Mercado reduz IPCA para 4,09% e Selic para 8,50% este ano; queda dos juros será mais rápida

LinkedIn

O mercado financeiro reduziu suas projeções para a inflação e para os juros deste ano, mostra a pesquisa Focus, do Banco Central (BC), feita na semana passada. A projeção para este ano do Índice Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial da inflação do BC, caiu de 4,10% na semana anterior para 4,09%. Para 2018, a projeção também recuou, de 4,50% para 4,46%, também abaixo da meta de 4,5%.

Já a projeção para os juros básicos no fim deste ano recuou de 8,75% para 8,50%, a segunda redução consecutiva. A projeção estava em 9% há três semanas. Par 2018, a projeção se manteve em 8,50%, o que significaria um ano de estabilidade para o juro.

Juros devem cair mais rápido

Outro indicador importante, a média da taxa Selic neste ano também caiu, de 10,38% para 10,31%. Isso significa que o mercado está apostando que o BC vai reduzir mais rapidamente os juros ao longo deste ano. Um sinal dessa aceleração deve ocorrer nesta semana, quando o Comitê de Política Monetária (Copom) deve reduzir os juros em 1 ponto percentual, de 12,25% para 11,25%, ante 0,75 ponto de baixa nas reuniões anteriores. Alguns bancos já esperam novos cortes dessa magnitude na próxima reunião, caso do Bradesco.

A aceleração da queda dos juros coincide com as projeções de inflação em queda e também com a desaceleração da economia. O mercado reviu para baixo também a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, de 0,47% para 0,41%. Para 2018, a estimativa se manteve em um crescimento de 2,50%.

O mercado espera também um dólar mais baixo no fim desde ano, em R$ 3,23, ante R$ 3,25% na semana anterior, a quarta redução semanal seguida, o que também facilita a queda mais forte dos juros. Para 2018, a taxa de câmbio estimada também caiu, de R$ 3,40 para R$ 3,37.

Deixe um comentário