Consulte a Bússola de Investimentos ADVFN desta segunda-feira, dia 16

LinkedIn

• Hoje será um dia atípico no mercado acionário brasileiro. Com o feriado do dia de Martin Luther King Jr. nos EUA, e consequente paralisação de todas as atividades financeiras no país, nossa bolsa deve sofrer de característico baixo volume de negociações, afirmam analistas. Trazendo volatilidade, vencem hoje as opções sobre ações na Bovespa. Dia de vencimento de opções podem ser bastante voláteis, principalmente nas primeiras horas de pregão, segundo analistas.

• Relatório Focus do Banco Central: PIB deve registrar crescimento de 0,5% em 2017, com inflação de 4,8% ao final do ano.

• Mesmo em desacordo com relação aos resultados do laudo de avaliação no âmbito da oferta pública de aquisição da Prumo Logística (BOV:PRML3), a EIG, controladora da companhia, está em tratativas com Itaú Unibanco e o fundo Mubadala para continuar com a operação ao preço de R$ 10,51 por ação, caso aprovarem o cancelamento de registro e se comprometerem a continuar como acionistas da companhia após a oferta pública. A EIG havia ofertado o valor máximo de R$ 6,69 para fechar o capital da companhia.

• A JSL (BOV:JSLG3) aprovou a venda de até 33,33 milhões ações no contexto da oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias de emissão da Movida, representativas de 23,47% da participação acionária detida pela companhia. No contexto da ofertas, estima-se que o preço por ação estará situado entre R$ 8,90 e R$ 11,30. O código de negociação da companhia na BM&Bovespa será (BOV:MOVI3).

• A Telebras (BOV:TELB4) aprovou o plano de negócios definindo a estratégia de exploração da capacidade satelital do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas. O lançamento do satélite está previsto para março deste ano.

• A Vale (BOV:VALE3) (BOV:VALE5) realizará pagamento de juros das debêntures da 8a. emissão em 16 de janeiro de 2017. O valor total a ser pago será de R$ 81,57 milhões.

• O jornal Folha de S.Paulo reporta que o fundo norte-americano Cerberus apresentará um plano para injetar cerca de R$ 6,4 bilhões na Oi (BOV:OIBR4), além de exigir desconto nas dívidas com credores. O plano deverá ser apresentado antes do Carnaval, afirma o jornal.

• O comitê responsável por opinar sobre vendas ou desinvestimentos da Cemig (BOV:CMIG4), analisou a oferta feita pela AES Tietê para aquisição das empresas que compõem o complexo eólico Alto Sertão II e recomendou sua aprovação.

• A totalidade dos debenturistas da quinta emissão pública de debêntures simples da Brasil Pharma (BOV:BPHA3) aderiram à oferta de resgate antecipado facultativo. O resgate e o cancelamento das debêntures ocorrerá até o final desta semana.

• A Parnaíba II Geração de Energia, controlada da Eneva (BOV:ENEV3), renegociou seus contratos de empréstimo-ponte com as instituições financeiras apoiadoras do projeto, estendendo o vencimento das operações para janeiro de 2019, mantendo o custo de CDI + 3,0% ao ano.

• O BTG Pactual iniciou a cobertura para as ações da Sanepar (BOV:SAPR4) com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 19,00 por ação.

A companhia é uma das top picks do setor do banco, com a revisão tarifária esperada para abril sendo o principal catalisador. Alguns destaques: (i) números preliminares da revisão são positivos e poderiam levar a um EBITDA de R$ 2,3 bilhões; (ii) a companhia é vista como mais eficiente que seus pares; (iii) reservatórios da Sanepar estão em níveis muito confortáveis.

“A regulação é ponto chave para o case. A mudança para o modelo de retorno sobre base de ativos vai permitir os investimentos necessários. O timing aqui é crucial e reconhecemos que quanto mais perto das eleições estaduais de 2018, maior o risco de adiarem e/ou tenha interferência política. Conversamos com o regulador (Agepar) que parece 100% comprometido em entregar o processo a tempo. Nossas premissas da revisão incluem uma RAB de R$ 13,5 bilhões e um WACC de 8,68%”, afirmam os analistas.

• A Widerøe acertou encomenda de até 15 aeronaves E2 da Embraer (BOV:EMBR3). O pedido da maior aérea regional da Escandinávia consiste em 3 pedidos firmes do modelo E190-E2 e opções de compra de 12 aeronaves da família, segundo comunicado. O pedido tem list price potencial de até US$ 873 mi, caso todos os pedidos sejam convertidos, diz a companhia. * “Os três pedidos firmes por E190-E2s foram incluídos no backlog do quarto trimestre de 2016”.

