Ibovespa emplaca sexta alta consecutiva nesta segunda-feira, impulsionado pelos preços do petróleo e do minério de ferro

LinkedIn

Nesta segunda-feira, o principal índice de ações da bolsa de valores brasileira conseguiu emplacar sua sexta alta consecutiva, ainda impulsionado por reflexos da última etapa da Operação Lava Jato. A forte alta do Petróleo e do Minério de Ferro também ajudaram o Ibovespa nessa empreitada. Em seis dias, o indicador acumula um avanço de 18,40%.

Em 2016, após quarenta e três pregões, o Ibovespa acumula uma valorização de 13,60%. No ultimo pregão de 2015, o principal índice acionário do pais fechara cotado 43.349,96 em pontos. São vinte e dois pregões de alta contra vinte de baixa ao longo do ano.

Em março, após cinco pregões, o índice de ações acumula uma alta de 15,08%. São cinco pregões de alta contra nenhum de baixa ao longo do terceiro mês do ano. No pregão do dia 29 de fevereiro, o indicador encerrara o dia cotado em 42.793,86 pontos.

 

Ibovespa Hoje

O Ibovespa subiu 0,33% nesta segunda-feira, 07 de março de 2016, fechando cotado em 49.246,10 pontos. Ao longo do dia, o principal índice de ações do Brasil oscilou entre 48.746,43 pontos (valor mínimo) e 49.639,26 pontos (valor máximo). No pregão anterior, o principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo subiu 4,01%, encerrando o dia cotado a 49.084,87 pontos.

O volume financeiro total movimentado durante o dia pelos ativos componentes do Ibovespa foi de R$ 5,897453 bilhões, praticamente metade do valor negociado no pregão anterior.

 

Cenário Externo

No cenário externo, a alta nos preços do petróleo, mais uma vez, foi vista com otimismo pelo mercado financeiro brasileiro. Nesta sessão, o petróleo Brent, negociado em Londres, chegou a tocar US$ 40 por barril, maior valor neste ano.

No início do ano, a matéria-prima chegou a ser negociada abaixo dos US$ 30 pela primeira vez desde 2004.

Os índices de ações chineses subiram pelo quinto pregão seguido nesta segunda-feira, lideradas pelas ações de matérias-primas e de empresas com menor valor de mercado, após uma série de garantias dadas pelas maiores autoridades do país de que a economia vai permanecer sólida apesar de importantes reformas estruturais.

A abertura da reunião anual do Parlamento em Pequim no fim de semana trouxe poucas surpresas aos investidores, mas foi temperada pelos comentários de autoridades buscando acalmar preocupações com a desaceleração econômica e a ameaça de demissões em larga escala em meio à reestruturação da indústria.

Os comentários também influenciaram as ações no restante do continente, que tocaram a máxima de dois meses e ampliaram os fortes ganhos da semana passada, impulsionadas também por dados otimistas de empregos nos Estados Unidos e pela recuperação dos preços do petróleo e das commodities.

Já o índice Nikkei do Japão recuou 0,6%, com os operadores realizando lucros por preocupações com a valorização do iene e antes da divulgação do Produto Interno Bruto revisado do quarto trimestre, que deve mostrar contração econômica um pouco maior do que a inicialmente estimada.

As demais bolsas de valores da região, por sua vez, fecharam esta segunda-feira sem uma tendência de movimento definida:

 

– Austrália: +1,04%

– China: +0,85%

– Cingapura: -0,48%

– Coreia do Sul: +0,11%

– Hong Kong: -0,08%

– Japão: -0,61%

– Taiwan: +0,19%

 

As ações europeias caíram nesta segunda-feira, pressionadas pelo tombo da empresa de prestação de serviços públicos francesa EDF após a renúncia de um executivo sênior, e pela queda das ações bancárias devido a alguns cortes de preços-alvos.

A EDF caiu 6,7% após seu diretor financeiro, Thomas Piquemal, renunciar. O grupo francês não informou porque ele renunciou, mas uma fonte familiar com a questão disse que tem a ver com o plano da EDF de construir dois reatores nucleares em Hinkley Point, na Grã-Bretanha.

