Dólar dispara nesta segunda-feira, com investidores de olho em reunião do Fed e em referendo sobre Brexit

LinkedIn

O preço do dólar encerrou o pregão desta segunda-feira em forte alta, a terceira consecutiva. O clima foi de muita cautela entre os investidores, especialmente em relação ao cenário externo. Nesta semana, teremos reunião do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos), que deliberará mais uma vez sobre o aumento da taxa básica de juros nos Estados Unidos. Além disso, os investidores também vêm demonstrando bastante preocupação com a possibilidade de o Reino Unido deixar a União Europeia. O referendo sobre o possível British Exit (Brexit) ocorrerá no próximo dia 23.

 

Dólar Hoje

O dólar subiu 1,62% ante o real nesta segunda-feira, 13 de junho de 2016, negociado a R$ 3,4857 para compra e a R$ 3,4867 para venda. Ao longo do dia, a cotação da moeda norte-americana oscilou entre R$ 3,4175 (valor mínimo) e R$ 3,4857 (valor máximo).

 

Dólar em Junho

No mês junho, após nove pregões, a moeda norte-americana acumula uma desvalorização de 3,48%. São seis pregões de baixa contra três de alta. No último pregão de maio, o dólar fechou cotado a R$ 3,6118 para compra e a R$ 3,6123 para venda.

 

Dólar em 2016

Em 2016, após cento e onze pregões, o dólar acumula uma queda de 11,68% ante o real. São cinquenta pregões de alta contra sessenta e um de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

 

Cenário Internacional

No contexto internacional, investidores estavam preocupados com a possibilidade de o Reino Unido deixar a União Europeia (UE).

Investidores também esperavam a reunião desta semana do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano.

A última pesquisa de intenções de voto mostrou liderança de 10 pontos percentuais da campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia.

Embora outros levantamentos mostrem disputa mais apertada, investidores têm demonstrado preocupação com as implicações econômicas da votação de 23 de junho. Com isso, eles têm preferido investir em negócios mais seguros.

O próprio Fed vem dizendo que o referendo terá papel importante em sua decisão sobre quando voltar a elevar os juros nos Estados Unidos.

Investidores não esperam que isso aconteça nesta quarta-feira, quando o banco central norte-americano anuncia sua decisão. Eles, no entanto, preferiam evitar negócios de alto risco antes da divulgação do comunicado e das projeções do Fed.

Juros mais altos nos EUA poderiam atrair para lá recursos atualmente investidos em países onde as taxas de juros são maiores, como é o caso do Brasil.

 

Cenário Nacional

No Brasil, os investidores mantém a aposta de que o Banco Central (BC) brasileiro sob a liderança de Ilan Goldfajn deve ser menos propenso a intervir no mercado.

Na semana passada, declarações de Ilan Goldfajn defendendo o regime de câmbio flutuante serviram de gatilho para o tombo do dólar em relação ao real. Até então, o BC sob o comando de Alexandre Tombini vinha agindo sempre que a moeda recuava abaixo dos R$ 3,50, em ação interpretada por muitos operadores como uma tentativa de proteger as exportações brasileiras.

Ilan Goldfajn recebeu o comando do BC das mãos de Alexandre Tombini em cerimônia nesta tarde.

 

Banco Central 

Pela décima sexta vez nos últimos dezessete pregões, o Banco Central não anunciou qualquer intervenção sobre o mercado de câmbio brasileiro. A autoridade monetária tem aproveitado o recuo recente do dólar para reduzir seu estoque de swaps cambiais tradicionais, que equivalem a venda futura de dólares, especialmente quando a moeda norte-americana recua abaixo de R$ 3,50.

Utilizando leilões de swap reverso, que equivalem a compra futura de dólares, e deixando os swaps tradicionais vencerem, o BC reduziu o estoque a cerca de US$ 62 bilhões, segundo dados da instituição. Esse montante somou mais de US$ 100 bilhões durante boa parte do ano passado.

Esses instrumentos, que oferecem proteção contra a variação da moeda norte-americana, tendem a gerar custos para o BC quando o dólar sobe. De maneira geral, operadores esperam que o BC mantenha a estratégia de reduzir essa posição em ocasiões de alívio do câmbio.

