Consulte a Bússola de Investimentos ADVFN desta segunda-feira, dia 23

LinkedIn

• Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo, afirma que o banqueiro Daniel Dantas estaria negociando com um investidor uma potencial parceria para adquirir a Oi (BOV:OIBR4). Segundo a coluna, Dantas irá disputar o controle da companhia com antigos adversários no mundo financeiro: Ricardo K, representante no Brasil do fundo norte-americano Cerberus, e Nelson Tanure, acionista relevante da Oi.

• Relatório Focus do Banco Central: PIB deve registrar crescimento de 0,5% em 2017, com inflação de 4,71% ao final do ano.

• Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras (BOV:ELET3) afirma que reduziu em 56% as posições gratificadas na área de gerência e a eliminação de um nível hierárquico. No primeiro trimestre deste ano, 30% dessas funções devem ser cortadas, aliado a um programa de demissão voluntária com a intenção de eliminar 2,4 mil postos de trabalho, e um plano de aposentadoria incentivada, com meta de economizar cerca de R$ 1,7 bilhão em 2018.

• A Renova (BOV:RNEW11) aprovou a oferta vinculante enviada pela AES Tietê para aquisição do complexo Alto Sertão II.

• Charles Carey, candidato indicado pelo CME Group para compor a chapa do conselho de administração da BM&Bovespa (BOV:BVMF3) renunciou ao cargo. O CME Group não tem intenção, neste momento, de indicar um novo candidato informou a companhia.

• A Eztec (BOV:EZTC3) apresentou no quarto trimestre de 2016 uma melhora sensível em vendas líquidas, retornando à condição de vendas líquidas positivas. No ano, a venda líquida alcançou R$ 76 milhões, dos quais R$ 39 milhões foram no último trimestre do ano.

• Após um análise de aproximadamente 16 mil turmas, acerca da alegada diferenciação dos preços das mensalidades escolares para alunos FIES e alunos não FIES, a Kroton (BOV:KROT3) informou que o valor do encargo educacional é exatamente o mesmo para todos os seus alunos, sem distinção.

• A Dasa (BOV:DASA3) aprovou a realização de um aumento do capital social, por meio da emissão de, no máximo, 1,12 milhão de novas ações ordinárias, ao preço de emissão de R$ 18,94 por ação, totalizando R$ 21,24 milhões. A captação tem como objetivo fortalecer a estrutura de capital da companhia e mitigar o efeito da distribuição de juros sobre capital próprio aprovada no final do ano passado.

• Após uma intensa investigação, com mais de 700 especialistas e 200 mil aparelhos analisados, a Samsung descobriu que o modelo Galaxy Note 7 explodia espontaneamente por um defeito no design de sua bateria.

• Segundo cálculos da Bloomberg, as 13 refinarias da Petrobras (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) no Brasil operaram a 77% da capacidade no ano passado, a menor taxa desde 2000. O processamento de refinarias caiu 7,7% na comparação mensal em dezembro para 1,6 mi barris por dia e teve queda de 15% na base anual. As operações desaceleraram em meio à queda de demanda. Em novembro, as refinarias da Petrobras chegaram a menor nível de atividade em 5 anos.

• O Morgan Stanley elevou a recomendação para as ações da TIM (BOV:TIMP3) de equalweight (exposição em linha com a média do mercado) para overweight (exposição acima da média do mercado), com o preço-alvo dos ADRs (American Depositary Receipts) sendo elevado de US$ 14,90 para US$ 16,40.

• A Raia Drogasil (BOV:RADL3), que anunciou que Antonio Carlos de Freitas deixa a função de Diretor de Varejo, após trabalhar na empresa por 18 anos, sendo treze na antiga Drogasil.

Segundo a companhia, “como diretor da Drogasil desde 1999, Freitas transformou a operação de varejo e liderou a sua expansão, contribuindo para que se tornasse um player de referência e a primeira empresa do varejo farmacêutico brasileiro a ingressar no Novo Mercado com uma bem-sucedida oferta realizada em 2007”. Ele seguirá como consultor junto à gestão da empresa.

