Por demanda fraca, Credit Suisse prevê petróleo a US$ 30 em 2016

LinkedIn

Com os preços do petróleo em colapso neste início de ano, em meio aos crescentes temores sobre uma desaceleração econômica mundial, o Credit Suisse revisou sua estimativa sobre o valor do barril WTI, negociado em Nova York, para US$ 30 em 2016, com chance de nova desvalorização.

Segundo relatório do banco suíço, mesmo com uma possível recuperação, o produto atingirá no máximo US$ 38 este ano e US$ 54 no ano que vem. Neste cenário menos pessimista, o documento leva em consideração estoques elevados da matéria-prima diante de um crescimento ainda lento da demanda.

Já num quadro com crescimento da procura pela commodity, o CS prevê um valor médio anual de US$ 90 em 2018, com uma produção moderada por parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O valor do petróleo atingiu novas mínimas nas últimas semanas, com recuo de 20% apenas este ano. O mercado petroleiro tem sido afetado por preocupações com uma recessão global, desencadeada por um ‘pouso forçado’ da economia da China.

De olho num reequilíbrio dos preços da commodity, os analistas Jan Stuart e Jonathan Aronson esperam que o excesso de oferta atual vire um déficit de produção, com a Opep menos atuante. Ainda assim, eles alertam que o pânico atual pode persistir como fator negativo para o setor.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.