• O Banco do Nordeste (BOV:BNBR3) informou na sexta-feira que seu conselho de administração aprovou a desativação de 19 agências da instituição. Em comunicado, o banco controlado pelo governo federal afirmou que a medidas ocorre em “resposta a um cenário cada vez mais desafiador, no qual se exige a melhoria contínua da produtividade e da eficiência das instituições”. No último balanço divulgado pelo banco em seu site, referente a junho, o banco do Nordeste afirmava ter 307 agências.

• Com relação à Operação Cui Bono? deflagrada na última sexta-feira pela Polícia Federal, a Marfrig (BOV:MRFG3) informou que a empresa não foi alvo de qualquer medida da PF. De acordo com a empresa, a Caixa e fundos do banco estatal não são acionistas relevantes da companhia, segundo a resposta enviada a pedido de comentários. As operações com Caixa foram feitas em condições de mercado, com custos equivalentes aos dos bancos privados, garantias reais e sem qualquer tipo de privilégio, disse a empresa.

Todas as operações contratadas durante período apurado nas investigações, de 2011 a 2013, foram liquidadas no prazo e condições, segundo a Marfrig. O fundador e atual presidente do conselho de administração da Marfrig, Marcos Molina dos Santos, foi um dos alvos de operação da Polícia Federal, conforme o despacho do juiz da 10ª Vara Federal atendendo à representação do MPF. A assessoria de imprensa da Marfrig não se pronunciou sobre a menção a Molina no caso.

Bolsas mundiais
Apesar do feriado de Martin Luther King nos EUA, a segunda-feira é movimentada nos mercados mundiais. O cenário de cautela prevalece no exterior, com a libra caindo 0,86% ante o dólar e ouro subindo com receios sobre Brexit. Notícia do Sunday Times destaca que a premiê britânica Theresa May vai indicar planos para que o país deixe o mercado comum da União Europeia para retomar controle sobre fronteiras e leis internas, o que seria uma saída dura do Reino Unido do bloco. Contudo, a porta-voz da premiê afirmou nesta segunda que estas notícias são “especulação”.

Na Ásia, atenção para a Coreia do Sul. O destaque de queda desta sessão fica para os papéis da Samsung, com baixa superior a 2% após a promotoria pedir a prisão do vice-presidente do grupo por suspeita de suborno e peculato em um escândalo de corrupção que levou ao afastamento da presidente do país, Park Geun-hye.

Já os principais índices da China caíram pela quinta sessão consecutiva, pressionados por ações de tecnologia e com os investidores mais receosos em relação às perspectivas para 2017 após declarações do primeiro-ministro e estimativas oficiais sugerindo uma desaceleração do crescimento econômico nas grandes cidades.

Desempenho dos principais índices:

* FTSE 100 (Reino Unido) +0,14%

* CAC-40 (França) -0,41%

*DAX (Alemanha) -0,56%

* Xangai (China) -0,32% (fechado)

*Hang Seng (Hong Kong) -0,96% (fechado)

* Nikkei (Japão) -1% (fechado)

*Petróleo brent +0,18%, a US$ 55,55 o barril

Agenda na semana
Os destaques da agenda doméstica são a ata do Copom (Comitê de Política Monetária), que será divulgada na terça-feira (17), às 8h30, e a inflação medida pelo IPCA-15, que sai às 9h, da quinta-feira (19). O documento deve trazer novas pistas sobre a trajetória da Selic e o indicador será a primeiro prévia da inflação de 2017. Lá fora, os mercados norte-americanos só começam a operar na terça-feira (17), após o feriado do Dia de Martin Luther King, na segunda-feira (16). Também na terça, começa o Fórum Econômico Mundial de Davos. Na quinta-feira, às 10h45, será divulgada a decisão do BCE (Banco Central Europeu), que deve manter inalterada a taxa de juros da região e, às 23h, é a vez de acompanhar o discurso de Janet Yellen, presidente do Fed (Federal Reserve). Yellen também fala na quarta-feira. Na sexta-feira (20), será divulgado o PIB da China 2016 do país asiático. Às 14h (horário de Brasília), terá início o evento de posse de Donald Trump, como presidente dos EUA, Donald Trump.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.