O Old Mutual subiu 6,9% depois de dizer que está considerando opções estratégias na sequência da reportagem da Sky News de que a companhia de serviços financeiros está traçando um desmembramento de 9 bilhões de libras.

Entretanto, as ações bancárias perderam terreno, com o Goldman Sachs cortando os preços-alvos do Crédit Agricole e do Société Générale, enquanto o JP Morgan cortou o preço-alvo do Barclays.

Confira abaixo o valor de fechamento dos principais índices de ações europeus:

 

– Alemanha: -0,46%

– França: -0,32%

– Espanha: -0,28%

– Inglaterra: -0,27%

– Itália: -1,20%

– Portugal: -0,45%

 

O índice Dow Jones Industrial, principal índice acionário dos Estados Unidos, registrou alta de 0,40%, cotado a 17.073,95 pontos.

 

Cenário Interno

No cenário local, os investidores ainda repercutiram a nova fase da investigação da Operação Lava Jato, que teve como alvo, na última sexta-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele foi levado para depor por suspeita de ter sido beneficiado por crimes envolvendo a Petrobras.

Nos últimos pregões, quaisquer notícias que aumentam a pressão sobre a presidente Dilma Rousseff, alvo de processo de impeachment, vêm sendo bem recebidas pelos investidores. O mercado financeiro brasileiro avalia que uma eventual troca no governo pode trazer de volta a confiança e abrir espaço para mudanças na política econômica.

Além disso, a investigação contra Lula poderia atrapalhar, em tese, os planos do ex-presidente de concorrer à eleição em 2018.

Ainda assim, alguns analistas ponderam que as instabilidades políticas podem dificultar ainda mais a governabilidade no presente. Além disso, não é certo que a saída da presidente resultaria em um governo mais apto a promover as reformas econômicas que muitos acreditam ser a chave para a recuperação da economia.

 

Petrobras

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), que fornecem a seus detentores o direito a voto em assembléia da companhia, caíram 0,70%, fechando cotadas a R$ 9,91. Já as ações preferenciais (PETR4), com prioridade na distribuição de dividendos, subiram 2,08%, cotadas a R$ 7,37. Nesta sessão, as ações foram influenciadas tanto pelo cenário político brasileiro como pela alta do petróleo no mercado global.

 

Vale

As ações preferenciais da Vale (VALE5) subiram 9,04%, cotadas a R$ 12,78. Já as ações ordinárias da companhia (VALE3) saltaram 6,22%, encerrando o dia valendo R$ 17,58. A Vale seguiu o otimismo da Bolsa de Valores e também foi influenciada pela alta dos preços do minério de ferro no mercado internacional. A cotação da commodity avançou 19,5% nesta sessão, a US$ 62,60 por tonelada, maior valor desde 15 de junho de 2015.

 

