Ibovespa reage nesta quinta-feira, amparado na forte alta dos preços do petróleo

LinkedIn

Apesar do grande mau humor que assolou os investidores brasileiros nesta quinta-feira, o principal índice de ações do país fechou em leve alta, reagindo positivamente à forte alta nos preços do barril de petróleo negociados nas bolsas de mercadorias dos Estados Unidos e de Londres. A alta do petróleo puxou para cima as ações da Petrobras, que já amargavam quatro dias consecutivos de fortíssimas perdas. Devido a sua grande relevância na composição do Ibovespa, o índice conseguiu emplacar sua quarta alta em 2016, após difíceis catorze pregões.

 

Ibovespa Hoje

O Ibovespa subiu 0,19% nesta quinta-feira, 21 de Janeiro de 2016, fechando cotado em 37.717,11 pontos. Ao longo do dia, o principal índice de ações do Brasil oscilou entre 37.494,82 pontos (valor mínimo) e 38.079,18 pontos (valor máximo). Na véspera, o Índice Bovespa fechara cotado em 37.645,48 pontos.

O volume financeiro total movimentado durante o dia foi de R$ 3,890302 bilhões.

 

Cenário Externo

A valorização do Ibovespa nesta quinta-feira pode ser atribuída, única e exclusivamente, à forte alta dos preços do petróleo negociado em Nova Iorque e em Londres.

Antes da abertura do mercado de ações brasileiro, o Banco Central Chinês anunciou a injeção de uma quantidade de recursos recorde no mercado. A medida não animou os investidores locais, que não tiveram força para conter o desespero dos vendedores. Quase todas as bolsas de valores orientais encerraram em baixa.

– China: -3,22%

– Hong Kong: -1,82%

– Cingapura: -1,06%

– Austrália: +0,46%

– Coreia do Sul: -0,27%

– Taiwan: -0,46%

– Japão: -2,43%

O desânimo dos chineses não foi acompanhado pelas bolsas de valores europeias e norte-americanas, que reagiram bem ao discurso de Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu (BCE), acenando com a possibilidade de aumentar os estímulos frente à fraqueza da economia global.

– França: +1,97%

– Inglaterra: +1,77%

– Alemanha: +1,94%

– Itália: +4,20%

– Espanha: +1,97%

– Portugal: +2,72%

O Dow Jones, principal índice de ações dos Estados Unidos fechou com alta moderada de 0,74%, cotado em 15.882,68 pontos.

As altas no ocidente foram puxadas pela reação no preço internacional do petróleo, que voltou a ser negociado próximo de US$ 30,00 por barril, após subir cerca de cinco por cento.

 

Cenário Interno

A forte alta do petróleo aliviou o clima de tensão que assolou o mercado financeiro brasileiro nesta quinta-feira, um dia após a fatídica primeira reunião do Copom em 2016. A primeira sob a égide do novo velho Ministro da Fazenda Nelson Barbosa. A primeira em que se escancarou de vez a forte interferência do governo sobre as decisões do colegiado do Banco Central. São os critérios políticos superando os critérios que deveriam ser essencialmente técnicos.

No dia anterior, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu manter a taxa básica de juros (Taxa Selic) em 14,25% ao ano. Foi a primeira reunião de 2016 e a quarta reunião consecutiva em que a taxa de juros foi mantida no mesmo nível.

O BC estava em um dilema entre subir os juros para tentar segurar a inflação ou mantê-los, para não atrapalhar ainda mais a recuperação da economia brasileira.

Além de piorar as perspectivas para a entrada de capital no Brasil, uma vez que o aumento de juros – em tese – um interesse maior do investidores estrangeiros, a decisão turbinou as incertezas dos investidores locais, que até o início da semana apostavam em elevação de 0,50 ponto percentual.

A decisão do Copom foi um baque sobre a credibilidade do BC: o mercado intensificou os questionamentos sobre a autonomia técnica do BC e as expectativas de inflação ficaram piores.

 

Petrobras

As ações da Petrobras tiveram um grande alívio nesta sessão, influenciados pela alta do petróleo.

As ações ordinárias da petroleira (PETR3), com direito a voto em assembleia, saltaram 6,07%, fechando o dia cotadas a R$ 6,29.

As ações preferenciais (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, fecharam em alta de 1,58%, cotadas a R$ 4,50.

Apesar da valorização mo pregão de hoje, a Petrobras já perdeu cerca de 85% de seu valor de mercado desde 21 de maio de 2008, quando atingiu seu ápice histórico e chegou a ser avaliada em R$ 510,3 bilhões. Na última segunda-feira (18 de Janeiro de 2016), porém, a petroleira passou a valer R$ 73,7 bilhões – uma queda de R$ 436,6 bilhões em seu valor.

A estatal enfrenta os efeitos da Operação Lava Jatoque investiga um esquema de corrupção na petroleira, além de um alto nível de endividamento, acentuado pelo controle dos preços dos combustíveis pelo governo. Prejudica também o cenário político conturbado, que deixa investidores pessimistas em relação ao país e suas estatais. Soma-se a isso, ainda, a queda dos preços do petróleo no mercado global.

 

Vale

As ações da Vale, que assim como as da Petrobras possuem grande peso sobre o Ibovespa, fecharam em queda e limitaram a alta do Ibovespa.

Os papéis ordinários da mineradora (VALE3) perderam 0,76%, cotadas a R$ 9,14, enquanto que as ações preferenciais (VALE5) caíram 1,29%, a R$ 6,86.

