Juros longos sobem com IGP-DI forte e à espera do IPCA; dólar fica estável

LinkedIn

No mercado de juros futuros da BM&FBovespa, os contratos com vencimento em janeiro de 2017 projetavam juros de 13,945% ao ano, abaixo dos 13,955% de terça-feira. Para 2018, a taxa também caiu, para 12,47%, ante 12,48% na terça-feira. Já para 2019, a taxa subiu de 11,89% para 11,92% e, para 2021, a alta foi de 11,85% para 11,92%.

O mercado acompanhou hoje os dados do IGP-DI, que vieram mais fortes que o esperado, com alta de 0,43% em agosto, ante uma expectativa de 0,28% do mercado. A alta foi puxada pelo atacado, que subiu 0,50% em agosto, depois de cair 0,81% em julho. Os preços no atacado agropecuário foram os que mais pressionaram, passando de 2,01% de deflação em julho para alta de 0,88% em agosto. Mas os industriais também subiram, 0,34%, ante queda de 0,30% em julho. Os preços no varejo desaceleraram, de 0,37% em julho para 0,32% em agosto, assim como os da Construção Civil, de 0,49% para 0,29%.

A alta no atacado indica que pode haver pressões sobre os preços no varejo, o que pode puxar o IPCA, usado nas metas de inflação do BC, e adiar uma queda dos juros básicos. O IPCA de agosto deve ser divulgado amanhã pelo IBGE. Hoje também o Índice Preços ao Consumidor Semanal da FGV mostrou alta de 0,34% na segunda semana de setembro, ante 0,32% na primeira.

Um ponto positivo para a inflação foi o Índice de Commodities do Banco Central (IC-Br), que recuou 2,60% em agosto, depois de cair 5,71% em julho. Em oito meses, o índice recua 12,40% e, em 12 meses, 6,42%.

Dólar estável

No mercado de dólar, a moeda americana fechou praticamente estável, com alta de 0,06%, para R$ 3,212 para venda no mercado comercial. No mercado turismo, de cartões e viagens, o dólar caiu 1,75%, para R$ 3,35 para venda.

BC lucrou R$ 72,5 bi no ano com queda do dólar

Hoje, o BC manteve o leilão de 10 mil contratos de swap cambial reverso, que equivalem à compra de US$ 500 milhões. Os contratos de swaps antigos, nos quais o mercado apostava na alta do dólar e o BC, na queda, renderam ao banco um lucro de R$ 72,568 bilhões de janeiro a 2 de setembro deste ano. Em agosto, o lucro foi de R$ 4,250, graças à queda da cotação do dólar no mercado.

Agora, o BC está reduzindo essa posição de swaps aos poucos, vendendo swaps reversos, ao mesmo tempo em que ganha dinheiro com a queda da moeda nos contratos restantes.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.