Composição o Ibovespa em 07 de Março de 2016

ATIVO ULT OFV OFC MAX MIN VAR VAR %
ABEV3 19,17 19,18 19,17 19,39 18,94 0,06 0,31
BBAS3 18,26 18,26 18,24 18,45 17,51 0,01 0,05
BBDC3 27,67 27,67 27,66 28,53 27,21 -0,49 -1,74
BBDC4 26,16 26,18 26,16 26,90 25,60 -0,76 -2,82
BBSE3 28,09 28,09 28,08 28,50 27,11 -0,04 -0,14
BRAP4 5,91 5,91 5,90 6,15 5,68 0,49 9,04
BRFS3 52,86 53,21 52,86 53,99 52,14 0,67 1,28
BRKM5 25,50 25,50 25,37 25,52 24,64 0,42 1,67
BRML3 15,40 15,40 15,36 15,53 14,95 0,25 1,65
BVMF3 14,01 14,03 14,01 14,88 13,82 -0,79 -5,34
CCRO3 14,20 14,20 14,13 14,52 13,99 -0,05 -0,35
CESP6 15,19 15,19 15,08 15,60 15,05 -0,21 -1,36
CIEL3 35,00 35,04 35,00 35,90 34,61 -0,54 -1,52
CMIG4 6,98 6,99 6,98 7,24 6,81 -0,09 -1,27
CPFE3 17,55 17,55 17,50 17,94 17,28 -0,13 -0,74
CPLE6 27,28 27,28 27,04 27,80 26,69 0,21 0,78
CSAN3 28,17 28,17 28,16 28,80 27,82 -0,35 -1,23
CSNA3 8,23 8,27 8,23 8,59 7,80 0,67 8,86
CTIP3 39,50 39,50 39,45 40,20 39,22 -0,39 -0,98
CYRE3 9,50 9,51 9,50 9,56 9,25 0,20 2,15
ECOR3 5,50 5,50 5,44 5,50 5,19 0,10 1,85
EMBR3 23,98 23,98 23,96 24,25 23,39 0,91 3,94
ENBR3 12,94 12,94 12,91 13,40 12,84 0,03 0,23
EQTL3 39,33 39,33 39,16 40,12 38,94 -0,25 -0,63
ESTC3 14,85 14,88 14,83 15,21 14,14 0,35 2,41
FIBR3 35,95 35,95 35,90 36,88 35,66 0,02 0,06
GGBR4 4,95 4,95 4,94 5,07 4,73 0,26 5,54
GOAU4 1,73 1,74 1,73 1,78 1,66 0,07 4,22
HGTX3 14,56 14,59 14,56 15,29 14,56 -0,44 -2,93
HYPE3 25,85 25,85 25,83 26,51 25,60 -0,25 -0,96
ITSA4 8,01 8,02 8,01 8,19 7,82 -0,10 -1,23
ITUB4 31,21 31,24 31,21 31,40 30,30 -0,14 -0,45
JBSS3 10,98 10,99 10,98 11,49 10,90 0,10 0,92
KLBN11 21,05 21,05 21,03 21,67 20,75 0,05 0,24
KROT3 11,38 11,38 11,32 11,43 10,78 0,34 3,08
LAME4 22,00 22,06 22,00 22,00 21,42 0,49 2,28
LREN3 20,77 20,77 20,65 20,86 19,82 0,38 1,86
MRFG3 6,45 6,45 6,40 6,65 6,35 -0,02 -0,31
MRVE3 10,64 10,64 10,60 11,03 10,56 -0,16 -1,48
MULT3 50,92 50,92 50,55 51,18 50,34 -0,08 -0,16
NATU3 30,06 30,17 30,06 31,20 30,05 -0,54 -1,76
OIBR3 1,30 1,31 1,30 1,34 1,28 -0,01 -0,76
PCAR4 46,80 46,80 46,59 47,00 45,98 0,83 1,81
PETR3 9,91 9,98 9,91 10,40 9,67 -0,07 -0,70
PETR4 7,37 7,37 7,36 7,53 6,95 0,15 2,08
QUAL3 14,86 14,86 14,72 15,01 14,12 0,41 2,84
RADL3 46,72 46,79 46,72 48,00 45,94 0,17 0,37
RENT3 28,10 28,10 27,97 28,70 26,89 0,75 2,74
RUMO3 3,09 3,09 3,04 3,20 2,96 -0,01 -0,32
SANB11 17,40 17,40 17,28 18,03 17,24 -0,12 -0,68
SBSP3 22,80 22,81 22,78 23,27 22,63 -0,05 -0,22
SMLE3 35,07 35,07 34,71 36,40 34,57 -0,43 -1,21
SUZB5 13,41 13,41 13,36 13,91 13,08 -0,29 -2,12
TBLE3 36,75 36,89 36,75 37,67 36,65 0,10 0,27
TIMP3 7,66 7,67 7,66 7,92 7,57 0,02 0,26
UGPA3 66,45 66,45 66,41 67,38 65,55 -0,19 -0,29
USIM5 1,46 1,46 1,45 1,49 1,36 0,10 7,35
VALE3 17,58 17,64 17,58 18,60 16,68 1,03 6,22
VALE5 12,78 12,78 12,75 13,07 12,16 1,06 9,04
VIVT4 40,75 40,75 40,60 40,81 39,70 0,70 1,75
WEGE3 13,96 13,97 13,96 14,18 13,74 0,23 1,68

Deixe um comentário