Consulte a Bússola de Investimentos ADVFN desta sexta-feira, dia 24

LinkedIn

• A BRF (BOV:BRFS3) reverteu ganhos e registrou prejuízo consolidado de R$ 367,33 milhões em 2016.

• A CBD (BOV:PCAR4) não conseguiu reverter perdas e registrou prejuízo consolidado de R$ 1,07 bilhão em 2016.

• A Eletropaulo (BOV:ELPL4) quer migrar para o segmento especial Novo Mercado na BM&FBovespa com a conversão da totalidade das ações preferenciais da companhia em ações ordinárias. Os acionistas preferenciais que não desejarem a conversão, poderão pleitear o direito de reembolso do valor patrimonial de suas ações.

A empresa divulgou seu programa de produtividade para os anos de 2017 e 2018, prevendo a redução, em relação aos custos operacionais verificados em 2016, de R$ 200 milhões para o ano de 2017 e de R$ 150 milhões para o ano de 2018.

• A Engie (BOV:EGIE3) registrou lucro consolidado de R$ 1,54 bilhão em 2016, crescimento de 2,7% no ano.

• A Cia. Hering (BOV:HGTX3) registrou lucro consolidado de R$ 199,41 milhões em 2016, queda de 29,1% no ano.

• O Governo Central (Banco Central, Tesouro Nacional e Previdência Social) registrou o maior resultado para o mês de janeiro desde 2013, com superavit de R$ 18,9 bilhões.

• A Lojas Marisa (BOV:AMAR3) não conseguiu reverter perdas e registrou prejuízo consolidado de R$ 88 milhões.

• A Marfrig (BOV:MRFG3) não conseguiu reverter perdas e registrou prejuízo consolidado de R$ 632,76 milhões em 2016.

• A Multiplus (BOV:MPLU3) registrou lucro de R$ 513,80 milhões em 2016, crescimento de 7,1% no ano.

• A Petrobras (BOV:PETR4) finalizou a operação de incorporação da Nova Fronteira com o recebimento de 24 milhões de novas ações ordinárias emitidas pela São Martinho, representando 6,593% do capital social votante e total da companhia.

• As ações da PDG Realty (BOV:PDGR3) registraram perdas de mais de 30% no pregão de ontem após a companhia anunciar o pedido de recuperação judicial.

• Em sua coluna no jornal O Globo, Lauro Jardim afirma que o conselho de administração da Vale (BOV:VALE5) decidirá hoje pela não renovação do contrato do presidente da companhia, Murilo Ferreira, que se encerra em maio deste ano. Ferreira entrou na Vale em 2011.

Bolsas mundiais
Em dia sem indicadores relevantes no exterior, as bolsas ficam entre a estabilidade e queda de olho no noticiário corporativo. Os mercados da China ficaram praticamente estáveis, revertendo as perdas vistas mais cedo no início da sessão, conforme as expectativas de reforma sustentaram o mercado e com os principais índices subindo pela terceira semana consecutiva diante da melhora do apetite por risco. O minério de ferro, por sua vez, tem nova queda com mercado questionando recente rali diante das previsões de aumento da oferta, estoques recordes na China e manifestações de cautela de alguns grandes produtores

Na Europa o dia é negativo guiado pela temporada de resultados, com o maior grupo químico do mundo, a BASF, registrando recuo em suas vendas, o que acabou reduzindo seu lucro e levando as ações para quedas de mais de 3%. Empresas como a francesa Vivendi e o banco britânico RBS também recuam e puxam os índices para o campo negativo.

Desempenho dos principais índices:
Ibovespa (Brasil) -0,68%

Dow Jones (Estados Unidos) +0,00%

Nasdaq Composite (Estados Unidos) +0,00%

Sse Composite Index (China) +0,06%

FTSE 100 (Reino Unido) -0,88%

DAX Index (Alemanha) -1,71%

Cac 40 (Reino Unido) -1,5%

Nikkei 225 (Japão) -0,45%

Commodities
Ouro +0,58%

Prata +0,83%

Cobre +0,94%

Petróleo -0,68%

Petróleo Brent Crude -0,58%

Minério de ferro -0,08%

Um pouco de política
Em destaque na política, o advogado e amigo de Michel Temer, José Yunes, afirmou a interlocutores que foi um “mula” para o presidente e que recebeu dinheiro a pedido de Eliseu Padilha, hoje ministro da Casa Civil. Yunes deixou o cargo de assessor especial de Temer após o vazamento da delação do ex-executivo da Odebrecht Claudio Melo, que afirma que ele teria recebido, em 2014, R$ 1 milhão oriundo da empreiteira em dinheiro vivo em seu escritório, em São Paulo.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, Padilha queria que Yunes recebesse em seu escritório alguns “documentos”, que depois seriam retirados de lá por um emissário e que teriam como destino campanhas ligadas ao grupo do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. A notícia pode trazer nova tensão no governo Temer e caso ganhe força e seja comprovada a informação, poderá colocar pressão em mais um ministro do atual governo.

Enquanto isso, a edição da revista Veja desta semana traz uma notícia de que o empresário Fernando Cavendish, que comandava a empreiteira Delta, estaria negociando um acordo de delação premiada. Segundo a publicação, as revelações podem afetar governadores, prefeitos e parlamentares, sendo que uma das informações a serem apresentadas pelo empresário seria sobe um possível repasse de dinheiro ao deputado Rodrigo Maia, do DEM do Rio de Janeiro, atual presidente da Câmara dos Deputados.

Agenda
Além dos dados de emprego, também merecem destaque os dados do resultado primário do setor público consolidado de janeiro, às 10h30. Em dezembro, as contas públicas ficaram negativas em R$ 70,7 bilhões, mas podem surpreender. Na véspera, o governo central, formado por governo federal, Banco Central e Previdência Social que integram as contas o setor público consolidado, reportou superávit de R$ 18,9 bilhões em janeiro, bem acima da projeção de analistas, de R$ 7,9 bilhões, segundo a Reuters. Mais cedo, às 9h, sai a taxa de desemprego de janeiro. Estimativa da LCA Consultores é de que a desocupação tenha avançado de 12% para 12,6%. No exterior, os únicos dados de relevo são as vendas de novas moradias e a confiança do consumidor de Michigan, ambos às 12h.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.