Inflação medida pelo IPA-M desacelerou em março de 2017, acumulando alta de 4,88% nos últimos doze meses

LinkedIn

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado (IPA-M) fechou o terceiro mês do ano com 730,425 pontos, desvalorizando-se 0,17% na comparação com janeiro, quando fechou o período de coleta de preços com 731,691 pontos. Nos últimos doze meses, o índice acumula uma valorização de 4,88%.

O grupo formado por Produtos Agropecuários registrou variação negativa de 0,99% em março, fechando o mês com 1.076,608 pontos. No mês anterior, o indicador também fechou em baixa (-0,88%). No acumulado dos últimos doze meses, o grupo Produtos Agropecuários acumula alta de 0,99%.

Já o preço dos itens negociados no atacado, que compõem o grupo Produtos Industriais, diminuiu bastante o ritmo de crescimento em março (0,13%), na comparação com o segundo mês do ano (0,20%). No últimos doze meses, o grupo Produtos Industriais acumulou alta de 6,27%.

Também conhecido como Índice de Preços por Atacado, o IPA é o principal indicador da evolução dos preços no setor atacadista brasileiro. Esse importante índice inflacionário registra as variações de preços de produtos agropecuários e industriais nas transações interempresariais, ou seja, nos estágios de comercialização anteriores ao consumo final.

A versão IPA-M do índice calcula a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no setor de atacado entre os dias 21 (vinte e um) do mês anterior e 20 (vinte) do mês atual. O IPA-M representa 60% da composição do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado). Clique aqui e saiba mais sobre o desempenho do IPA-M em março de 2017.

Deixe um comentário