Donald Trump e PIB da China

LinkedIn

Mercados Globais

 O PIB Chinês do quarto trimestre veio em 6,8%, um pouco acima das expectativas de 6,8% e o anual encerrou em 6,7%. No terceiro trimestre o impulso veio dos gastos do governo e do aumento dos empréstimos bancários. Como espera-se que esse estímulos tenham uma redução ao longo de 2017, as perspectivas para a economia chinesa são mais modestas. Com isso a bolsa de Xangai subiu 0,7%. A bolsa de Tóquio subiu 0,34% com a queda do yen frente ao dólar, cotado a 115,20. A trajetória da moeda japonesa tem sido mais volátil e interrompeu a série de pregões de valorização contra o dólar, veja o gráfico:

O euro, cotado a 1,0639, também se desvalorizou, como resultado de mais um discurso da presidente do FED, Janet Yellen, que manteve a sua postura em relação aos juros básicos, que devem subir gradativamente até o nível de equilíbrio, ao redor de 3%. Ajudou na valorização do dólar a preparação dos mercados para a posse de Donald Trump, hoje às  15:00 hs. As bolsas europeias operam praticamente sem oscilação em relação ao fechamento de ontem.

Confirmando a cautela em relação à posse do presidente dos EUA, os juros subiram mais um pouco, com os títulos de dez anos dos EUA sendo negociados em 2,50% e os da Alemanha em 0,40%. Os futuros das bolsas americanas estão praticamente estáveis e o petróleo futuro WTI é negociado com 1,5% de alta, a US$ 52,00 o barril.

Brasil

A agenda econômica do Brasil não apresenta nenhum dado a ser divulgado. Os mercados ficarão atentos aos passos do governo no sentido de substituir Teori Zavaski no STF, para formular um novo cenário em relação a Lava a Jato.

Ontem o volume da Bovespa foi de R$ 9,6 bilhões. O BC vai manter a rolagem dos swaps cambias para o pregão de hoje.

.

Deixe um comentário