Dollar Week: Dólar subiu 0,50% na segunda semana de Agosto de 2016

LinkedIn

Ao longo da trigésima segunda semana de 2016 (segunda semana de Agosto), o preço do dólar negociado no Brasil acumulou uma forte valorização de 0,50% ante o real. Foi a décima quarta variação semanal negativa da moeda norte-americana no ano, contra dezoito positivas. Nos últimos cinco pregões, foram três pregões de baixa contra dois de alta.

O dólar encerrou o último pregão da semana negociado a R$ 3,1835 para compra e a R$ 3,1850 para venda.

No mês agosto, após dez pregões, a moeda norte-americana acumula uma desvalorização de 1,79%. São três pregão de alta contra sete de baixa. No último pregão de julho, o dólar fechou cotado a R$ 3,2423 para compra e a R$ 3,2429 para venda.

Em 2016, após cento e cinquenta e quatro pregões, o dólar acumula uma queda de 19,33% ante o real. São sessenta e seis pregões de alta contra oitenta e oito de baixa. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,9470 para compra e a R$ 3,9480 para venda.

 

Variação diária do dólar na trigésima segunda semana de 2016

Data Compra Venda Variação % Variação
12/08/16 3,1835 3,1850 1,43% 0,0450
11/08/16 3,1380 3,1400 0,25% 0,0078
10/08/16 3,1307 3,1322 -0,28% -0,0089
09/08/16 3,1403 3,1411 -0,84% -0,0266
08/08/16 3,1666 3,1677 -0,04% -0,0014

 

O dólar em 08 de Agosto de 2016, segunda-feira

O dólar fechou praticamente estável o pregão da segunda segunda-feira de agosto, demonstrando as preocupações do mercado financeiro com o cenário político brasileiro e o governo interino de Michel Temer, que ofuscavam o bom humor vivenciado nos mercados externos. Ainda assim, a moeda moeda norte-americana emendou sua quinta baixa seguida. Importante lembrar que na última sexta-feira, a moeda norte-americana renovou seu valor mínimo de fechamento em mais de um ano.

Reagindo a novas preocupações no cenário político brasileiro, dólar fecha praticamente estável nesta segunda-feira

 

O dólar em 09 de Agosto de 2016, terça-feira

Nesta terça-feira, a moeda norte-americana registrou sua sexta queda consecutiva ante o real, voltando a renovar seu menor valor de fechamento em 2016. A cotação do dólar acompanhou a desvalorização registrada nos mercados externos. O volume de negócios foi baixo, com investidores de olho em importantes votações no Congresso Nacional.

Dólar registra sexta queda seguida nesta terça-feira, negociado a R$ 3,14

 

O dólar em 10 de Agosto de 2016, quarta-feira

O dólar fechou em baixa pela sétima sessão consecutiva nesta quarta-feira, em linha com o exterior, com a queda nos preços do petróleo e após o Senado aprovar o relatório da Comissão Especial do Impeachment que recomenda que a presidente afastada Dilma Rousseff seja levada a julgamento pela Casa.

Dólar cai pelo sétimo pregão consecutivo nesta quarta-feira e renova, mais uma vez, a mínima do ano

 

O dólar em 11 de Agosto de 2016, quinta-feira

O dólar encerrou em alta nesta quinta-feira, interrompendo uma sequência de sete quedas consecutivas que levou a moeda norte-americana a renovar mínimas em mais de um ano nos últimos dias. Nesta manhã, o Banco Central (BC) aumentou a intervenção para segurar a queda do câmbio em relação aos últimos dias. Mas a alta foi limitada pelo apetite por ativos de risco no exterior.

Dólar encerra sequencia de sete altas seguidas nesta quinta-feira, e volta a ser negociado acima de R$ 3,14

 

O dólar em 12 de Agosto de 2016, sexta-feira

O dólar encerrou em alta nesta sexta-feira, voltando a se aproximar do patamar de R$ 3,20. A moeda norte-americana terminou o dia negociada a R$ 3,1850, acumulando uma alta de 1,43% sobre o fechamento da véspera – a maior alta diária desde 13 de junho. A valorização veio com o ritmo mais intenso de intervenções do Banco Central, e depois do presidente interino Michel Temer defender em entrevista que é preciso manter um certo equilíbrio na taxa câmbio. Este foi o segundo dia seguido de valorização do dólar frente ao real, depois de uma sequência de sete quedas que levou a moeda a renovar mínimas em mais de um ano nos últimos dias.

Dólar sobe novamente nesta sexta-feira, repercutindo ação do Banco Central e comentário de Temer

Deixe um comentário