Natura lucra R$ 90,9 milhões no 2º trimestre, queda de 22% ante 2015; ação avança quase 6%

LinkedIn

A Natura (BOV:NATU3) anunciou na noite de ontem lucro líquido de R$ 90,9 milhões no segundo trimestre deste ano. O número representa uma queda de 22% sobre os mesmos meses de 2015. Com o resultado, a corretora Coinvalores esperava uma queda nas ações da companhia no pregão de hoje. No entanto, às 11h25, os papéis ordinários (ON, com voto) da empresa lideravam os avanços do Índice Bovespa, com ganhos de 5,80%, cotados a R$ 28,82, enquanto o Ibovespa caía 1,22%.

As operações internacionais seguraram o resultado da companhia, com um crescimento de 24,9% na receita líquida, que somou R$ 649,5 milhões.

No Brasil, a receita bruta cresceu 1,2% e a receita líquida caiu 2,3%, para R$ 1,376 bilhão. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da fabricante de cosméticos foi de R$ 344,7 milhões, uma queda de 3,5% em relação ao mesmo período do ano passado, impactado principalmente pela alta de 31,3% na carga tributária e pelo câmbio “desfavorável” nos custos dos produtos vendidos.

Enquanto o Ebitda das operações internacionais cresceu 43,3%, para R$ 73,8 milhões, o Ebitda das operações no país caiu 11,4%, para R$ 270,9 milhões. A margem Ebitda passou de 18,5% para 17%, também na comparação anual. A margem bruta ficou em 68,5%, ante 69,4% um ano antes.

No Brasil, as despesas operacionais tiveram queda de 0,6% sobre o segundo trimestre de 2015, mas registraram alta em relação à receita líquida, para 38,3% contra 37,7% um ano antes.

Investimentos serão mantidos

A fabricante de cosméticos manteve sua previsão de investimento para o ano de R$ 350 milhões, número bem menor comparado com o ano de 2015. Estes investimentos serão basicamente para elevar sua participação no mercado internacional, podendo atingir até 40% de sua receita total. Neste período a empresa informou que não pagará proventos intermediários referente ao primeiro semestre.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.