Vendas no varejo em queda, dados europeus e à espera de Yellen

LinkedIn

Mercados Globais

As bolsas globais estão em um pregão de queda à espera do pronunciamento de Janet Yellen no Congresso, a partir das 14:00hs. Há receio de que ela possa assumir posições mais duras em relação à política monetária. No ambiente político, o presidente Donald Trump teve uma baixa em sua equipe. Michael Flynn, general aposentado, renunciou ao cargo de conselheiro de segurança após a descoberta de diálogos entre ele e o embaixador russo. Em meio a esse ambiente, o dólar caiu frente ao yen e ao yuan, saindo a 113,39 yen/dólar e derrubando a bolsa de Tóquio em 1,13%.

Hoje a agência de estatística europeia, Eurostat, divulgou o PIB do quarto trimestre da região. A Zona do Euro teve alta de 0,4% e a União europeia 0,5%. Veja o Gráfico:

Apesar de positiva, ela veio um pouco abaixo das expectativas e foi contida pela divulgação do índice ZEW de atividade econômica da Alemanha, que veio em 10,4 em fevereiro, depois de bater 16,6 em janeiro. Esse índice reflete, em grande medida, as incertezas dos agentes econômicos diante das promessas protecionistas dos EUA e do risco político das eleições francesas. As bolsas europeias estão em um pregão cauteloso após o otimismo vigoroso de ontem.

Além de Janet Yellen, falam dos membros do Comitê de Política Monetária Jeffrey Lacker e Robert Kaplan.

Hoje o petróleo está em alta de 0,76%, saindo a US$ 53,32 o barril WTI futuro e o minério de ferro ficou estável.

Brasil

O IBGE divulgou as vendas do varejo de dezembro e elas vieram em queda de 2,0%, dentro do esperado pelo mercado. No último trimestre elas encerraram em queda de 0,5% e no ano em queda de 6,2%. A forte contração de 2016 é refletida na queda de 3,1% das vendas dos supermercados, indicando que a renda das famílias foi forte o suficiente para produzir uma queda no consumo de bens essenciais, de menor sensibilidade à renda. A queda de 0,5% no varejo, no último trimestre, confirma a tendência de retração do PIB, que deve fechar o ano com queda de 3,4% a 3,7%. Veja o gráfico das vendas do Varejo:

De seu máximo, em novembro de 2014, a vendas do varejo despencaram 14%.

Além do varejo, hoje será dia de decisão no STF sobre a posse de Moreira Franco como ministro de governo. Esse evento atrairá, com certeza, as atenções do mercado.

Deixe um comentário