e no exterior, atingiu 2,76 milhões de barris de óleo boed, volume 1,6% acima do registrado em setembro, que foi de 2,72 milhões, informou ontem a Petrobras. A produção de petróleo da empresa no Brasil foi de 2,10 milhões barris por dia (bpd), volume 2,1% maior do que o registrado em setembro, 2,06 milhões. A produção de gás natural no país, excluindo o volume liquefeito, foi de 74,7 milhões metros cúbicos  por dia (m³/dia) em outubro, mantendo-se estável em relação ao mês anterior, de 75,0 milhões m³/dia.

Com informações da Reuters e da Agência Brasil.

 

 

Deixe um comentário