Dólar emplaca sexta alta consecutiva e volta a ser cotado acima de R$ 4,00

LinkedIn

A moeda norte-americana voltou a se valorizar frente ao real nesta terça-feira. Foi a sexta alta consecutiva do dólar, o que fez com que a divisa voltasse a ser cotada acima de quatro reais. A alta de hoje foi influenciada por novo impasse na tentativa de acordo entre os principais produtores mundiais de petróleo para reduzir o estoque da matéria-prima. Isso fez o preço do barril de petróleo cair forte, assim como o humor dos investidores.

Em 2016, após trinta pregões, o dólar acumula uma alta de 3,10% ante o real. Já no segundo mês do ano, após dez pregões, a moeda acumula uma alta de 1,15%.

 

Dólar Hoje

O dólar subiu 1,86% ante o real nesta terça-feira, 16 de fevereiro de 2016, negociado a R$ 4,0680 para compra e a R$ 4,0705 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 3,9925 (valor mínimo) e R$ 4,0719 (valor máximo).

Este é o maior valor de fechamento da divisa desde 28 de janeiro, quando o dólar havia fechado a R$ 4,0800. É também a maior alta diária desde o dia 04 do mês passado, quando a moeda tinha avançado 2,18%. 

 

Cenário Internacional

Na parte da manhã, os investidores ainda demonstravam um certo otimismo com a alta registrada pelas bolsas de valores chinesas. O principal índice de ações do gigante asiático subiu 3,32% e atingiu o seu maior patamar em três semanas. A alta das ações chinesas limitou o fortalecimento da moeda norte-americana, com os investidores aceitando bem as declarações do premiê do país, Li Keqiang, que acenou para a possibilidade de novos estímulos se a economia desacelerar mais.

Ainda na primeira metade do pregão, a alta dos preços do petróleo nas bolsas de valores de futuros e mercadorias também confirmava esse otimismo por parte dos investidores.

Na parte da tarde, porém, tudo mudou. O preço do barril voltou a apresentar forte instabilidade em meio ao excesso de oferta. A negociação para uma ação conjunta afim de reduzir a produção mundial da commodity energética entrou em compasso de espera, após Rússia e Arábia Saudita determinarem o congelamento  de suas produções aos níveis de janeiro caso outros grandes exportadores se juntarem a eles.

Outro fator importante que auxiliou a nova alta do dólar foi o aumento no volume de negócios neste pregão, após a sessão de poucos negócios de segunda-feira, em função do feriado do Dia dos Presidentes nos Estados Unidos, que manteve os mercados do país fechados.

 

Cenário Nacional

No mercado local, o dia foi de bastante apreensão. A volta das atividades no Congresso Nacional pode trazer algumas respostas para todas as questões políticas que se acumularam entre os feriados de Natal e de Carnaval. Os temores sobre a estratégia do governo brasileiro para enfrentar a crise econômica, sobretudo o quebra-cabeça fiscal, também vem deixando os investidores bastante relutantes em assumir grandes posições.

Os investidores temem que o governo não cumpra o ajuste das contas públicas que vem prometendo desde o ano passado diante da recessão econômica e das instabilidades políticas.

 

Banco Central

Na parte da manhã, o Banco Central (BC) promoveu mais um leilão para rolagem dos contratos swap cambial com vencimento em março, vendendo a oferta total de 11,9 mil contratos. Ao todo, a autoridade monetária já conseguiu rolar US$ 5,217 bilhões, ou cerca de 52% do lote total, que equivale a US$ 10,118 bilhões.

Por meio dos contratos de swap cambial, o BC realiza uma operação financeira que equivale à uma venda de moeda no mercado futuro (derivativos), o que reduz a pressão sobre a alta dessa moeda.

Os swaps são contratos para troca de riscos: o BC oferece um contrato de venda de dólares, com data de encerramento definida, mas não entrega a moeda norte-americana. No vencimento desses contratos, o investidor se compromete a pagar uma taxa de juros sobre o valor deles e recebe do BC a variação do dólar no mesmo período.

Esses contratos servem também para proteger os agentes que têm dívida em moeda estrangeira – neste caso, quando o dólar sobe, eles recebem do BC o valor dessa variação.

