Após feriado, Ibovespa recua com Vale; dólar tem leve avanço com BC

LinkedIn

Por volta das 12 horas, o Índice Bovespa registrava recuo de 0,28%, para 59.951 pontos, sob pressão da queda das ações da Vale. Os papéis ordinários (ON, com voto) e preferenciais da série A (PNA, sem voto) da mineradora perdiam (BOV:VALE3) 2,85% e  (BOV:VALE5) 1,17%. A empresa refletia a desvalorização de 0,54% do minério de ferro na China, para US$ 58,14 a tonelada.

Com tendências mistas, entre os bancos, Itaú Unibanco PN (BOV:ITUB4) recuava 1,35% e as units (recibos de ações) do Santander (BOV:SANB11), 1,51%. Já Bradesco PN (BOV:BBDC4) ganhava 0,50% e Banco do Brasil ON (BOV:BBAS), 0,42%.

Também em alta, impulsionada pelo avanço do petróleo lá fora, Petrobras ON (BOV:PETR3) subia 1,75% e seus papéis PN (BOV:PETR4), 1,57%. O WTI, negociado em Nova York, tinha ganhos de 1,45%, para US$ 46,16, e o Brent, de Londres, 1,27%, para US$ 48,59. A estatal anunciou que concluiu as negociações para a venda de sua rede de gasodutos, reunidos na Nova Transportadora do Sudeste, para um grupo de investidores liderados pela canadense Brookfield.

Vale lidera perdas do Ibovespa; Gerdau ganha quase 4%

As piores baixas do Ibovespa eram de Vale ON (BOV:VALE3), TIM ON (BOV:TIMP3), 2,32%, Cyrela ON (BOV:CYRE3), 2,15%, e BM&FBovespa ON (BOV:BVMF3), 2%. Na contramão, os maiores ganhos do índice ficavam com Gerdau Metalúrgica PN (BOV:GOAU4), 3,50%, Kroton ON (BOV:KROT3), 3,03%, Usiminas PNA (BOV:USIM5), 2,56%, e Estácio ON (BOV:ESTC3), 2,24%.

Citibank lista os melhores fundos imobiliários para setembro

O Índice de Fundos Imobiliários (Ifix) fechou agosto com ganho de 1,84%, acompanhando a valorização das cotas negociadas na BM&FBovespa. O aumento refletiu os sinais do Comitê de Política Monetária (Copom) de que os juros básicos poderão cair, apesar de a Selic ter sido mantida em 14,25% ao ano na última reunião.

EUA e Europa perdem

Nos Estados Unidos, os pedidos de hipotecas cresceram 0,9% na semana até 2 de setembro, após alta de 2,8% na semana anterior. O Dow Jones caía 0,14%, o S&P 500, 0,21%, e o indicador da Nasdaq, 0,32%.

Em ritmo parecido, na zona do euro, os investidores refletiam a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de manter inalterada sua política monetária. A produção industrial do Reino Unido avançou 0,1% em julho na base mensal, um pouco melhor do que o esperado (-0,2%). Na Alemanha, a produção industrial de julho ficou bem abaixo das estimativas, com recuo de 1,5%, ante alta esperada de 0,1%. O Stoxx 50, dos 50 papéis mais líquidos do bloco, recuava 0,29%, o alemão DAX, 0,60%, e o francês CAC, 0,34%. O britânico Financial Times, por sua vez, tinha alta de 0,27%.

Juros seguem estáveis; dólar avança para R$ 3,21

Pela manhã, os juros futuros com vencimento em 2017 e 2018 se mantinham estáveis em 13,82% e 12,48% ao ano. Já para 2021, as projeções subiam de 11,85% para 11,86%. As taxas refletiam hoje o leve aumento do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) de 0,32% para 0,34% na primeira quadrissemana de setembro. Além disso, o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) avançou para 0,43% em agosto.

No mercado de câmbio, o Banco Central (BC) realiza novo leilão de 10 mil contratos de swap cambial de US$ 500 milhões. Depois de abrir em queda, o dólar comercial subia 0,12%, para R$ 3,21 na venda, enquanto o dólar turismo caía 0,15%, sendo vendido a R$ 3,35.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.