Valor das companhias brasileiras sobe 53,76%, mas é menor que a soma de Apple e IBM

LinkedIn

Até 25 de agosto deste ano, o valor de mercado de 276 companhias de capital aberto brasileiras somou US$ 715,7 bilhões, um aumento de US$ 250,2 bilhões ou 53,76% ante o mesmo período do ano passado, quando esse valor correspondia a US$ 465,5 bilhões. O levantamento foi realizado pela Economática. O valor de todo o mercado é inferior ao de duas empresas americanas, Apple e IBM, cuja soma atingia US$ 731,2 bilhões.

Na mesma base de comparação, o dólar PTax, que é a média da moeda americana calculada pelo Banco Central (BC) e utilizada nas correções de contratos, caiu 17,23%, enquanto o pior desempenho entre as bolsas da América Latina ficou com o México, que cresceu US$ 6,3 bilhões ou 1,46%.

Os seis mercados latino-americanos analisados, que totalizam 666 empresas em bolsa, cresceram 25,67% ou US$ 325,4 bilhões. No final do ano passado, essas empresas valiam US$ 1,26 trilhão, contra US$ 1,59 trilhão em 25 de agosto deste ano. Todas as 666 têm valor de mercado equivalente a apenas três empresas americanas: Apple, Google e Microsoft.

No confronto com as 1,2 mil maiores companhias norte-americanas em valor de mercado, a Economática aponta que no fim do ano passado esses grupos totalizavam US$ 21,89 trilhões, menos que os US$ 23,14 trilhões registrados em 25 de agosto deste ano, um aumento de US$ 1,25 trilhão ou 5,72%, o equivalente aos seis mercados da América Latina juntos.

Acompanhe abaixo o valor de mercado das bolsas na América Latina e nos Estados Unidos:

EUA_Latam_Economática

Fonte: Economática


Setores em alta na América Latina

Na lista dos segmentos com maior valor de mercado da América Latina no período, o setor bancário, com seus 38 representantes, registrou o melhor desempenho da região, com US$ 247 bilhões, acompanhado pelo setor de bebidas, com US$ 147,3 bilhões e 16 empresas, e energia elétrica, US$ 119,2 bilhões e 54 companhias.

Entre os setores com o melhor crescimento nominal na base comparativa, as instituições financeiras permaneceram no topo com US$ 84,7 bilhões, seguidas por petróleo e gás, com US$ 30,4 bilhões, e bebidas, com US$ 27,7 bilhões.

As 20 companhias mais valiosas da região

Entre as 20 empresas com maior crescimento de valor de mercado da América Latina, 15 são brasileiras, duas mexicanas, duas peruanas e uma da colombiana. Do Brasil, as cinco primeiras da listagem foram Petrobras, Bradesco, Ambev, Itaú Unibanco e Vale.

Veja a lista das 20 empresas latino-americanas com maior crescimento de valor de mercado em 2016:

companhias_Latam_Economática

Fonte: Economática

Deixe um comentário