 

Composição o Ibovespa em 21 de Janeiro de 2016

ATIVO ULT OFV OFC MAX MIN VAR VAR %
ABEV3 16,32 16,35 16,32 16,65 16,20 -0,22 -1,33
BBAS3 12,71 12,72 12,71 13,04 12,55 -0,01 -0,08
BBDC3 18,45 18,55 18,45 18,62 18,13 0,10 0,54
BBDC4 17,01 17,04 17,01 17,43 16,93 -0,25 -1,45
BBSE3 21,72 21,72 21,71 22,91 21,72 -1,22 -5,32
BRAP4 3,12 3,15 3,12 3,31 3,12 -0,08 -2,50
BRFS3 47,00 47,11 46,99 47,25 46,05 0,00 0,00
BRKM5 24,62 24,70 24,62 25,56 24,62 -0,23 -0,93
BRML3 11,03 11,12 11,03 11,10 10,82 0,11 1,01
BRPR3 7,89 7,89 7,85 8,10 7,85 -0,19 -2,35
BVMF3 10,08 10,16 10,08 10,29 10,08 -0,17 -1,66
CCRO3 10,98 11,08 10,98 11,34 10,91 -0,08 -0,72
CESP6 11,30 11,41 11,30 11,64 11,25 -0,12 -1,05
CIEL3 32,50 32,50 32,49 32,94 32,15 0,01 0,03
CMIG4 4,37 4,37 4,36 4,49 4,28 0,02 0,46
CPFE3 14,08 14,09 14,08 14,15 13,70 0,21 1,51
CPLE6 17,90 17,90 17,89 18,25 17,43 0,15 0,85
CSAN3 22,60 22,65 22,60 23,05 22,29 -0,02 -0,09
CSNA3 3,32 3,34 3,32 3,44 3,17 0,10 3,11
CTIP3 38,26 38,28 38,26 38,26 36,86 0,78 2,08
CYRE3 7,30 7,40 7,30 7,46 7,14 0,08 1,11
ECOR3 3,48 3,50 3,47 3,73 3,44 -0,15 -4,13
ELET3 5,03 5,03 5,02 5,11 4,92 0,04 0,80
EMBR3 27,09 27,09 26,93 27,37 26,74 0,19 0,71
ENBR3 10,54 10,58 10,54 11,03 10,54 -0,35 -3,21
EQTL3 33,80 33,80 33,76 34,00 32,98 0,65 1,96
ESTC3 11,15 11,15 11,14 11,60 10,98 -0,25 -2,19
FIBR3 45,07 45,07 44,82 45,90 43,17 2,01 4,67
GGBR4 3,31 3,34 3,31 3,54 3,31 -0,09 -2,65
GOAU4 0,99 1,00 0,99 1,07 0,99 -0,04 -3,88
GOLL4 1,18 1,19 1,18 1,34 1,18 -0,10 -7,81
HGTX3 12,36 12,48 12,36 12,69 12,11 0,09 0,73
HYPE3 21,00 21,05 21,00 21,24 20,14 0,45 2,19
ITSA4 6,30 6,32 6,30 6,36 6,26 0,02 0,32
ITUB4 23,12 23,20 23,12 23,47 22,95 0,05 0,22
JBSS3 11,00 11,00 10,99 11,04 10,36 0,47 4,46
KLBN11 20,07 20,16 20,07 20,44 19,49 0,49 2,50
KROT3 8,05 8,10 8,05 8,28 7,98 -0,15 -1,83
LAME4 17,64 17,64 17,61 17,75 17,27 -0,06 -0,34
LREN3 16,55 16,55 16,51 16,55 16,01 0,15 0,91
MRFG3 5,62 5,62 5,61 5,62 5,42 0,14 2,55
MRVE3 8,28 8,28 8,26 8,36 8,04 0,18 2,22
MULT3 38,78 39,00 38,78 39,14 38,21 -0,03 -0,08
NATU3 21,30 21,49 21,30 21,59 21,00 -0,10 -0,47
OIBR4 1,55 1,56 1,55 1,60 1,51 0,01 0,65
PCAR4 33,50 33,54 33,50 35,19 33,40 -1,72 -4,88
PETR3 6,29 6,29 6,28 6,47 5,91 0,36 6,07
PETR4 4,50 4,51 4,50 4,67 4,36 0,07 1,58
QUAL3 12,69 12,74 12,69 12,75 12,31 0,20 1,60
RADL3 37,81 37,81 37,65 37,87 36,00 1,25 3,42
RENT3 20,81 21,01 20,81 21,94 20,79 -0,31 -1,47
RUMO3 2,02 2,03 2,02 2,37 2,02 -0,18 -8,18
SANB11 13,11 13,23 13,11 13,41 12,76 -0,01 -0,08
SBSP3 18,75 18,75 18,74 19,03 18,61 -0,25 -1,32
SMLE3 26,58 26,70 26,58 27,88 26,35 -0,23 -0,86
SUZB5 15,29 15,29 15,26 15,74 14,94 0,46 3,10
TBLE3 30,20 30,23 30,20 30,38 29,97 -0,02 -0,07
TIMP3 6,11 6,15 6,11 6,21 5,99 0,04 0,66
UGPA3 55,14 55,30 55,14 55,53 53,83 0,36 0,66
USIM5 0,98 0,99 0,98 1,06 0,98 -0,04 -3,92
VALE3 9,14 9,26 9,14 9,80 9,14 -0,07 -0,76
VALE5 6,86 6,87 6,86 7,29 6,86 -0,09 -1,29
VIVT4 32,83 33,10 32,83 33,79 32,07 0,12 0,37

Deixe um comentário