Consulte a Bússola de Investimentos ADVFN desta sexta-feira, dia 03

Share On Facebook

• A Ambev (BOV:ABEV3) atualizou as projeções para o ano de 2017 esperando que o custo dos produtos vendidos por hectolitro no Brasil evolua positivamente ao longo de 2017, crescendo dois dígitos na primeira metade do ano, e entre um dígito baixo e estável na segunda metade, explicado, principalmente, pelo impacto da desvalorização do Real durante o primeiro semestre de 2016 (a taxa média de hedge de moeda para 2017 é de R$ 3,59, comparada a R$ 3,24 em 2016).

• A Andrade Gutierrez Participações (BOV:ANDG3B) decidiu reduzir seu capital social em R$ 800 milhões por considerá-lo excessivo, sem o cancelamento de ações, mantendo-se inalterado o percentual de participação dos acionistas no capital social da Companhia. Os acionistas receberão o valor por ação equivalente a R$ 0,6190144734.

• O HSBC elevou a recomendação para as ações da Cielo (BOV:CIEL3) de manutenção para compra, elevando o preço-alvo de R$ 32,00 para R$ 33,00.

• A companhia chinesa Shanghai Electric deve apresentar até o dia 10 de março proposta para assumir um lote de concessões de linhas de transmissão de energia da Eletrosul, subsidiária da Eletrobras (BOV:ELET3), informaram fontes ao O Estado de S. Paulo. O negócio envolve a construção no Rio Grande do Sul de 2.169 kms de linhas e 21 subestações, sendo 8 novas e 13 ampliações de instalações existentes. No total, as obras exigirão investimentos de R$ 3,3 bilhões e, quando concluídas, terão receita anual de R$ 336 milhões

• A Eneva (BOV:ENEV3) continua em tratativas com os órgãos competentes para encontrar uma solução que não prejudique a segurança energética do Ceará e a saúde financeira dos seus empreendimentos, após a cobrança pelo Estado de um encargo hídrico emergencial em razão da escassez hídrica local.

• A produtora de celulose Fibria (BOV:FIBR3) informou nesta sexta-feira que fechou um contrato com a sul-coreana Pan Ocean para afretamento de cinco navios, no valor de 636 milhões de dólares.

O montante, segundo a Fibria, será diluído ao longo do período da prestação de serviços. O contrato tem previsão para terminar em 2035 e pode ser prorrogado por mais cinco ou dez anos, a critério da Fibria.

• A GP Investments (BOV:GPIV33) vendeu para a Accor uma administradora hoteleira que terá sob sua gestão 26 hotéis em diversas regiões do Brasil, por R$ 200 milhões.

• Gol (BOV:GOLL4): de acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) decidiu que, se as companhias aéreas não reduzirem o preço das passagens em virtude da cobrança por bagagem despachada, a Câmara vai votar o projeto de lei que acaba com a mudança aprovada pela Anac em dezembro.

Paulo Kakinoff, presidente da Gol, afirmou em entrevista a “O Estado de S. Paulo” que não haverá redução do preço da passagem por parte da companhia. Maia espera um posicionamento público das companhias aéreas sobre a redução, que vinha sendo a razão por elas apontada para defender a cobrança.

• As ações da Nintendo fecharam em forte valorização no pregão desta madrugada após fãs da marca aguardarem em filas em frente lojas para comprar o console lançamento Switch.

• A Orascom estendeu até o dia 31 de março a validade das suas sugestões para um plano alternativo de recuperação judicial da Oi (BOV:OIBR4).

• A Justiça deferiu o processamento da recuperação judicial da PDG Realty (BOV:PDGR3), determinando a suspensão de todas as ações e execuções atualmente em curso contra companhia, pelo prazo de 180 dias úteis.

• Um helicóptero da Petrobras (BOV:PETR4) realizou um pouso brusco na plataforma P-37 e tombou lateralmente no heliponto. Quatro profissionais sofreram ferimentos leves.

