Dollar Week: Dólar caiu 2,66% na segunda semana de Junho de 2016

LinkedIn

Na vigésima terceira semana de 2016 (segunda semana de junho), o preço do dólar negociado no Brasil acumulou uma forte desvalorização de 2,66% ante o real. Foi a décima segunda variação semanal negativa da moeda norte-americana no ano. Nos últimos cinco pregões, foram três pregões de baixa contra dois de alta.

No mês junho, após oito pregões, a moeda norte-americana acumula uma desvalorização de 5,02%. São seis pregões de baixa contra dois de alta. No último pregão de maio, o dólar fechou cotado a R$ 3,6118 para compra e a R$ 3,6123 para venda.

Em 2016, após cento e dez pregões, o dólar acumula uma queda de 13,10% ante o real. São quarenta e nove pregões de alta contra sessenta e um de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

 

Variação diária do dólar na vigésima terceira semana de 2016

Data Compra Venda Variação % Variação
10/06/16 3,4290 3,4310 0,81% 0,0275
09/06/16 3,4015 3,4035 1,00% 0,0338
08/06/16 3,3685 3,3697 -2,29% -0,0789
07/06/16 3,4479 3,4486 -1,20% -0,0419
06/06/16 3,4895 3,4905 -0,98% -0,0344

 

O dólar em 06 de Junho de 2016, segunda-feira

O preço do dólar voltou a cair nesta segunda-feira, sendo negociado abaixo do patamar de R$ 3,50. Os investidores continuam bastante cautelosos em relação ao conturbado cenário político barsileiro. Por outro lado, demonstram bastante ansiedade em busca de pistas sobre o rumo a política de juros nos Estados Unidos. A queda da cotação da moeda norte-americana nesta sessão foi ampliada levemente após discurso de Janet Yellen, presidente do Federal Reserve.

Dólar volta a ser negociado abaixo de R$ 3,50 nesta segunda-feira, com investidores aguardando decisão sobre juros nos Estados Unidos

 

O dólar em 07 de Junho de 2016, terça-feira

O preço do dólar encerrou o pregão desta terça-feira em forte queda após Ilan Goldfajn ser aprovado pelo Senado como presidente do Banco Central. Foi a quinta queda consecutiva da moeda norte-americana ante o real brasileiro. Durante a sabatina no Senado, o novo presidente do BC defendeu a variação flutuante do câmbio, ou seja, a diminuição da interferência da autoridade monetária na cotação da divisa dos Estados Unidos. Isso fez os investidores entenderem que Ilan Goldfajn estaria confortável com o dólar negociado abaixo de R$ 3,50.

Senado aprova Ilan Goldfajn como presidente do Banco Central e dólar fecha o dia abaixo de R$ 3,45

 

O dólar em 08 de Junho de 2016, quarta-feira

A cotação do dólar no mercado cambial brasileiro fechou em forte queda nesta quarta-feira, atingindo o menor valor de negociação no ano. A desvalorização da moeda norte-americana ante o real acompanhou o ambiente favorável no mercado financeiro internacional. O Banco Central (BC), em dia de encerramento de reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), permitiu a baixa da moeda, e não fez intervenção pelo sexto dia de negócios consecutivo.

Dólar cai forte nesta quarta-feira, atingindo menor valor de negociação do ano

 

O dólar em 09 de Junho de 2016, quinta-feira

O dólar encerrou o pregão desta quinta-feira em alta, voltando a ser negociado acima de R$ 3,40 e interrompendo uma sequência de seis quedas consecutivas No dia anterior, a moeda norte-americana atingiu seu menor valor em quase um ano. O mercado de câmbio brasileiro reagiu ao mau humor dos investidores nos mercados internacionais. Mais uma vez, o Banco Central (BC) não exerceu qualquer tipo de intervenção para conter a flutuação do dólar.

Dólar interrompe sequencia de quedas nesta quinta-feira, voltando a ser negociado acima de R$ 3,40

 

O dólar em 10 de Junho de 2016, sexta-feira

A moeda norte-americana encerrou o pregão desta sexta-feira em alta, voltando a ser negociada acima de R$ 3,43. A segunda valorização consecutiva do dólar foi fruto de um ambiente externo desfavorável e da cautela dos investidores com o cenário político nacional. Em um mês de governo do presidente interino, Michel Temer, no entanto, o preço da divisa dos Estados Unidos caiu 0,42% (de R$ 3,446 em 11 de maio para R$ 3,431 hoje). Michel Temer tomou posse em 12 de maio e a sessão de hoje é a última antes de o governo interino completar um mês, no domingo.

Dólar volta a fechar em alta nesta sexta-feira, dia em que Michel Temer completa 1 mês no poder

Deixe um comentário