Ibovespa abre estável na volta do feriado e juros curtos caem

LinkedIn

O Índice Bovespa abriu em baixa hoje, ajustando-se à queda dos american depositary receipts (ADR, recibos de ações negociados em Nova York) de empresas brasileiras ontem nos EUA. Como ontem não houve negociação no Brasil por conta do feriado de Finados, o ajuste ocorre hoje. A melhora dos mercados internacionais depois da forte queda de terça-feira por conta da vantagem de Donald Trump na eleição americana, porém, pode fazer o mercado reverter as perdas juntamente com uma alta modesta do petróleo.

Às 11h50, o Índice Bovespa estava em relação à terça-feira, aos 63.328 pontos, depois de ter passado a manhã em baixa modesta. “Hoje saíram mais pesquisas, agora do The New York Times e da CBS dando vantagem de 3 pontos para Hillary (Clinton, candidata democrata”, diz um experiente operador de uma corretora, que pediu para não ter seu nome citado. “Vamos ter volatilidade até dia 8, quando ocorre a eleição”, observa.

Entre os principais papéis do mercado, destaque para Petrobras PN (BOV:PETR4) (preferencial, sem voto), ação mais negociada no dia, com alta de 0,30%, enquanto o papel ON (BOV:PETR3) (ordinário, com voto) recuava 0,11%. Já as ações da Vale estão em alta, de 1,17% a ON (BOV:VALE3) e 1,11% a PNA (BOV:VALE5), com dados positivos na China, onde o índice dos gerentes de compras (PMI) de serviços subiu de 52 para 52,4 pontos.

Os bancos seguem sem uma tendência única, com Itaú Unibanco PN (BOV:ITUB4) subindo 0,99% enquanto Banco do Brasil ON (BOV:BBAS3) cai 1,5%. Bradesco PN (BOV:BBDC4) sobe 0,4%.

Pão de Açúcar lidera altas e Rumo, as quedas

As maiores altas do dia do Ibovespa são lideradas por Pão de Açúcar PN (BOV:PCAR4), com 1,17%, Equatorial ON (BOV:EQTL3), 1,02%, Fibria ON (BOV:FIBR3), 0,35%, Telefônica do Brasil PN (BOV:VIVT4), 1,47% e Santander Unit (BOV:SANB11), 1,64%. As maiores quedas são de Rumo Logística ON (BOV:RUMO3), 3,62%, BB Seguridade ON (BOV:BBSE3), 3,57%, Braskem PNA (BOV:BRKM5), 3,04%, MRS Logística ON (BOV:MRSA3B), 2,62% e Natura ON  (BOV:NATU3), 2,74%.

Bolsas no exterior sem uma tendência única

No mercado internacional, as bolsas na Europa ensaiam uma recuperação, com o índice regional Stoxx 50 subindo 0,29%. O Financial Times, de Londres, porém, caía 0,40%, em meio à notícia de que a Corte Suprema britânica quer que o processo de saída da União Europeia, o chamado Brexit, seja aprovado pelo Parlamento, e não apenas pelo plebiscito. Já o DAX, de Frankfurt, sobe 0,11% e o CAC, de Paris, 0,52%, com os indicadores do PMI de serviços mais positivos.

Nos EUA, o Índice Dow Jones sobe 0,12%, enquanto o Standard & Poor’s 500 ganha 0,07%. Já o Nasdaq cai 0,14%. O mercado acompanha cada lance na disputa presidencial, que inclui investigações do FBI, declarações de apoio de Barack Obama a Hillary e novas pesquisas.

Já o petróleo segue sem uma direção única, caindo 0,07% em Nova York, onde o barril do tipo WTI era negociado a US$ 45,29, e subindo 0,13% em Londres, onde o Brent era cotado a US$ 46,91 o barril.

Dólar fica estável e juros curtos caem

No mercado brasileiro, o dólar está estável no segmento comercial, vendido a R$ 3,241, mantendo os ganhos de terça-feira após as notícias de vantagem de Trump nos EUA. As notícias de que o governo prepara uma nova anistia para recursos no exterior pode ajudar a derrubar a moeda. No mercado turismo, a moeda americana é cotada a R$ 3,34 para venda, também estável. O BC mantém os leilões de swap cambial reverso, que equivalem à compra de dólares, de US$ 250 milhões.

No mercado de DI Futuro, as taxas de juros projetadas para janeiro de 2017 caíam ligeiramente, para 13,710% ao ano, ante 13,714% na terça-feira. Para 2018, a queda era de 12,25% para 12,21% hoje. Já nos prazos mais longos, para janeiro de 2021, a taxa subia para 11,45%, ante 11,42% na terça-feira. Hoje, o presidente o BC, Ilan Golfajn, terá dois eventos, um pela manhã e outro à tarde, fechados à imprensa, onde pode divulgar alguma novidade sobre as visões do BC brasileiro para a trajetória dos juros locais. O mercado espera novas quedas, que devem beneficiar os papéis prefixados e os indexados à inflação.

O post Ibovespa abre estável na volta do feriado e juros curtos caem apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Deixe um comentário