 

Variação da Cotação do Dólar Comercial em 13 de Junho de 2016

Hora Compra Venda Variação % Variação Máximo Mínimo
16:59:00 3,4857 3,4867 1,62% 0,0557 3,4857 3,4175
16:49:00 3,4798 3,4819 1,48% 0,0509 3,4816 3,4175
16:39:00 3,4763 3,4784 1,38% 0,0474 3,4816 3,4175
16:29:00 3,4789 3,4797 1,42% 0,0487 3,4816 3,4175
16:19:00 3,4760 3,4776 1,36% 0,0466 3,4816 3,4175
16:09:00 3,4790 3,4806 1,45% 0,0496 3,4816 3,4175
15:59:00 3,4750 3,4755 1,30% 0,0445 3,4816 3,4175
15:49:00 3,4706 3,4722 1,20% 0,0412 3,4816 3,4175
15:39:00 3,4747 3,4770 1,34% 0,0460 3,4816 3,4175
15:29:00 3,4730 3,4738 1,25% 0,0428 3,4816 3,4175
15:19:00 3,4746 3,4767 1,33% 0,0457 3,4816 3,4175
15:09:00 3,4796 3,4807 1,45% 0,0497 3,4816 3,4175
14:59:00 3,4799 3,4809 1,45% 0,0499 3,4816 3,4175
14:49:00 3,4802 3,4808 1,45% 0,0498 3,4816 3,4175
14:39:00 3,4816 3,4830 1,52% 0,0520 3,4816 3,4175
14:29:00 3,4769 3,4786 1,39% 0,0476 3,4796 3,4175
14:19:00 3,4796 3,4803 1,44% 0,0493 3,4796 3,4175
14:09:00 3,4744 3,4753 1,29% 0,0443 3,4744 3,4175
14:00:00 3,4609 3,4627 0,92% 0,0317 3,4646 3,4175
13:50:00 3,4630 3,4640 0,96% 0,0330 3,4646 3,4175
13:39:00 3,4564 3,4577 0,78% 0,0267 3,4646 3,4175
13:29:00 3,4569 3,4583 0,80% 0,0273 3,4646 3,4175
13:19:00 3,4584 3,4592 0,82% 0,0282 3,4646 3,4175
13:09:00 3,4584 3,4598 0,84% 0,0288 3,4646 3,4175
12:59:00 3,4599 3,4613 0,88% 0,0303 3,4646 3,4175
12:49:00 3,4550 3,4560 0,73% 0,0250 3,4646 3,4175
12:39:00 3,4614 3,4628 0,93% 0,0318 3,4646 3,4175
12:29:00 3,4510 3,4520 0,61% 0,0210 3,4646 3,4175
12:19:00 3,4538 3,4545 0,69% 0,0235 3,4646 3,4175
12:09:00 3,4524 3,4537 0,66% 0,0227 3,4646 3,4175
12:00:00 3,4502 3,4514 0,60% 0,0204 3,4646 3,4175
11:49:00 3,4455 3,4461 0,44% 0,0151 3,4646 3,4175
11:39:00 3,4500 3,4505 0,57% 0,0195 3,4646 3,4175
11:29:00 3,4531 3,4538 0,67% 0,0228 3,4646 3,4175
11:19:00 3,4600 3,4610 0,87% 0,0300 3,4646 3,4175
11:09:00 3,4560 3,4565 0,74% 0,0255 3,4646 3,4175
10:59:00 3,4551 3,4558 0,72% 0,0248 3,4646 3,4175
10:49:00 3,4575 3,4580 0,79% 0,0270 3,4646 3,4175
10:39:00 3,4587 3,4593 0,83% 0,0283 3,4646 3,4175
10:29:00 3,4646 3,4658 1,01% 0,0348 3,4646 3,4175
10:19:00 3,4642 3,4647 0,98% 0,0337 3,4642 3,4175
10:09:00 3,4557 3,4563 0,74% 0,0253 3,4557 3,4175
10:00:00 3,4507 3,4512 0,59% 0,0202 3,4507 3,4175
09:49:00 3,4450 3,4475 0,48% 0,0165 3,4462 3,4175
09:39:00 3,4462 3,4468 0,46% 0,0158 3,4462 3,4175
09:29:00 3,4382 3,4394 0,25% 0,0084 3,4427 3,4175
09:20:00 3,4427 3,4437 0,37% 0,0127 3,4427 3,4175
09:09:00 3,4292 3,4304 -0,02% -0,0006 3,4292 3,4175

Deixe um comentário