Captação da previdência aberta cresce 35,85% em novembro, com quase 13 milhões de contribuintes

LinkedIn

As aplicações em planos abertos de previdência, que incluem os Plano Gerador de Benefício Definido (PGBL), os Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) e outros planos mais antigos, atingiram R$ 11,26 bilhões em novembro, com crescimento de 26,06% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando somaram R$ 8,93 bilhões. A captação líquida (diferença entre o valor dos aportes e dos resgates) apresentou um saldo positivo de R$ 6,52 bilhões, representando crescimento de 35,85% em comparação aos R$ 4,80 bilhões do mesmo mês de 2015. Os dados são da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), entidade que representa 68 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país.

A grande maioria das aplicações hoje é feita em PGBL, que é um plano que permite abater as contribuições do imposto de renda na declaração completa, e nos VGBL, que não permite a dedução, mas também tem acesso à tabela regressiva de imposto de renda que garante imposto de 10% após 10 anos ao poupador. Mas ainda há planos antigos de previdência que não se enquadram nessas categorias.

Captação cresce 22,94% no ano

Nos 11 primeiros meses do ano, os aportes chegaram a R$ 98,17 bilhões, apresentando uma evolução de 19,14% frente ao mesmo período do ano passado, quando somaram R$ 82,40 bilhões. A captação líquida apresentou um saldo positivo de R$ 49,46 bilhões, representando crescimento de 22,94%, em comparação aos R$ 40,23 bilhões registrados de janeiro a novembro de 2015.

Quase 13 milhões de contribuintes

De acordo com dados do balanço da FenaPrevi, em novembro o sistema contabilizou 81.552 pessoas, incluindo menores, recebendo benefícios sob a forma de rendas programadas ou de pagamento único. No período, foram contabilizadas 12.927.359 pessoas com planos contratados. Desse total, 9.768.081 são pessoas com planos individuais e 3.159.278 pessoas com planos empresariais.

Os planos individuais foram os que mais receberam aportes em novembro. No total, foram investidos R$ 9,84 bilhões. Desse total, R$ 170,88 milhões foram destinados a planos para menores. Já os recursos de contribuições destinadas a planos empresariais somaram R$ 1,43 bilhão.

VGBL lidera captação no ano

Na análise por modalidade de plano, o VGBL recebeu aportes de R$ 10,45 bilhões no período. O PGBL registrou contribuições de R$ 742,75 milhões. Os planos tradicionais de acumulação registraram contribuições de R$ 69,37 milhões. O mês mais forte para o PGBL é dezembro, quando as pessoas recebem o 13º salário e já sabem o limite que podem aplicar para abater do imposto na declaração.

Planos individuais lideram aplicações no ano

No ano, os planos individuais foram os que mais receberam recursos. No total, foram aportados R$ 85,69 bilhões. Do volume de aportes a planos individuais, R$ 1,75 bilhão foi destinado a planos para menores. Os recursos destinados a planos empresariais, por sua vez, totalizaram R$ 12,49 bilhões de janeiro a novembro. Na análise por modalidade de plano, o VGBL recebeu aportes de R$ 90,33 bilhões no período. O PGBL registrou contribuições de R$ 7,08 bilhões. Os planos tradicionais de acumulação registraram R$ 764,01 milhões.

 

O post Captação da previdência aberta cresce 35,85% em novembro, com quase 13 milhões de contribuintes apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.