• Rumo (BOV:RUMO3): Os dados da Secex apontaram para mais uma queda de exportação de grãos com volumes caindo 43% na base anual para 4.7 milhões a tonelada, afetado pelo milho que caiu 90%, destaca o BTG. “Enquanto os volumes de exportação de grãos caíram, notamos que os volumes de soja surpreenderam positivamente (especialmente em fevereiro). Lembramos que, apesar de uma perspectiva positiva para 2017 (a Agroconsult está prevendo uma produção recorde de soja e milho neste ano), o resultado do primeiro trimestre Rumo (sazonalmente um trimestre mais fraco) tem base de comparação difícil. Apesar da forte performance no acumulado do ano de alta de 33%, reiteramos compra, em cima de potencial aprovação da renovação da Malha Paulista e novo financiamento do BNDES, além de valuation atrativo”, afirmam os analistas do banco.

• A estreia das ações da rede social Snapchat (NYSE:SNAP) foi um sucesso. As ações da companhia registraram alta de 44% no seu primeiro pregão em Nova Iorque. Na máxima do dia, os papéis chegaram a registrar valorização de 53%. E o mercado mostra que ainda quer mais: o pre-market da bolsa de valores de Nova Iorque negocias as ações em alta nesta manhã.

• A Taesa (BOV:TAEE11) convocou AGE para 20 de março para deliberar sobre 4ª emissão de debêntures simples no valor de R$ 925 milhões, que pode chegar a até R$ 1,25 bilhões, considerando eventuais lotes suplementar e adicional, disse a companhia em comunicado enviado à CVM.

As debêntures em 2 séries, com remuneração a ser definida em bookbuilding . A 1ª série tem desconto mínimo de 0,20% ao ano sobre TIR de Tesouro IPCA+ com juros semestrais para 2024, e prazo de 7 anos. A 2ª série é até 110% do DI e prazo de 5 anos.

• A Telefônica (BOV:VIVT4) informou que aprovou a entrega de até 1 milhão de ações PN, ou 0,059% do total, para cumprir decisões judiciais já proferidas ou que venham a ser proferidas – em processos judiciais relacionados aos chamados planos de expansão da telefonia.

• O Dólar comercial registrou forte valorização no pregão de ontem (+1,9%), fechado o dia cotado acima dos R$ 3,15 com investidores avaliando um possível aumento na taxa de juros nos EUA.

• A balança comercial acumula superavit de US$ 7,28 bilhões em 2017, melhor resultado da série histórica para o período.

Bolsas mundiais
Após um dia predominantemente de baixa na última quinta-feira, com os mercados mundiais precificando as falas de dirigentes do Federal Reserve apontando para uma alta de juros nos EUA já na próxima reunião do Fomc no dia 15, a autoridade monetária americana segue dando o tom dos mercados nesta sexta-feira. Diversos dirigentes falarão durante a sessão, mas o grande destaque será o discurso da chairwoman da autoridade monetária, Janet Yellen, que pode dar mais pistas sobre os próximos passos do Fed. Com isso, a sexta é de queda para os principais índices mundiais, com as bolsas europeias registrando sua segunda baixa seguida e reduzindo os ganhos acumulados na semana.

Na Ásia, a maior parte das bolsas também fechou em queda. Os índices acionários chineses encerraram uma sequência de três semanas de ganhos, com os investidores aguardando também a reunião anual do Parlamento que provavelmente enviará mais sinais de reformas dolorosas do que de estímulo favorável ao mercado. As blue-chips têm superado as pequenas empresas em função da recuperação econômica e pelas expectativas de que mais estímulo fiscal será revelado na reunião do Congresso Nacional do Povo da China, que começa no domingo. No entanto, as evidências apontam que os líderes da China devem demonstrar sua preferência pelas reformas em vez do estímulo como prioridade, devido a preocupações sobre a instabilidade financeira. Ainda no gigante asiático, o PMI de serviços caiu em fevereiro para 52,6 de 53,1 em janeiro, informou o Markit/Caixin. Embora tenha permanecido bem acima da marca de 50 que separa expansão de contração, foi a taxa mais fraca de expansão desde outubro.

