Dollar Week: Dólar cai 4,51% na segunda semana de Março de 2016

LinkedIn

Toda euforia em torno da suposta saída de Dilma Rousseff do cargo de presidente da República e da possível perda de liberdade do ex-presidente Lula nos proporcionou a terceira semana de baixa na cotação do dólar, que acumulou 4,51% de desvalorização nos últimos cinco pregões.

Em 2016, após quarenta e oito pregões, o dólar acumula uma queda de 9,04% ante o real. São vinte e um pregões de alta contra vinte e sete de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

No mês atual, após oito pregões, a moeda norte-americana acumula uma desvalorização de 9,04%. Foram sete pregões de baixa contra um de alta. No último pregão de fevereiro, o dólar fechara cotado a R$ 4,0012 para compra e a R$ 4,0035 para venda.

 

Variação diária do dólar na décima semana de 2016

Data Compra Venda % Variação Variação
11/03/16 3,5895 3,5910 -1,38% -0,0504
10/03/16 3,6402 3,6414 -1,50% -0,0556
09/03/16 3,6962 3,6970 -1,12% -0,0419
08/03/16 3,7380 3,7389 -1,45% -0,0548
07/03/16 3,7919 3,7937 0,88% 0,0330

 

O dólar em 07 de Março de 2016, segunda-feira

Nesta segunda-feira, a moeda norte-americana registrou a primeira desvalorização de março, após quatro pregões consecutivos de alta. Ainda influenciado pela repercussão da Operação Lava Jato, o dólar tinha tudo para cair mais um pouco neste pregão, visto que a cotação do petróleo subiu no exterior e o Banco Central brasileiro voltou a oferecer o lote integral de 9,6 mil contratos para rolagem dos swaps cambiais com vencimento em abril. Mesmo assim, a divisa dos Estados Unidos resistiu ao apetite dos investidores, valorizando-se ante o real.

Dólar volta a subir ante o real nesta segunda-feira, quebrando sequencia de quatro altas consecutivas

 

O dólar em 08 de Março de 2016, terça-feira

A moeda norte-americana voltou a cair nesta terça-feira, retomando o movimento de baixa que predominou na última semana. A nova queda do dólar foi influenciada novamente pela expectativa dos investidores brasileiros de que uma mudança no quadro político atual está próxima, e que essa mudança será suficiente para resgatar a credibilidade do mercado financeiro nos ativos do país. No cenário externo, no entanto, o dia não foi bom para os ativos de risco: o petróleo voltou a cair e os investidores chineses tiveram que digerir mais um dado bastante ruim sobre a economia do país. Isso fez com que os investidores voltassem a apostar a favor do dólar contra as moedas dos principais países com economia emergente.

Dólar volta a cair nesta terça-feira, atingindo o menor patamar dos últimos três meses

 

O dólar em 09 de Março de 2016, quarta-feira

Nesta quarta-feira, a cotação do dólar ante o real voltou a cair – a sexta baixa nos últimos sete pregões. A moeda norte-americana perdeu força frente à nova queda no preço internacional do petróleo e a uma intervenção mais forte do banco central brasileiro sobre o mercado de câmbio do país. Assim, a divisa dos Estados Unidos voltou a registrar o mesmo valor de 20 de novembro do

Pela primeira vez em quase quatro meses, dólar volta a fechar abaixo de R$ 3,70

 

O dólar em 10 de Março de 2016, quinta-feira

A moeda norte-americana voltou a cair nesta quinta-feira, atingindo o menor patamar em mais de cinco meses. Foi a terceira queda seguida do dólar, que sofreu com o novo corte nas taxas de juros utilizadas na zona do euro. Além disso, a denúncia do Ministério Público de São Paulo contra Lula e sua família também animou os investidores a apostar na valorização do real brasileiro.

Dólar cai pelo terceiro dia consecutivo e fecha abaixo de R$ 3,65

 

O dólar em 11 de Março de 2016, sexta-feira

Nesta sexta-feira, a moeda norte-americana emplacou seu quarto pregão consecutivo de desvalorização ante o real, atingindo seu menor valor nos últimos seis meses. Foi a oitava queda nos nove últimos pregões. A queda recente do dólar frente à moeda brasileira pode ser atribuída aos últimos acontecimentos políticos no país, que podem culminar com o impeachment da atual presidente da República, Dilma Rousseff,

Dólar cai pelo quarto dia consecutivo e atinge menor valor dos últimos seis meses

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.