Ibovespa fecha novamente em alta nesta quarta-feira. Valorização, no entanto, foi segurada por novo corte na nota de crédito brasileiro pela S&P

LinkedIn

Nesta quarta-feira, o principal índice de ações do Brasil emplacou sua quarta alta consecutiva, puxado por nova alta nos preços do petróleo  A commodity vem subindo a medida que o acordo internacional para redução de sua produção mundial vem tomando forma. Desta vez, foi a vez do Irã afirmar que seguira Russia e Arabia Saudita no congelamento da produção da matéria-prima. A alta do Ibovespa só não foi maior, porque a agencia de classificação de risco Standard & Poors (S&P) optou por reduzir novamente a nota de credito brasileira, de BB+ para BB, mantendo também seu viés negativo.

Em 2016, após trinta pregões, o Ibovespa acumula uma desvalorização de 3,96%. Já no segundo mês do ano, após onze pregões, o índice de ações acumula uma alta de 3,04%.

 

Ibovespa Hoje

O Ibovespa subiu 1,79% nesta terça-feira, 16 de Fevereiro de 2016, fechando cotado em 41.634,64 pontos. Ao longo do dia, o principal índice de ações do Brasil oscilou entre 40.957,61 pontos (valor mínimo) e 40.957,61 pontos (valor máximo). No pregão anterior, o principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo subiu 2,13%, encerrando o dia cotado a 40.947,70 pontos.

O volume financeiro total movimentado durante o dia pelos ativos componentes do Ibovespa foi de R$ 5,299813 bilhões.

 

Cenário Externo

Depois de recuarem fortemente na sessão do dia anterior, os preços do barril de petróleo voltaram a subir nesta quarta-feira, disparando mais de cinco por cento. A forte alta da commodity veio depois que o Irã decidiu expressar seu apoio à iniciativa encabeçada por Rússia e Arábia Saudita para congelar a produção do petróleo com o intuito de impulsionar seus preços.

A recuperação nas cotações do combustível estimulou a demanda dos investidores por ativos de maior risco, especialmente aqueles ligados a commodities, como as principais ações negociadas na bolsa de valores brasileira.

A alta do Ibovespa só não foi maior porque, na reta final do pregão, a agencia de classificação de risco Standard & Poor’s decidiu rebaixar a nota de crédito do Brasil de BB+ para BB”, mantendo a perspectiva negativa. O país já havia perdido o selo de bom pagador (investment grade) fornecido pela agência no ano passado.

Ainda hoje, o Federal Reserve (Fed) deve divulgar a ata de sua ultima reunião, quando comunicou ao mercado financeiro que tem a intenção de continuar elevando a taxa básica de juros dos Estados Unidos nos próximos conselhos de politica monetária.

As ações chinesas subiram novamente nesta quarta-feira, atingindo a nova máxima das ultimas três semanas, com a demanda por ações de infraestrutura ajudando o mercado a manter uma recuperação alimentada pelas esperanças de estímulos econômicos. Enquanto isso, as ações no restante do continente caíram, após duas sessões seguidas de ganhos sólidos.

 

– Austrália: -0,57%

– China: +1,10%

– Cingapura: -1,16%

– Coreia do Sul: -0,23%

– Hong Kong: -1,03%

– Japão: -1,36%

– Taiwan: +0,03%

 

O principal índice de ações europeias avançou nesta quarta-feira, amparado na alta dos preços do petróleo diante do otimismo com acordo sobre a produção, e impulsionado pelo ganho nas ações do banco francês Credit Agricole e da mineradora Glencore. O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 2,66%, aos 1.295 pontos, com esperanças de que Rússia e Arábia Saudita conseguirão convencer o Irã a congelar a produção de petróleo.

 

– Alemanha: +2,65%

– França: +2,99%

– Espanha: +2,79%

– Inglaterra: +2,87%

– Itália: +2,48%

– Portugal: +3,03%

 

O índice Dow Jones Industrial, principal índice acionário dos Estados Unidos, também sobe forte, alta de 1,68% e cotado a 16.469,11 pontos.

 

Cenário Interno

No mercado local, o dia foi de bastante apreensão. A volta das atividades no Congresso Nacional pode trazer algumas respostas para todas as questões políticas que se acumularam entre os feriados de Natal e de Carnaval. Os temores sobre a estratégia do governo brasileiro para enfrentar a crise econômica, sobretudo o quebra-cabeça fiscal, também vem deixando os investidores bastante relutantes em assumir grandes posições.

Os investidores temem que o governo não cumpra o ajuste das contas públicas que vem prometendo desde o ano passado diante da recessão econômica e das instabilidades políticas.

 

Petrobras

As ações da Petrobras voltaram a subir com forca nesta sessão, após terem sido uma das únicas grande blue caps a fecharem em baixa na véspera. Mais uma vez, as ações da estatal foram influenciadas pela volatilidade (positiva, no dia de hoje) nos preços do barril de petróleo.

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), que fornecem a seus detentores o direito a voto em assembléia da companhia, tiveram alta de 7,79%, fechando cotadas a R$ 6,78. Já as ações preferenciais (PETR4), com prioridade na distribuição de dividendos, subiram 5,41%, cotadas a R$ 4,68.

 

Vale

As ações da Vale também subiram com força, constituindo-se em uma das maiores influencias para a alta do Ibovespa na sessão.

As ações preferenciais da mineradora (VALE5) subiram 4,00%, cotadas a R$ 8,59. Já as ações ordinárias da companhia (VALE3) ganharam 5,49%, encerrando o dia valendo R$ 11,91.