Atenção ainda para a queda de 1,14% do índice sul-coreano Kospi e a baixa da moeda do país, o won, em meio às tensões com a China. Durante a semana, o governo chinês advertiu que adotará “as medidas necessárias” para proteger seus interesses contra o sistema antimísseis dos Estados Unidos THAAD na Coreia do Sul, cujo processo de instalação será acelerado após a compra dos terrenos que abrigarão este escudo por parte de Seul. A China considerou a atitude da Coreia do Sul “desrespeitosa” com Pequim por “insistir em trabalhar com os Estados Unidos e acelerar o processo de instalação” do THAAD, não levando em conta a “forte oposição” do país. Já no mercado de commodities, o petróleo tem leve alta, mas se mantém perto do menor nível
em três semanas com estoques americanos contrabalançando Opep. Já o níquel e outros metais sobem em Londres, enquanto o minério de ferro cai em Dalian com receios sobre nível de estoques na China.

Desempenho dos principais índices:
Ibovespa (Brasil) +0,71%

Dow Jones (Estados Unidos) +0,07%

Nasdaq Composite (Estados Unidos) +0,02%

Sse Composite Index (China) -0,36%

FTSE 100 (Reino Unido) -0,11%

DAX Index (Alemanha) -0,23%

Cac 40 (Reino Unido) +0,4%

Nikkei 225 (Japão) -0,49%

Commodities:
Ouro -0,55%

Prata -0,17%

Cobre +0,19%

Petróleo +0,57%

Petróleo Brent Crude +0,58%

Minério de ferro +1,07%

Noticiário político
Brasília ainda digere a confirmação do agora ex-senador tucano Aloysio Nunes no posto de ministro das Relações Exteriores, ocupando o lugar deixado pelo também senado pelo PSDB José Serra, que pediu demissão na semana passada. Segundo informa a Bloomberg, citando uma fonte próxima ao novo ministro, ele pretende viajar mais que seu antecessor e provavelmente fará um road show no exterior para promover a agenda de reformas do Brasil. Aloysio vê o aumento das políticas autoritárias da Venezuela como potencial ameaça à América Latina e quer dar novo fôlego às negociações entre o Mercosul e a União Europeia.

Os depoimentos de executivos da Odebrecht no TSE também seguem sendo destaque, envolvendo tanto a situação quanto à oposição. O ex-executivo da Odebrecht Benedito Junior disse que foi definido em uma reunião com Marcelo Odebrecht e outros executivos que a Odebrecht ia contribuir com R$ 200 milhões para todas as campanhas em 2014 – inclusive a presidencial, segundo informa o G1. O mesmo delator teria dito que repassou R$ 9 milhões em caixa 2 a campanhas do PSDB a pedido do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que nega irregularidades. Já o ex-presidente da Odebrecht Ambiental Fernando Reis disse que a empreiteira repassou R$ 4 milhões em recursos de caixa dois para “consolidar” o apoio do PDT à chapa Dilma-Temer nas eleições presidenciais de 2014, A Folha de S. Paulo informa ainda que, após o depoimento de Marcelo Odebrecht na última quarta-feira, o Planalto vê risco real a Temer se chapa não for dividida. Por outro lado, o jornal O Globo afirma que o governo está aliviado com o conteúdo do depoimento do ex-presidente da empreiteira.

Na agenda política, o ministro da Fazenda Henrique Meirelles e o secretário de Previdência, Marcelo Caetano, reúnem-se com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, às 9h30. Já o presidente do Banco Central Ilan Goldfajn tem reunião com Roberto Luis Troster, economista da Troster & Associados, com Edivar Queiroz, presidente da Luz Soluções Financeiras, com a diretoria do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, e com Marcelo Noronha, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), todas no escritório do BC em São Paulo.

Agenda de indicadores
Com o Fed dominando a agenda internacional, os investidores monitoram de perto as falas da chairwoman, Janet Yellen, às 15h, do presidente regional de Chicago, Charles Evans, às 12h15, e dos diretores Jerome Powell e Stanley Fischer, às 14h15 e 15h, respectivamente. Mais cedo, às 11h45, serão conhecidos os PMIs de Serviços e Composto dos Estados Unidos. No Brasil, é esperada a divulgação dos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Repórter ADVFN

Repórter ADVFN é o canal automatizado de informações da ADVFN Brasil, um dos principais veículos financeiros do país. Contém vídeos exclusivos sobre o dia a dia do mercado financeiro brasileiro, além de artigos inéditos produzidos por canais de comunicação parceiros.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.
 
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:41 V: D:20170530 07:20:44