Dollar Week: Dólar subiu 4,26% na vigésima semana de 2017

Google+ LinkedIn

Ao longo da vigésima semana de 2017 (terceira semana de Maio), o preço do dólar negociado no Brasil subiu 4,26% ante o real. Foi a nona semana de valorização da moeda norte-americana no ano, contra dez semanas de desvalorização e uma de estabilidade.

O dólar encerrou a semana negociado a R$ 3,2536 para compra e a R$ 3,2571 para venda. Nos últimos cinco pregões, foram três pregões de baixa contra dois de alta.

No mês de maio, após catorze pregões, a moeda norte-americana apresenta uma valorização de 2,59%. São nove pregões de baixa contra cinco de alta ao longo do mês. No último pregão de abril, o dólar fechou cotado a R$ 3,1732 para compra e a R$ 3,1749 para venda.

Em 2017, após noventa e quatro pregões, o dólar acumula uma alta de 0,23% ante o real. São quarenta e sete pregões de alta contra quarenta e sete de baixa, até o momento, no ano. No ano passado, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

 

Variação diária do dólar na vigésima semana de 2017

Data Compra Venda % Variação Variação
19/05/17 3,2536 3,2571 -3,89% -0,1319
18/05/17 3,3815 3,3890 8,15% 0,2553
17/05/17 3,1325 3,1337 1,23% 0,0382
16/05/17 3,0949 3,0955 -0,34% -0,0105
15/05/17 3,1054 3,1060 -0,58% -0,0180

 

Segunda-Feira, 15 de Maio de 2017 – Dólar atingiu seu menor nível em uma mês nesta segunda-feira após emendar quinto pregão seguido de baixa

O dólar fechou em queda em relação ao real nesta segunda-feira, no quinto dia de negócios seguido de baixa, com os investidores ainda animados com o andamento das reformas no Congresso Nacional e seguindo o mercado externo.

 

Terça-Feira, 16 de Maio de 2017 – Dólar caiu pelo sexto dia consecutivo, atingindo seu menor valor em quase dois meses

O dólar fechou em baixa nesta terça-feira, completando seis quedas seguidas em relação ao real, após o Banco Central voltar a atuar no mercado cambial e de olho no cenário externo. A moeda norte-americana fechou abaixo de R$ 3,10 pela primeira vez desde março.

 

Quarta-Feira, 17 de Maio de 2017 – Após seis baixas seguidas, dólar voltou a subir forte nesta quarta-feira

O dólar subiu forte em relação ao real nesta quarta-feira, interrompendo sequência de seis quedas seguidas e que o levou abaixo de R$ 3,10, acompanhando o cenário menos otimista no exterior diante da turbulência política nos Estados Unidos, que alimentava temores de que a o presidente Donald Trump possa não ter força para implementar seus planos econômicos e tributários.

 

Quinta-Feira, 18 de Maio de 2017 – Denúncias sobre Temer fazem dólar amargar sua maior alta em dezoito anos

O dólar teve nesta quinta-feira sua maior alta em mais de 18 anos. Na máxima do dia, o dólar foi a R$ 3,44, com o mercado de câmbio reagindo reagindo à forte turbulência política iniciada na noite de quarta-feira, quando o jornal “O Globo” publicou notícia de que o dono da empresa JBS gravou o presidente da república, Michel Temer, dando aval para comprar silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

 

Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017 – Dólar se recuperou parcialmente nesta sexta-feira, registrando a maior queda diária desde 2008

O dólar fechou em queda nesta sexta-feira, em movimento de correção após a forte valorização no dia anterior em meio ao cenário político conturbado, registrando sua maior alta em 18 anos. O dia também foi marcado pela intervenção do Banco Central no mercado de câmbio, que ajudou a puxar a moeda para baixo.

JL Torres é Sócio-Diretor da ADVFN Brasil. Além de ser um dos principais colaboradores do Jornal ADVFN, também é responsável pelas newsletters Mercado Diário e Semanário Bovespa

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.