Call Matinal – 02/09 – ATIVA Investimentos

LinkedIn

Acompanhe o mercado financeiro com os nossos analistas aqui na ADVFN ou no Blog da ATIVA Investimentos.

Hoje o foco do dia vai ficar com o relatório de empregos dos EUA, que será divulgado às 09h30, e é um dos dados que o FED utiliza para balizar suas decisões de política monetária. Por isso, os investidores devem ficar de olho neste dado para tentar ter algum feeling maior sobre os próximos passos do FED no que diz respeito à taxa de juros americana. Dessa forma, os mercados asiáticos fecharam sem direção definida  e com leves altas e baixas. Na Europa e nos futuros de NY, por enquanto os índices são impulsionados pelas altas do petróleo, que sobe após sinalização da Rússia de que pode apoiar um eventual acordo para limitação da produção da commodity na reunião informal da OPEP e outros países produtores de petróleo no fim deste mês. Mas, os ganhos são limitados e o clima é de cautela antes da divulgação do payroll.

Internamente, no entanto, os desdobramentos da saída definitiva de Dilma Rousseff da presidência ainda ecoam. Por um lado, a defesa de Dilma já entrou com mandado de segurança no STF para anulação da votação que definiu a parda de seu mandato e convocação de uma nova votação. Por sorteio, Teori Zavaski ficou responsável pelo caso e não tem data limite para decisão. Do outro lado, enquanto Temer e Meirelles estão na China, no encontro do G-20, a base aliada começa a mostrar algumas divergências. Até ontem à noite, eram 6 os mandados de segurança contra o polêmico fatiamento da pena que garantiu a Dilma a manutenção dos direitos políticos. E, até então, a base governista tinha decidido por não recorrer desta decisão do Senado. No entanto, as coisas mudaram. Partidos da base aliada como PSDB, DEM E PPS decidiram recorrer ao STF contra a manutenção dos direitos políticos da ex-presidente. Mas, o que chama a atenção é a rachadura dentro do próprio PMDB, partido do presidente, Michel Temer. Romero Jucá, o novo presidente do partido, decidiu se juntar o PSDB e assinar o recurso contra o fatiamento do impeachment. Além disso, o partido tucano deve fazer, na próxima semana, mais uma frente contra o atual governo, relacionada ao reajuste dos ministros do STF, que são o teto do funcionalismo público e desencadeiam reajustes de uma série de categorias. Isso em meio à manifestações e pedidos de reajuste de outras categorias como os auditores da Receita. Enquanto isso, na China, Temer e Meirelles tentam amenizar os “pequenos embaraços que serão superados”, nas palavras do presidente. Meirelles destacou as perspectivas positivas para os investimentos no Brasil, afirmando que as perspectivas são de US$269 bilhões entre 2016 e 2019. O governo também já anunciou que a proposta de reforma da previdência está pronta e deve ser enviada ao Congresso em breve. A proposta, que vai estabelecer a idade mínima de 65 anos para aposentadoria, é essencial para que o ajuste fiscal seja realizado e para o equilíbrio sustentável das contas públicas. Na parte macro, o IBGE divulga hoje os dados de produção industrial às 09h00.
AGENDA

09h00 IBGE: Produção industrial – Julho
09h30 EUA/Deptº do trabalho – Payroll – Agosto
09h30 EUA: Balança comercial – Julho
10h45 EUA/ISM: Índice de condições empresariais de NY – Agosto
11h00 EUA: Encomendas à indústria – Julho
Acompanhe o mercado financeiro com os nossos analistas aqui na ADVFN ou no Blog da ATIVA Investimentos.

Deixe um comentário