Urgência: MMX pede recuperação judicial

LinkedIn

A MMX Mineração (BOV:MMXM3) informou na última sexta-feira, após o fechamento do mercado, que ajuizou pedido de recuperação judicial, em caráter de urgência. Para a companhia, o declínio dos preços do minério de ferro e a instabilidade política e econômica no País nos últimos anos impossibilitou a concretização de expectativas de faturamento. A companhia também encontrou dificuldade em atrair novos investimentos ou operações de crédito. A medida visa a preservar o valor da companhia, fortalecer sua estrutura de capital e possibilitar a implementação de um plano de estabilização, atendendo aos interesses dos credores e acionistas, contingenciando os recursos existentes em caixa.

Outras notícias importantes do dia

• Relatório Focus do Banco Central: PIB deve registrar contração de 3,49% em 2016, com inflação de 6,72% ao final do ano.

• O blog Radar On-line, da revista Veja, afirma que a Vale voltará a distribuir dividendos aos acionistas neste ano e decidiu encerrar seu plano de desinvestimento.

• A Alliar adquiriu 80% do capital social da Multilab Laboratório De Análises Clínicas, como parte de sua estratégia de crescimento e consolidação de suas vantagens competitivas. A Multilab foi avaliada em R$ 9 milhões.

• O Hopi Hari comprou a Montanha Russa 10 Inversões, de fabricação da Intamin Amusement Rides. Segundo a companhia, esta é a maior e mais nova montanha russa no Brasil, detentora do recorde mundial de inversões. A operação da montanha russa está contemplada em sua estratégia da recuperação judicial e a companhia acredita que a operação do brinquedo aumentará o número de visitantes no parque e em todo o Pólo Turístico Serra Azul.

• A Kroton esclareceu que o processo de fusão com a Estácio encontra-se em fase de instrução pelo Cade e não foi informada, até o momento, sobre eventuais medidas necessárias para a aprovação da operação. Rumores apontam que a companhia estaria avaliando a venda de área de ensino a distância (EAD) da Estácio para conseguir a aprovação da fusão no Cade.

• A OCDE manteve a previsão de crescimento mundial em 2,9% neste ano, aumentando ligeiramente a previsão de crescimento de 2017, para 3,3%. A organização piorou para 3,4% a estimativa de contração da economia brasileira em 2016. Para 2017, é esperado um crescimento de 1,2%.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 28-11-2016. Para receber esta newsletter gratuitamente todas as manhãs em seu email automaticamente, marque a opção “Boletim Noticiário Brasileiro” neste link: Relatórios Financeiros Gratuitos ADVFN

Deixe um comentário