Para seu lugar entrará Renato Raduan, que atualmente é diretor de Operações e passará a acumular as operações das bandeiras Raia e Drogasil e, também, Farmasil, ao passo que Eugênio De Zagottis, atual diretor de Planejamento Corporativo e de Relações com Investidores da Companhia, responderá também pelas Relações Institucionais da companhia.

• Outra empresa que anunciou mudanças foi a Tecnisa (BOV:TCSA3), com a renúncia de Vasco de Freitas Barcellos Neto como Diretor Financeiro e de Relações com Investidores. Com isso, o conselho da empresa aprovou a eleição de Flavio Vidigal de Capua para substituí-lo.

A companhia informou que Flávio Capua possui mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro em bancos nacionais e internacionais, tendo passado pelas áreas de investment banking, corporate banking, research, crédito e fusões e aquisições. Ele trabalhou no Banco Santander, Unibanco e Finasa.

• O Itaú Unibanco (BOV:ITUB4) anunciou na sexta-feira que acertou acordo para adiar para janeiro de 2022 a aquisição das ações do CorpBanca na Colômbia, que daria ao conglomerado financeiro brasileiro a quinta posição entre os bancos de varejo colombianos. A fusão da unidade chilena do Itaú Unibanco com o chileno CorpBanca foi anunciada como concluída em abril do ano passado. A expectativa era que a empresa resultante dessa união adquirisse os ativos do CorpBanca Colombia até 29 de janeiro deste ano.

O Itaú Unibanco não informou o motivo do adiamento da conclusão do negócio na Colômbia. A aquisição já tinha sido aprovada pelos acionistas do CorpBanca Colombia. O aditamento do acordo prevê agora a substituição da obrigação de uma oferta pública inicial de ações (IPO) do CorpBanca Colombia pelo registro do banco como uma companhia aberta com ações listadas na bolsa colombiana.

• A MRV (BOV:MRVE3) aprovou a emissão de R$ 500 milhões em debêntures. A nona emissão de debêntures da companhia será feita em 3 séries para investidor qualificado, disse a MRV em comunicado ao mercado. A primeira série vence em 15 de fevereiro de 2020, remuneração máxima 100% do DI mais spread 2,25% ao ano. A segunda vence em 15 de fevereiro de 2022, remuneração máxima 100% DI mais spread 2,90%. A terceira série vence em 15 de fevereiro de 2022, remuneração máxima NTN-B 2022 mais spread de 2,60%.

• De acordo com a agência de classificação de risco Moody’s, o acordo com o MPF (Ministério Público Federal) é positivo para o crédito da Samarco, Vale (BOV:VALE3) (BOV:VALE5) e BHP Billiton. O acordo é positivo porque estabelece o processo e o prazo para um acordo final, a ser concluído até 30 de junho de 2017 e que resolveria as duas ações civis públicas relacionadas ao rompimento da barragem de Mariana, em novembro de 2015.

No entanto, o acordo final pode acarretar responsabilidades adicionais para a Samarco e seus acionistas, diz a Moody’s. A Vale, Samarco e BHP acertaram compromisso preliminar com MPF para liquidação de ação civil pública de R$ 155 bilhões relacionada ao rompimento da barragem da Samarco em Minas Gerais, em 5 de novembro de 2015, disse BHP em comunicado enviado na última 5ª-feira.

• A BRF (BOV:BRFS3) se candidatou a assumir o controle indireto da maior produtora de aves e líder de mercado na Turquia, Banvit. Em 9 de janeiro, a BRF havia anunciado que iria assumir as operações da Banvit. Subsidiária integral da BRF fechou contrato com os acionistas controladores da Banvit Bandirma Vitaminli Yem Sanayii, que detêm 79,5% das ações da empresa, para aquisição destas ações. Além disso, foi realizado um acordo de joint venture entre a BRF e a Qatar Investment Authority (QIA), fundo soberano do Qatar, que irão constituir uma nova empresa, que vai adquirir as ações da Banvit. O acerto também regula questões de governança da nova companhia e de Banvit. Na joint venture, a BRF terá 60% e a QIA, 40% da participação societária, respectivamente.