 

Variação da Cotação do Dólar Comercial em 16 de Fevereiro de 2016

Hora Compra Venda Variação Variação Máximo Mínimo
16:59:00 4,0680 4,0705 1,86% 0,0742 4,0719 3,9925
16:49:00 4,0719 4,0727 1,91% 0,0764 4,0719 3,9925
16:39:00 4,0694 4,0702 1,85% 0,0739 4,0694 3,9925
16:29:00 4,0610 4,0622 1,65% 0,0659 4,0644 3,9925
16:19:00 4,0558 4,0575 1,53% 0,0612 4,0644 3,9925
16:09:00 4,0604 4,0617 1,64% 0,0654 4,0644 3,9925
15:59:00 4,0548 4,0565 1,51% 0,0602 4,0644 3,9925
15:49:00 4,0564 4,0569 1,52% 0,0606 4,0644 3,9925
15:39:00 4,0574 4,0582 1,55% 0,0619 4,0644 3,9925
15:29:00 4,0569 4,0581 1,55% 0,0618 4,0644 3,9925
15:19:00 4,0530 4,0555 1,48% 0,0592 4,0644 3,9925
15:09:00 4,0544 4,0556 1,48% 0,0593 4,0644 3,9925
14:59:00 4,0570 4,0582 1,55% 0,0619 4,0644 3,9925
14:49:00 4,0626 4,0632 1,67% 0,0669 4,0644 3,9925
14:39:00 4,0611 4,0617 1,64% 0,0654 4,0644 3,9925
14:29:00 4,0565 4,0595 1,58% 0,0632 4,0644 3,9925
14:19:00 4,0599 4,0609 1,62% 0,0646 4,0644 3,9925
14:09:00 4,0644 4,0654 1,73% 0,0691 4,0644 3,9925
14:00:00 4,0631 4,0637 1,69% 0,0674 4,0631 3,9925
13:50:00 4,0602 4,0606 1,61% 0,0643 4,0602 3,9925
13:39:00 4,0499 4,0512 1,37% 0,0549 4,0499 3,9925
13:29:00 4,0441 4,0447 1,21% 0,0484 4,0441 3,9925
13:19:00 4,0401 4,0412 1,12% 0,0449 4,0406 3,9925
13:09:00 4,0406 4,0412 1,12% 0,0449 4,0406 3,9925
12:59:00 4,0332 4,0336 0,93% 0,0373 4,0332 3,9925
12:49:00 4,0271 4,0277 0,79% 0,0314 4,0271 3,9925
12:39:00 4,0219 4,0231 0,67% 0,0268 4,0234 3,9925
12:29:00 4,0191 4,0197 0,59% 0,0234 4,0234 3,9925
12:19:00 4,0187 4,0201 0,60% 0,0238 4,0234 3,9925
12:09:00 4,0204 4,0215 0,63% 0,0252 4,0234 3,9925
12:00:00 4,0212 4,0216 0,63% 0,0253 4,0234 3,9925
11:49:00 4,0201 4,0218 0,64% 0,0255 4,0234 3,9925
11:39:00 4,0234 4,0245 0,71% 0,0282 4,0234 3,9925
11:29:00 4,0204 4,0215 0,63% 0,0252 4,0204 3,9925
11:19:00 4,0194 4,0200 0,59% 0,0237 4,0194 3,9925
11:09:00 4,0129 4,0140 0,44% 0,0177 4,0129 3,9925
10:59:00 4,0109 4,0125 0,41% 0,0162 4,0123 3,9925
10:49:00 4,0123 4,0130 0,42% 0,0167 4,0123 3,9925
10:39:00 4,0108 4,0119 0,39% 0,0156 4,0108 3,9925
10:29:00 4,0099 4,0104 0,35% 0,0141 4,0099 3,9925
10:19:00 4,0073 4,0079 0,29% 0,0116 4,0094 3,9925
10:09:00 4,0094 4,0104 0,35% 0,0141 4,0094 3,9925
10:00:00 4,0047 4,0051 0,22% 0,0088 4,0047 3,9925
09:49:00 4,0029 4,0041 0,20% 0,0078 4,0029 3,9925
09:39:00 3,9972 3,9982 0,05% 0,0019 3,9972 3,9925
09:29:00 3,9952 3,9964 0,00% 0,0001 3,9955 3,9925
09:20:00 3,9955 3,9982 0,05% 0,0019 3,9955 3,9925
09:09:00 3,9925 3,9947 -0,04% -0,0016 3,9925 3,9925

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.