Petróleo cai e derruba bolsas pelo mundo; dólar sobe

LinkedIn

A queda forte do petróleo no mercado internacional derrubou as bolsas no mundo todo. Na Europa, o índice regional Stoxx 50 fechou em baixa de 0,64%, enquanto o Financial Times perdia 0,03%, o DAX, de Frankfurt, 0,44% e o CAC, de Paris, 0,47%. Já o petróleo recuava 3,13% em Nova York, com o WTI negociado a US$ 44,87 o barril. Em Londres, o Brent caía 2,94%, para US$ 46,25, as maiores quedas em dois meses.

Os investidores estão céticos sobre a capacidade de os produtores, reunidos na Opep, conseguirem um acordo para reduzir as vendas. Hoje, a Bloomberg divulgou uma reportagem afirmando que a Arábia Saudita, maior produtor mundial, não espera um acordo na reunião prevista para quarta-feira na Argélia. A reunião é informal, mas uma nova falta de entendimento deve enfraquecer ainda mais os preços. Arábia Saudita e Irã seguem trocando farpas sobre os preços e a Rússia, em meio a problemas econômicos e conflitos na Síria e na Ucrânia, está com sua produção nos maiores níveis da história.

Nos EUA, as bolsas estão em queda, com o Índice Dow Jones perdendo 0,44% e o Standard & Poor’s 500, 0,48%. O Nasdaq recua 0,44% também.

Brasil em baixa

No Brasil, o Índice Bovespa caía 0,65% às 16h40, a 58.609 pontos. Os bancos estavam em baixa, com Itaú Unibanco PN (papel preferencial, sem voto) (BOV:ITUB4), maior peso no índice, perdendo 0,5%. Já Banco do Brasil ON (papel ordinário, com voto) (BOV:BBAS3) caía 2,22%.

Petrobras refletia a queda do petróleo, com o papel ON (BOV:PETR3) perdendo 3,73% e o PN (BOV:PETR4), 2,21%. A empresa anunciou que fechou ontem a venda de sua subsidiária de gasodutos para a Brookfield. Já a Vale subia, 0,34% o papel ON (BOV:VALE3) e 0,52% o PN (BOV:VALE5).

As maiores altas do Ibovespa eram de Fibria ON (BOV:FIBR3), com 6,84%, seguidas de Suzano PNA (BOV:SUZB5), com 5,37%, Pão de Açúcar PN (BOV:PCAR4), 3,63% e Embraer ON (BOV:EMBR3), 1,89%.

As maiores quedas eram de Kroton ON (BOV:KROT3), 5,51%, Qualicorp ON (BOV:QUAL3), 4,31%, Estácio ON (BOV:ESTC3), 4,30% e Petrobras ON (BOV:PETR3).

Dólar e juros futuros

No mercado de câmbio, o dólar comercial estava em alta de 0,4%, para R$ 3,24 para venda. O dólar turismo estava estável, em R$ 3,35.

Já no mercado futuro de juros da BM&FBovespa, o contrato para janeiro de 2017 projetava 13,82%, abaixo dos 13,835% de ontem. O contrato para janeiro de 2018 projetava 12,23%, abaixo dos 12,27% e, para 2021, 11,73%, para 11,74% ontem.

O post Petróleo cai e derruba bolsas pelo mundo; dólar sobe apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.