Carne Fraca: JBS e BRF se manifestam após operação da PF

Google+ LinkedIn

A JBS (BOV:JBSS3) e a BRF (BOV:BRFS3) se manifestaram através de comunicados ao mercado após a repercussão negativa da Operação Carne Fraca da Polícia Federal na última sexta-feira. A JBS esclareceu que não há nenhuma medida judicial contra os seus executivos. A ação da PF ocorreu em três unidades da companhia, duas no Paraná e uma em Goiás. A JBS também afirmou que repudia qualquer adoção de práticas relacionadas à adulteração de produtos e se mantém à disposição das autoridades. A BRF afirma que está colaborando com as autoridades para esclarecimento dos fatos. A companhia reitera que cumpre as normas e regulamentos referentes à produção e comercialização de seus produtos, possui rigorosos processos e controles e não compactua com práticas ilícitas. assegurando a qualidade e a segurança de seus produtos, e garante que não há nenhum risco para os consumidores. Na sexta-feira, dia 17, as ações da JBS registraram queda de mais de 10%, enquanto a BRF registrou desvalorização de mais de 7%, maiores perdas do índice Ibovespa no dia.

Outras notícias importantes do dia:

• Relatório Focus do Banco Central: o PIB brasileiro deve registrar expansão de 0,48% em 2017 com inflação de 4,15% ao final do ano.

• A Petrobras reajustou os preços do gás liquefeito de petróleo para uso residencial, vendido em botijões, em 9,8%. Segundo a companhia, o último reajuste ocorreu em 2015.

• A Kroton e a Estácio confirmaram que estão investigando supostas correspondências entre o presidente da Estácio, Pedro Thompson, e um advogado externo responsável pela assessoria da companhia no processo de fusão entre as duas companhias no CADE em que se discutiria formas de inviabilizar a operação.

• A Locamerica anunciou a fusão a Auto Ricci, locadora com uma frota total de aproximadamente 15,7 mil veículos. O CADE aprovou a operação. Após a conclusão da combinação de negócios, os acionistas Ricci deterão uma participação acionária de 21,1% na companhia.

• A Raia Drogasil aprovou a realização da primeira emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no valor total de R$ 300 milhões.

• GP Investments realizou o pré-pagamento de 100% do saldo do empréstimo que a companhia contraiu com o banco Itaú Unibanco em abril de 2008, no valor de aproximadamente 150,8 milhões, já incluídos juros e taxas incidentes.

• O Itaú Unibanco indicou Amos Genish, ex-presidente da Telefônica Brasil, como membro independente do conselho de administração.

• A Justiça autorizou a Oi vender a Timor Telecom, operadora que atua em Timor-Leste, por aproximadamente US$ 62 milhões.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 20-03-2017. Para receber esta newsletter gratuitamente todas as manhãs em seu email automaticamente, marque a opção “Boletim Noticiário Brasileiro” neste link: Relatórios Financeiros Gratuitos ADVFN

Guga Deschamps é autor das newsletters diárias Bom Dia ADVFN e Boa Noite ADVFN. Além de colaborar diariamente com a criação de novos artigos, também foi um dos idealizadores do Jornal ADVFN.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.