O valor da Banvit foi avaliado em cerca de US$ 470 milhões. Devido ao valor da dívida líquida divulgado em 30 de setembro, o valor das ações (equity value) da Banvit seria, portanto, de aproximadamente US$ 340 milhões. Após a conclusão da operação, a nova empresa realizará oferta para aquisição de ações da Banvit para comprar participação restante de 20,5% detida pelos acionistas minoritários, nos mesmos termos e condições dos oferecidos aos controladores.

• A CNV (Comisión Nacional de Valores) da Argentina aprovou a OPA (Oferta Pública de Aquisição) da Unipar (BOV:UNIP6) Indupa. A oferta será de 3,47 pesos argentinos por ação. A compra da Solvay Indupa pela Unipar foi anunciada no dia 2 de maio de 2016. A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou o negócio, sem restrições, no dia 7 de dezembro de 2016.

Bolsas mundiais
A sessão é de queda para as principais bolsas europeias após o novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reiterar a sua agenda protecionista, aguardando também por mais detalhes do novo governo americano, enquanto o dólar recua fortemente ante as principais moedas.

Vale destacar que o presidente dos Estados Unidos disse que planeja conversar em breve com os líderes do Canadá e do México para iniciar a renegociação do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês). “Vamos iniciar negociações que temos a fazer com o Nafta”, disse Trump em cerimônia de posse de seus principais assessores na Casa Branca, no domingo. “Vamos começar a renegociar o Nafta, a imigração e a segurança na fronteira”.

Por outro lado, a maior parte dos metais avança após Trump reiterar promessa de investir em infraestrutura e retomar crescimento anual de 4%; minério de ferro cai na China, com mercado se preparando para início do feriado de ano novo lunar chinês, na sexta-feira. O petróleo, por sua vez, recua após dois dias de alta, em meio às preocupações com o aumento da produção nos EUA.

Desempenho dos principais índices:

* FTSE 100 (Reino Unido) -0,54%

* CAC-40 (França) -0,41%

*DAX (Alemanha) -0,50%

* Xangai (China) +0,43% (fechado)

*Hang Seng (Hong Kong) +0,06% (fechado)

* Nikkei (Japão) -1,29% (fechado)

*Petróleo brent -1,14%, a US$ 54,86 o barril

*Minério de ferro negociado na Bolsa de Dalian, na China, -3,03%, a 608 iuanes

Agenda política
No Brasil, os investidores monitoram os reflexos da morte do ministro Teori Zavascki sobre o andamento dos processos da Operação Lava Jato no STF. Neste sentido, devem ser acompanhadas de perto as tratativas do presidente Michel Temer para a indicação de um substituto para a Corte e a situação da delação premiada da Odebrecht, que seria homologada em fevereiro. Temer afirmou que aguardará o nome do relator da Lava Jato para indicar o substituto de Teori.

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, defendeu que a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, considere assumir, de imediato, o processo de homologação das delações premiadas de executivos da Odebrecht. Contudo, segundo o jornal O Globo, ministros do Supremo criticaram essa possibilidade, alegando que a homologação antes da conclusão do trabalho dos juízes auxiliares deixaria o processo vulnerável a questionamentos legais, e o caminho mais seguro é ela fazer a redistribuição imediatamente, ainda no recesso, sorteando um novo relator definitivo.

Chama a atenção ainda a disputa para a presidência da Câmara dos Deputados, com a votação ocorrendo em 2 de fevereiro. Segundo a consultoria de risco político Eurasia, apesar da decisão liminar de um juiz de Brasília, que suspendeu Rodrigo Maia da disputa pela presidência da Câmara, “lançar mais incerteza no processo, não somente Maia ainda vai disputar independentemente da liminar, mas ele também continua sendo o favorito para ganhar”.

Deixe um comentário