Dollar Week: Dólar subiu 2,64% na quarta semana de Maio de 2016

LinkedIn

Na vigésima primeira semana de 2016 (quarta semana de maio), o preço do dólar negociado no Brasil acumulou uma forte valorização de 2,64% ante o real. Foi a décima primeira variação semanal positiva da moeda norte-americana no ano. Nos últimos quatro pregões, foram três pregões de alta contra um de baixa. A semana foi mais curta em virtude do feriado de Corpus Christi no último dia 26, quinta-feira. Os últimos dias foram marcados por muita tensão no meio político, o que acabou contaminando as operações no mercado financeiro. Primeiro foi Romero Jucá, até então ministro do Planejamento recém-empossado pelo presidente interino Michel Temer, que se viu obrigado a se licenciar do cargo após suspeitas de ter tentando manobrar para barrar a Operação Lava Jato da Polícia Federal, que vem investigando os esquemas de corrupção na Petrobras. Depois, mais uma série de políticos influentes também tiveram ligações telefônicas divulgadas – entre eles, Renan Calheiros (atual presidente do Senado) e José Sarney (ex-presidente da República e do Senado).

Em 2016, após cem pregões, o dólar acumula uma queda de 8,54% ante o real. São quarenta e seis pregões de alta contra cinqüenta e quatro de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

No mês maio, após dezenove pregões, a moeda norte-americana acumula uma valorização de 4,97%. São dez pregões de alta contra nove de baixa. No último pregão de abril, o dólar fechara cotado a R$ 3,4382 para compra e a R$ 3,4401 para venda.

 

Variação diária do dólar na vigésima primeira semana de 2016

Data Compra Venda Variação % Variação
27/05/16 3,6095 3,6110 0,38% 0,0136
26/05/16 3,5961 3,5974 0,00% 0,0000
25/05/16 3,5961 3,5974 0,61% 0,0219
24/05/16 3,5745 3,5755 -0,19% -0,0068
23/05/16 3,5803 3,5823 1,82% 0,0641

 

O dólar em 23 de Maio de 2016, segunda-feira

O dólar fechou o pregão desta segunda-feira com valorização ante o real após divulgação de conversa gravada do novo ministro do Planejamento, Romero Jucá, na qual ele sugere que uma troca no governo federal resultaria em um pacto para conter os avanços da operação Lava Jato. Além disso, o governo também divulgou a nova meta fiscal que enviará ao Congresso, com rombo de até R$ 170,5 bilhões em 2016. Diante de tantos fatores desagradáveis influenciando o desempenho da moeda norte-americana, o Banco Central (BC) não precisou interferir no mercado de câmbio.

Dólar reage mal a primeiro escândalo do Governo Temer

 

O dólar em 24 de Maio de 2016, terça-feira

A cotação da moeda norte-americana encerrou em leve baixa o pregão desta terça-feira, com os investidores reagindo de forma cautelosa às medidas anunciadas pelo presidente em exercício, Michel Temer, para tentar equilibrar as contas públicas e retomar o crescimento da economia. Antes do anúncio das novas medidas econômicas, a queda do dólar era mais intensa – sinal de que o mercado financeiro esperava um pouco mais das medidas anunciadas.

Dólar fecha em leve baixa nesta terça-feira, após Governo anunciar novas medidas econômicas

 

O dólar em 25 de Maio de 2016, quarta-feira

O dólar encerrou o pregão desta quarta-feira em alta, atingindo seu maior patamar em mais de um mês e meio. O dia dos investidores foi de bastante atenção com o cenário político brasileiro. No começo da manhã, o preço da moeda norte-americana caiu, com o mercado financeiro reagindo bem à aprovação da nova meta fiscal pelo Congresso Nacional na véspera – os parlamentares deram sinal verde para o governo terminar o ano com um déficit primário (gastos maiores que a arrecadação) de R$ 170,5 bilhões. No começo da tarde, no entanto, a moeda mudou de direção e passou a subir, com o cenário político voltando a centralizar todas as atenções – os investidores continuam cautelosos sobre a capacidade do governo de aprovar, junto aos deputados federais, novas medidas para reequilibrar as contas públicas.

Dólar voltou a subir nesta quarta-feira, fechando próximo de R$ 3,60

 

O dólar em 26 de Maio de 2016, quinta-feira

Nesta quinta-feira, o mercado de câmbio brasileiro permaneceu fechado em virtude do feriado de Corpus Christi.

 

O dólar em 27 de Maio de 2016, sexta-feira

A cotação do dólar fechou em alta ante o real nesta sexta-feira, em um pregão marcado pelo baixo volume de negócios por ocorrer entre o feriado de Corpus Christi e o fim de semana. O novo avanço no preço da moeda norte-americana foi acentuado após novas declarações de Janet Yellen, presidente do Federal Reserve (Fed), banco-central norte-americano, sobre a expectativa de alta na taxa básica de juros dos Estados Unidos. Por aqui, mais uma vez, o Banco Central (BC) deixou de intervir sobre o mercado de câmbio.

Dólar volta a subir na volta do feriado de Corpus Christi, passando a ser negociado acima de R$ 3,60

Deixe um comentário