Ibovespa sobe 0,71% puxado por commodities; dólar sobe para R$ 3,24

LinkedIn

As ações da Petrobras registravam alta na abertura do pregão. Os papéis ordinários (BOV:PETR3) (ON, com voto) subiam 1,71%, enquanto as ações preferenciais (BOV:PETR4) (PN, sem voto) subiam 1,83%. Papéis da Vale também subiam. Ações preferenciais da série A (BOV:VALE5) (PNA, sem voto) da mineradora subiam 2,10% e as ordinárias (BOV:VALE3) subiam 1,82%. Declarações do presidente da empresa, Pedro Parente, sobre o avanço no modelo de venda da participação da estatal na BR Distribuidora, que pode ser definido esta semana, e a discussão do modelo de partilha do pré-sal na Câmara, que pode votar um projeto de alterações na semana que vem, além da alta do petróleo, ajudam a puxar as ações.

Entre os destaques de alta da carteira do Ibovespa estavam as ações preferenciais da série A da petroquímica Braskem (BOV:BRKM5), que subiam 8,29%. A petroleira vai distribuir dividendos intermediários no valor de R$ 1 bilhão. Serão pagos R$ 1,257 por ação ON (BOV:BRKM3) ou PNA (BOV:BRKM5) e terão direito aos dividendos os acionistas no dia 3 de outubro. Destaque também para CSN ON (BOV:CSNA3), que subia 5,12%, Usiminas PNA (BOV:USIM5), com alta de 3,79%, e Gerdau PN (BOV:GGBR4), que subia 3,24%.

Na outra ponta, as principais quedas eram das ações ordinárias da Marfrig (BOV:MRFG3) (-0,78%), Smiles (BOV:SMLE3) (-0,72%) e Ultrapar (BOV:UGPA3) (-0,57%).

Europa e EUA sobem à espera de Yellen e Draghi

Na Europa, as bolsas registravam alta nesta manhã. O Financial Times subia 0,93%, enquanto o índice alemão DAX subia 1,18%. Na França, o CAC tinha alta de 1,22%. O Stoxx 50 registrava alta de 1,13%. O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, faz um novo discurso nesta quarta.

Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones abriu em alta de 0,16% e o S&P 500 mostrava estabilidade na abertura, com leve alta de 0,06%. O índica Nasdaq subia 0,09%. Os mercados esperam pelo discurso de Janet Yellen na manhã dessa quarta-feira, que já deve dar novas orientações sobre o que o Federal Reserve está planejando para os juros.

Petróleo e dólar em alta

No mercado de commodities, o petróleo WTI, negociado em Nova York, subia 1,43%, com o barril sendo negociado a US$ 45,33. Já o Brent, negociado em Londres, subia 1,57%, a US$ 46,73 o barril.

No Brasil, o dólar comercial abriu o dia em alta, chegando a ser cotado a R$ 3,25, mas recuou um pouco e registava alta de 0,21%, negociado a R$ 3,24. Já o dólar turismo era cotado a R$ 3,39.

Os juros futuros com vencimento em 2017 tinham leve recuo, passando de 13,770% para 13,760%. Os DI’s para 2018 registravam estabilidade em 12,150%. Já os contratos para 2021 caíam de 11,580% para 11,550%. O mercado se ajusta à expectativa de queda na Selic depois do relatório de inflação do BC indicar melhora nas projeções do governo para a inflação.

O post Ibovespa sobe 0,71% puxado por commodities; dólar sobe para R$ 3,24 apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.