 

Composição o Ibovespa em 17 de Fevereiro de 2016

ATIVO ULT OFC OFV MAX MIN VAR VAR%
ABEV3 18,26 18,36 18,26 18,64 18,02 0,29 1,61
BBAS3 13,36 13,37 13,36 13,80 13,11 -0,04 -0,30
BBDC3 21,59 21,86 21,59 22,34 21,24 0,19 0,89
BBDC4 20,21 20,28 20,21 20,72 19,72 0,22 1,10
BBSE3 24,81 24,81 24,80 24,95 23,75 1,11 4,68
BRAP4 4,00 4,01 4,00 4,26 3,96 0,01 0,25
BRFS3 52,28 52,69 52,28 52,97 51,70 0,17 0,33
BRKM5 24,10 24,10 24,00 24,11 23,73 0,10 0,42
BRML3 12,52 12,60 12,52 12,73 12,29 0,00 0,00
BVMF3 10,52 10,53 10,49 10,79 10,33 0,07 0,67
CCRO3 12,53 12,54 12,53 12,98 12,51 -0,03 -0,24
CESP6 13,71 13,73 13,71 14,38 13,71 -0,24 -1,72
CIEL3 29,85 29,85 29,78 30,15 29,45 -0,04 -0,13
CMIG4 6,13 6,13 6,12 6,63 6,07 0,08 1,32
CPFE3 16,61 16,71 16,61 16,97 15,83 0,75 4,73
CPLE6 24,00 24,00 23,90 24,74 23,01 0,80 3,45
CSAN3 24,40 24,40 24,34 24,90 23,95 -0,11 -0,45
CSNA3 4,55 4,58 4,55 4,89 4,48 0,12 2,71
CTIP3 38,01 38,02 38,01 38,29 37,38 0,60 1,60
CYRE3 8,12 8,12 8,05 8,32 8,02 -0,03 -0,37
ECOR3 4,23 4,24 4,23 4,30 4,06 0,18 4,44
EMBR3 29,49 29,54 29,49 29,86 28,91 0,00 0,00
ENBR3 12,48 12,48 12,37 12,61 12,14 0,31 2,55
EQTL3 36,69 36,69 36,68 37,37 36,13 0,55 1,52
ESTC3 12,94 12,94 12,81 13,08 12,08 0,72 5,89
FIBR3 40,20 40,20 40,16 41,01 39,94 -0,42 -1,03
GGBR4 4,22 4,23 4,22 4,50 4,12 0,12 2,93
GOAU4 1,44 1,44 1,43 1,53 1,39 0,04 2,86
HGTX3 13,38 13,39 13,38 14,16 13,30 -0,45 -3,25
HYPE3 23,95 23,95 23,90 24,10 23,41 0,30 1,27
ITSA4 6,79 6,80 6,79 6,99 6,74 0,03 0,44
ITUB4 25,15 25,16 25,15 25,86 24,65 0,27 1,09
JBSS3 11,35 11,35 11,26 11,45 10,73 0,64 5,98
KLBN11 20,78 20,78 20,68 21,08 20,54 0,10 0,48
KROT3 9,90 9,91 9,88 10,02 9,49 0,35 3,66
LAME4 18,41 18,41 18,39 18,65 17,91 0,39 2,16
LREN3 17,23 17,29 17,23 17,74 16,78 0,53 3,17
MRFG3 6,00 6,03 6,00 6,14 5,96 -0,02 -0,33
MRVE3 9,25 9,25 9,24 9,28 8,98 0,20 2,21
MULT3 42,95 43,49 42,95 43,94 42,59 0,02 0,05
NATU3 25,55 25,60 25,55 27,00 25,55 -0,95 -3,58
OIBR3 2,55 2,57 2,55 2,80 2,36 0,22 9,44
PCAR4 43,62 43,82 43,62 44,41 42,81 0,98 2,30
PETR3 6,78 6,81 6,78 6,97 6,41 0,49 7,79
PETR4 4,68 4,69 4,68 4,82 4,51 0,24 5,41
QUAL3 13,00 13,00 12,90 13,29 12,60 0,32 2,52
RADL3 43,76 43,77 43,76 45,00 43,30 -0,06 -0,14
RENT3 21,70 21,89 21,70 22,03 21,59 0,00 0,00
RUMO3 2,28 2,29 2,28 2,41 2,28 -0,02 -0,87
SANB11 14,05 14,12 14,05 14,75 13,80 0,18 1,30
SBSP3 22,21 22,21 22,10 22,64 21,88 0,13 0,59
SMLE3 31,10 31,26 31,10 32,90 31,03 -1,30 -4,01
SUZB5 14,62 14,62 14,61 14,89 14,41 -0,13 -0,88
TBLE3 34,90 34,90 34,89 35,78 34,52 0,49 1,42
TIMP3 6,26 6,29 6,26 6,50 6,20 -0,04 -0,63
UGPA3 60,10 60,10 59,98 60,75 59,12 1,00 1,69
USIM5 1,00 1,00 0,98 1,03 0,96 0,06 6,38
VALE3 11,91 11,98 11,91 12,70 11,51 0,62 5,49
VALE5 8,59 8,60 8,59 9,05 8,38 0,33 4,00
VIVT4 36,85 37,06 36,85 38,00 36,70 0,22 0,60
WEGE3 13,99 13,99 13,98 14,19 13,80 -0,01 -0,07

 

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.