Consulte a Bússola de Investimentos ADVFN desta segunda-feira, dia 17

Google+ LinkedIn

• A Polícia Federal indiciou 63 pessoas na Operação Carne Fraca por crimes de corrupção, formação de organização criminosa e crime contra a saúde pública. Entre os indiciados estão executivos da BRF (BOV:BRFS3) e JBS (BOV:JBSS3).

• Nesta segunda-feira, o mercado aguarda o desfecho da revisão tarifária envolvendo a Copasa (BOV:CSMG3), enquanto na semana que vem teremos a decisão da Sabesp (BOV:SBSP3). A preferência entre os especialistas do setor são as ações da Copasa e da Sanepar (BOV:SAPR4).

• As vendas líquidas contratadas da Even (BOV:EVEN3) no primeiro trimestre deste ano somaram R$ 211 milhões, dos quais R$ 87 milhões referem-se a vendas de lançamentos do trimestre e R$ 123 milhões a vendas de estoque.

• A segunda prévia do Ibovespa (BOV:IBOV) para maio a agosto de 2017 foi divulgada, mantendo as ações PN da Eletrobras (BOV:ELET6), conforme já indicado na primeira revisão do portfólio. Por outro lado, uma novidade: a perspectiva de exclusão da Copel (BOV:CPLE6). O papel com maior peso é Itaú Unibanco PN (BOV:ITUB4) (11,265%), seguido de Bradesco PN (BOV:BBDC4) (7,908%) e Ambev ON (BOV:ABEV3) (7,345%).

• A M. Dias Branco (BOV:MDIA3) aprovou o desdobramento de suas ações na proporção de três novas ações para cada uma ação existente. A partir do dia 17 de abril, as ações serão negociadas sem direito ao desdobramento.

• A Anatel resolveu colocar um freio nas expectativas do mercado em torno de uma intervenção imediata na Oi (BOV:OIBR4) para aguardar a assembleia de credores, que deve ocorrer apenas em agosto ou setembro, para definir se intervém ou não na companhia, afirmou o presidente da agência, Juarez Quadros ao Valor Econômico.

• Alexandre Monteiro renuncia ao conselho da Par Corretora (BOV:PARC3).

• A produção média de petróleo da Petrobras (BOV:PETR4) no Brasil foi de 2,12 milhões de barris por dia em março, queda de 3% na comparação anual. Segundo a companhia, o resultado se deve, principalmente, às paradas para manutenção do FPSO Cidade de Angra dos Reis, localizado no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, e da P-37, no campo de Marlim, na Bacia de Campos. A produção de petróleo e gás natural na camada pré-sal, foi de 1,5 milhão de barris de óleo equivalente por dia, 2% inferior ao mês anterior, devido à parada do FPSO Cidade de Angra dos Reis. No entanto, na comparação anual, houve um aumento de 36% na produção do pré-sal.

Além disso, segundo a rede de notícias Reuters, o Governo estaria avaliando a possibilidade de permitir que a Petrobras desista de áreas do pré-sal após leilões de partilha de produção, se considerar o lance vencedor acima de sua capacidade financeira.

• A Prumo (BOV:PRML3) vai recorrer de decisão que exclui Mubadala de oferta. A EIG, controladora da Prumo, protocolou petição à Comissão de Valores Mobiliários informando que apresentará recurso administrativo à decisão da CVM, segundo fato relevante ao mercado.

• A coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, aponta que Murilo Ferreira, atual presidente da Vale (BOV:VALE5), pede indenização de R$ 60 milhões ao deixar o comando da companhia. A companhia admite pagar R$ 30 milhões.

Bolsas mundiais
As bolsas europeias ficam fechadas por conta do feriado de Páscoa, mas a sessão promete ser mista para as bolsas americanas, de olho nas tensões dos EUA com a Coreia do Norte. O vice-presidente americano Mike Pence afirmou que a “era da paciência estratégica” com a Coreia do Norte acabou, um dia após Pyongyang falhar em seu teste de míssil, segundo Seul. O último sábado marcou o desfile do que pareciam ser novos mísseis de longo alcance e mísseis para lançamento a partir de submarinos no 105º aniversário do fundador do país, Kim Il Sung. Vale destacar também o movimento da lira turca, que lidera alta entre moedas de emergentes após presidente Recep Erdogan vencer plebiscito que lhe dará ainda mais poder.

Já os principais índices acionários da China caíram nesta segunda-feira, com os investidores se desfazendo de ações em todos os setores depois que o principal regulador do país prometeu combater a má conduta nos mercados. Isso apesar dos dados do país, com o PIB do país crescendo 6,9% no primeiro trimestre na comparação com o ano anterior, resultado acima do esperado (+6,8%) que foi sustentado por gastos do governo em infraestrutura e um mercado imobiliário frenético que mostra sinais de superaquecimento. No restante da região, os mercados acionários apresentaram queda em sua maioria, após dados econômicos fracos dos Estados Unidos afetarem a confiança dos investidores, já desgastada pelas preocupações com a Coreia do Norte e as eleições francesas, que ocorrerão no próximo domingo.

