No pior dia desde 2008, dólar sobe 8%; Ibovespa cai 8,8% e perde R$ 219 bi

Google+ LinkedIn

O mercado brasileiro teve hoje o pior dia desde a crise mundial de 2008, diante da expectativa de queda do presidente Michel Temer, o que poderia paralisar as reformas e jogar por terra todo o esforço para ajustar as contas do país. Os mercados futuros de dólar, juros e Índice Bovespa abriram batendo seus limites de alta e o Índice Bovespa entrou em leilão logo na abertura, para depois atingir o “circuit breaker” com queda de 10%. O nervosismo fez a B3 aumentar os limites de oscilação dos mercados futuros, para permitir o ajuste das carteiras dos investidores.

Perda de R$ 219 bi em valor de mercado

Ao longo do dia, porém, as oscilações diminuíram e o Índice Bovespa fechou em queda de 8,8%, aos 61.597 pontos. O saldo do dia foi uma perda de R$ 219 bilhões para o mercado acionário brasileiro, segundo a Economatica, com o valor das empresas em bolsa caindo de R$ 2,73 trilhões para R$ 2,51 bilhões de ontem para hoje. Com isso, o valor do mercado brasileiro voltou para os níveis de 13 de janeiro, calcula a Economatica. A maior perda foi da Petrobras, de R$ 27,4 bilhões.

Queda de 9,71% na semana

Com a queda de hoje, o Ibovespa acumula perda na semana de 9,71% e, no mês, de 3,99%. No ano, o indicador ainda sobe 2,27% e, em 12 meses, 21,83%. O volume negociado atingiu R$ 24,5 bilhões, o maior do ano e quase o triplo da média diária de 2017, com recorde no número de negócios, com 3,108 milhões de operações.

Seis papéis fecharam em alta nos 59 do Ibovespa. A maior alta foi de Fibria ON, com 11,48%, seguida de Suzano Papel PNA, 9,86%, Embraer ON, 2,67%, Klabin Unit, 1,64%, Vale PNA, 0,39% e Vale ON, 0,07%. Pode-se ver que todos são papéis de exportadoras, beneficiadas pela alta do dólar, de 8% no dia.

Já as quedas do Ibovespa foram acentuadas, lideradas por Eletrobras ON, com 20,97% de perda, Cemig PN, 20,43%, Banco do Brasil ON, 19,91%, Gerdau Metalúrgia PN, 17,09% e Eletrobras PNB, 16,96%.

Itaú Unibanco PN, que sozinho representa 11% do Ibovespa, caiu 12,05%, Bradesco PN, 13,11%, Ambev ON, 4,28% e Petrobras PN, 15,76%.

Dólar sobe 8% mesmo com quatro leilões do BC

No mercado de dólar, a moeda americana subiu 8,16% no segmento comercial, para R$ 3,39 para venda, apesar da atuação do Banco Central (BC), que fez quatro leilões de swap cambial, equivalentes à venda de moeda americana. Foram vendidos 46 mil contratos, ou US$ 2,3 bilhões. E o BC já anuncio que começará o dia com leilões de 40 mil contratos todos os dias até terça-feira. A atuação firme do BC evitou que o impacto da crise fosse mais forte nos mercados, explica Luiz Fernando Figueiredo, ex-diretor da instituição e hoje sócio a Mauá Capital Investimentos.

No mercado de dólar turismo, a moeda americana subiu 8,30%, para R$ 3,51 para venda.

No mercado futuro de juros, as taxas na B3 fecharam em alta, voltando a superar os 10% ao ano. O contrato para janeiro de 2018 fechou projetando juros de 10,075% ao ano, ante 8,975% ontem. Para 2019, a projeção atingiu 10,41%, ante 8,81% ontem. Para 2021, a taxa subiu para 11,39%, ante 9,59% ontem.

A Arena do Pavini é um espaço voltado para fornecer informação de valor e promover o aprendizado e a discussão dos principais temas relacionados à vida do investidor. O blog de notícias é pilotado por Angelo Pavini, renomado jornalista econômico, com mais de 20 anos de experiência na cobertura do mercado financeiro e de assuntos ligados a finanças pessoais.

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.