Em meio à defesa de Dilma, Ibovespa tem leve ganho; dólar sobe para R$ 3,28 com BC

LinkedIn

Enquanto a presidente afastada Dilma Rousseff realiza a defesa do seu governo no processo de impeachment no Senado, o Índice Bovespa marcava tímido avanço pela manhã. Às 11h15, o indicador subia 0,80%, para 58.176 pontos.

As ações preferenciais (PN, sem voto) do Itaú Unibanco (BOV:ITUB4), o maior peso da bolsa brasileira, subiam 1,20%, Bradesco PN (BOV:BBDC4), 0,94%, as ordinárias (ON, com voto) do Banco do Brasil (BOV:BBAS3), 2,40%, e as units (recibos de ações) do Santander (BOV:SANB11), 1,11%.

De acordo com informações da Agência Estado, nos próximos dias poderá ser anunciada a venda das operações de varejo do Citibank no Brasil, na Argentina e na Colômbia. Na avaliação da Guide Investimentos, a expectativa é de que o Itaú consiga “levar” esse ativo, principalmente depois da aquisição do HSBC pelo Bradesco. Com essa compra, o Itaú voltaria a se distanciar como maior banco privado nacional e manteria sua estratégia aumentar sua atuação na América Latina. “O Santander também parece empenhado na disputa para conseguir ganhar escala em sua operação no país”, diz trecho do relatório.

Mesmo com o recuo de mais de 1% do petróleo lá fora, Petrobras ON e PN também avançavam (BOV:PETR3) 1,47% e (BOV:PETR4) 1,67%. No mesmo sentido de alta, Vale ON (BOV:VALE3) ganhava 3,16% e Vale PNA (BOV:VALE5), 2,39%. Às 15 horas, a mineradora divulgará o resultado da investigação encomendada à Cleary Gottlieb Steen & Hamilton LLP sobre o rompimento da barragem de Mariana (MG).

Cesp ganha 3% e RaiaDrogasil recua quase 2%

No horário, as maiores altas do Ibovespa, sem considerar Vale ON, eram de Cesp PNB (BOV:CESP6), 3,08%, Weg ON (BOV:WEGE3), 2,80%, Qualicorp ON (BOV:QUAL3), 2,55%, e Bradespar PN (BOV:BRAP4), 2,41%. Já as piores baixas do índice ficavam com Raia Drogasil ON (BOV:RADL3), 1,51%, Multiplan ON (BOV:MULT3), 1,34%, Marfrig ON (BOV:MRFG3), 0,78%, e Cosan ON (BOV:CSAN3), 0,58%.

EUA avançam, Europa tem sentidos mistos e petróleo cai mais de 1%

Os americanos, por sua vez, acompanhavam os leves avanços do Dow Jones, 0,49%, do S&P 500, 0,37%, e do índice da Nasdaq, 0,24%. Com trajetória menos definida, na Europa, o Stoxx 50, dos 50 papéis mais líquidos do bloco, caía 0,45%, seguido pelo alemão DAX, 0,39%, e o francês CAC, 0,52%. Na contramão, o britânico Financial Times subia 0,31%.

Juros avançam e dólar sobe para R$ 3,28 com BC

Pela manhã, os juros futuros válidos até janeiro de 2017 passavam de 14% ao ano para 14,01%. Para 2018, as projeções avançavam de 12,77% para 12,84%, como as taxas com vencimento no início de 2021, de 12,15% para 12,19%. Para além das pressões do julgamento do impeachment, hoje, as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) informaram que esperam pela manutenção da taxa básica de juros (Selic) em 14,25% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) desta semana.

No mercado de câmbio, as operações registravam tímida valorização da moeda americana apesar do novo leilão de até 10 mil contratos de swap cambial reverso do BC, de US$ 500 milhões. Novamente, com vencimentos para 1º de setembro, 3 de outubro e 1º de novembro deste ano e 2 de janeiro do ano que vem. O dólar comercial subia 0,29%, para R$ 3,28 na venda, e o dólar turismo ganhava 0,44%, sendo vendido por R$ 3,42.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.