No mercado de commodities, o minério de ferro retoma queda em Dalian na China, enquanto a produção de aço na China atinge recorde. Já o petróleo WTI cai abaixo de US$ 53 com EUA continuando a expandir perfurações.

Desempenho dos principais índices:
Ibovespa (Brasil) +1,15%

Dow Jones (Estados Unidos) +0,44%

Nasdaq Composite (Estados Unidos) +0,53%

FTSE 100 (Reino Unido) -0,29%

DAX Index (Alemanha) -0,38%

Cac 40 (Reino Unido) -0,59%

Nikkei 225 (Japão) +0,11%

Commodities:
Ouro +0,15%

Prata +0,05%

Cobre +0,74%

Petróleo +0,19%

Petróleo Brent Crude +0,25%

Um pouco de política
Em Brasília, o destaque da semana é a apresentação do relatório da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara sobre o tema. A leitura está prevista para a terça-feira (18). Ontem, Temer coordenou no Palácio da Alvorada, uma reunião com integrantes do governo e da base aliada na Câmara dos Deputados para tratar da tramitação da reforma. Carlos Marun confirmou que Arthur Maia deve apresentar o relatório final da reforma na próxima terça e apontou que a abertura de inquéritos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) contra deputados citados nas delações da empreiteira Odebrecht não vai afetar os trabalhos. Para o deputado, a abertura de investigação contra o relator não causa constrangimento no colegiado.

Atenção também para a votação no plenário da Casa sobre a renegociação da dívida dos Estados. Na semana passada, por falta de quórum e manobras da oposição, o tema foi adiado pela segunda vez. No Senado, o projeto mais importante é a leitura do relatório da PEC que muda as regras do foro privilegiado, prevista para quarta-feira (19).

Além disso, o Banco Central inicia nesta segunda-feira a rolagem dos contratos de swap cambial de maio com oferta de 16.000 contratos. Na agenda desta semana, o presidente do BC Ilan Goldfajn viaja aos EUA de 18 a 25 de abril para participar de diversos eventos. Já o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se afastará do país
de 18 a 24 de abril para o 2017 Spring Meetings.

O mundo político segue repercutindo também as revelações dos depoimentos dos delatores da Odebrecht, com novas revelações acerca das delações dos executivos das empreiteiras vindo à tona à cada dia. Mais um ex-executivo afirmou que o presidente Michel Temer foi o responsável por chancelar, em 2010, acerto para que a empreiteira destinasse US$ 40 milhões de propina a integrantes do PMDB.

Em vídeo divulgado pela assessoria do Palácio do Planalto na quinta-feira, Temer afirmou não ter medo dos fatos mas “repulsa” à mentira, ao referir-se à delação Márcio Faria, ex-dirigente da Odebrecht, que afirmou ter participado de uma reunião comandada por Temer na qual foi discutida a “compra do PMDB” por US$ 40 milhões.

Já neste fim de semana, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso negou articulação com Temer e Lula para barrar a Operação Lava Jato.

Agenda de indicadores
Em mais uma semana com apenas quatro dias úteis devido ao feriado de Tiradentes na sexta-feira (21), os investidores brasileiros se concentram na divulgação do IPCA-15 de abril, na quinta-feira (20), às 9h. Além disso, foco também nos leilões tradicionais de NTN-B, nesta terça-feira (18), e de LTN e LFT, na quinta, ambos às 11h30.

Mais cedo, saíram os dados do IBC-Br. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central, espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), registrou alta de 1,31 por cento em fevereiro na comparação com o mês anterior, segundo dados dessazonalizados divulgados pelo BC nesta segunda-feira. O desempenho veio bem melhor que o avanço de 0,55 por cento no mês projetado por analistas consultados pela Reuters.

Nos EUA, o destaque é o Livro Bege, que será divulgado às 15h da quarta-feira. Outras sinalizações sobre a política monetária norte-americana virão dos discursos dos presidentes regionais do Fed Esther George, do Kansas, na terça, às 10h, Eric Rosergen, de Boston, na quarta, às 13h, e de Neel Kashkari, de Minneapolis, na sexta, às 10h30. Com os mercados norte-americanos abertos no dia 21, serão divulgados os PMIs Industrial, de Serviços e Composto, às 10h45.

Ao longo da semana, serão conhecidos as novas construções residenciais, às 9h30, e a produção industrial às 10h15, da terça; os estoques de petróleo, às 11h30, da quarta; e os pedidos de auxílio-desemprego e a Sondagem Industrial da Filadélfia, ambos às 9h30, da quinta.

Na zona do euro, sai a balança comercial de fevereiro e a inflação ao consumidor de março medida pelo CPI, ambos às 6h da quarta, e os PMIs Industrial, de Serviços e Composto, às 5h de sexta.

Repórter ADVFN é o canal automatizado de informações da ADVFN Brasil, um dos principais veículos financeiros do país. Contém vídeos exclusivos sobre o dia a dia do mercado financeiro brasileiro, além de artigos inéditos produzidos por canais de comunicação parceiros.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.