Dollar Week: Dólar cai 2,10% na última semana de Janeiro de 2016

LinkedIn

O dólar encerrou a quarta semana de 2016 quase oito centavos mais barato que na semana anterior. No ano, entretanto, a moeda norte-americana acumula uma alta de 1,93% frente o real. Na última semana do mês, o preço da divisa dos Estados Unidos caiu em quatro dos cinco pregões realizados.

O bom desempenho do real ante o dólar na semana foi sustentado, basicamente, pelo cenário externo: o petróleo subiu forte praticamente todos os dias, encerrando a semana negociado a US$ 41,46 na bolsa de mercadorias de Nova Iorque – situação bem diferente da semana anterior, quando a commodity chegou a ser negociada na casa dos trinta e sete dólares, o menor nível dos últimos treze anos; o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, acenou com a possibilidade de adotar mais medidas de estímulo ao crescimento econômico; o Federal Reserve (Fed) decidiu manter a taxa básica de juros nos Estados Unidos inalterada, deixando claro que a mesma não deverá ser elevada no curto ou médio prazo; por fim, o Banco Central do Japão optou por reduzir a taxa de juros do país para -0,1% ao ano, ou seja, mais uma medida para tentar manter os recursos em circulação no mercado, estimulando os investimentos diretos.

Se no cenário externo as notícias desta semana foram favoráveis ao real brasileiro, no cenário interno deixaram a desejar. O governo federal anunciou um pacote de crédito de R$ 83 bilhões para tentar aquecer a economia, incluindo a possibilidade de utilização de recursos do FGTS para garantir empréstimos consignados. A medida, no entanto, traz mais dúvidas quanto a sua eficácia e credibilidade do que empolgação aos investidores, ainda desiludidos com a clara interferência do governo nas decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a política monetária. Na quinta-feira, o Banco Central divulgou a ata da última reunião do Copom, com um tom mais brando que as anteriores.

 

Variação diária do dólar na quarta semana de 2016

Data Compra Venda Variação % Variação
29/01/16 4,0217 4,0243 -1,3650% -0,0557
28/01/16 4,0775 4,0800 -1,1440% -0,0059
27/01/16 4,0843 4,0859 0,3910% 0,0159
26/01/16 4,0675 4,0700 -0,7800% -0,0320
25/01/16 4,1000 4,1020 -0,2070% -0,0085

 

O dólar em 25 de Janeiro de 2016, segunda-feira

Hoje foi feriado no coração financeiro do Brasil, fazendo com que o mercado de câmbio brasileiro funcionasse em marcha lenta. No aniversário da cidade de São Paulo, o dólar emplacou seu segundo dia consecutivo de queda. O pregão foi marcado pelo baixo volume de negócios. Se não fosse feriado, provavelmente teríamos um novo dia de alta da moeda norte-americana, uma vez que o preço do petróleo negociado nas bolsas de mercadorias de Londres caiu forte nesta segunda-feira.

O dólar recuou 0,21% ante o real nesta segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016, negociado a R$ 4,1000 para compra e a R$ 4,1020 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 4,0950 (valor mínimo) e R$ 4,1000 (valor máximo).

Em dia de poucos negócios, dólar registra segundo pregão consecutivo de baixa

 

O dólar em 26 de Janeiro de 2016, terça-feira

O preço do barril de petróleo negociado nos mercados internacionais voltou a reagir nesta terça-feira, trazendo de volta um pouco da confiança dos investidores. Isso faz com que a alocação de recursos em investimentos indexados ao dólar, considerados de menor risco, diminua um pouco. Consequentemente, o valor da moeda norte-americana ante às demais divisas tende a cair. Foi a terceira queda consecutiva do dólar ante o real. Dos dezessete pregões realizados em 2106, a moeda dos Estados Unidos registrou baixa em oito deles.

O dólar recuou 0,78% ante o real nesta terça-feira, 26 de Janeiro de 2016, negociado a R$ 4,0675 para compra e a R$ 4,0700 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 4,0551 (valor mínimo) e R$ 4,1168 (valor máximo).

Com nova reação nos preços do petróleo, dólar volta a subir e emplaca terceira alta seguida

 

O dólar em 27 de Janeiro de 2016, quarta-feira

O dólar operou em queda durante quase todo o dia, com os investidores esperançosos de que o Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos Estados Unidos, não aumentaria novamente a taxa básica de juros do país, com receio do novo enfraquecimento da economia mundial. Com a a reunião do Fed dominando mentes e corações, não houve nem tempo de comemorar a nova alta do barril de Petróleo, que fez os preços ultrapassarem a barreira dos US$ 32,00. No entanto, quase no fim do pregão, a moeda norte-americana começou a reagir, terminando a última quarta-feira do mês com nova alta – a décima em dezoito pregões realizados em 2016.

O dólar subiu 0,39% ante o real nesta quarta-feira, 27 de Janeiro de 2016, negociado a R$ 4,0843 para compra e a R$ 4,0859 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 4,0335 (valor mínimo) e R$ 4,1168 (valor máximo).

Após cair forte durante quase todo o dia, dólar reage e emplaca a décima alta em 2016

 

O dólar em 28 de Janeiro de 2016, quinta-feira

A cotação do dólar oscilou bastante nesta quinta-feira de grande tensão no mercado de câmbio brasileiro, após o Banco Central divulgar a ata da última reunião do Copom, que culminou com a manutenção da Taxa Selic em 14,25% ao ano. As negociações relacionadas à moeda norte-americana também repercutiram a decisão do Federal Reserve, no início da noite anterior, que manteve inalterada a taxa de juros norte-americana. A nova alta nos preços do Petróleo também influenciou na cotação da divisa. A leve desvalorização registrada no final do dia foi a nona após dezenove pregões realizados em 2016. No ano, o dólar já acumula alta de 3,34%. Na semana e no mês, há queda de 0,74%.

O dólar caiu 0,14% ante o real nesta quinta-feira, 28 de Janeiro de 2016, negociado a R$ 4,0775 para compra e a R$ 4,0800 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 4,0445 (valor mínimo) e R$ 4,1181 (valor máximo).

Dólar fecha praticamente estável em dia de grande oscilação

 

O dólar em 29 de Janeiro de 2016, sexta-feira

A moeda norte-americana emplacou nesta sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016, mais um dia de forte baixa, reagindo à redução da taxa básica de juros anual do Japão e ao leilão de venda de dólares com compromisso de recompra anunciado pelo Banco Central nesta tarde. A divisa dos Estados Unidos encerrou o primeiro mês do ano com valorização de 1,93%. Foi a terceira alta mensal consecutiva do dólar.

O dólar caiu 1,37% ante o real nesta sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016, negociado a R$ 4,0217 para compra e a R$ 4,0243 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 3,9986 (valor mínimo) e R$ 4,0874 (valor máximo).

Dólar cai 1,37% nesta sexta-feira, mas encerra primeiro mês de 2016 acima de R$ 4,00

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.