Terremoto político: Como fica o Brasil agora?

Google+ LinkedIn

O mercado financeiro viveu nesta quinta-feira, 18/5 uma turbulência fora do comum após a divulgação das declarações e gravações das conversas de Joesley Batista, dono da JBS e o presidente da República Michel Temer sobre o aval que ele deu para comprar o silêncio de Cunha.

Dados do mercado:

Ibovespa: Fechou o pregão em queda de 8,8% aos 61.597 pontos. No decorrer do dia teve a paralisação das negociações, que chamam de circuit braker quando registra a maior queda.

Dólar: Pela manhã, estava cotado a R$ 3,13 e disparou após as denúncias chegando a 3,40. BC interviu fazendo leilões de 40 mil contratos de swaps cambiais na tentativa de conter a alta do dólar. No final do dia a moeda norte americana fechou com alta de 8,15% cotada a R$ 3,38.

As ações com maiores quedas foram:

Eletrobras (ON) -20,97%
CEMIG (PN) -20,43%
Banco do Brasil (ON) -19,90%
Metalúrgica Gerdau (PN) -17,08%
Eletrobras (PN) -16,96%

O mercado deve continuar inseguro por mais alguns dias até ter clara a nova situação, principalmente no que diz respeito à condução da política econômica. A agenda econômica corre o risco de parar por falta de apoio parlamentar nas questões mais importantes como as reformas trabalhistas e previdenciárias. Ontem, ao ser entrevistado, Arthur Maia,relator da reforma da previdência diz que agora não é o momento de votar nada em meio a esse turbilhão.

Se Maia assumir, em caso de renúncia, impeachment, isto se não estiver impedido, fica difícil prever quais serão as medidas tomadas por ele diante da atual situação. O ideal é manter a equipe econômica e evitar novas baixas.

Joesley e Wesley Batista são empresários que com empréstimos do BNDES no governo Lula e Dilma. Essa ajuda o fez crescer e ampliar seus negócios internacionalmente, onde comprava frigoríficos nos EUA, Europa e Oceania. Até que ponto esta delação veio de bom grado?

Segundo a imprensa noticiou, Joesley teria comprado R$1 bi em dólares, um dia antes de explodir a delação, porque sabia que a moeda norte americana iria disparar… Isso não configura crime contra o mercado financeiro? Afinal ele tinha informação privilegiada. Como vai ficar: CVM vai investigá-lo? Terá multa apenas? Ou será impedido de exercer cargos de direção por um determinado tempo?

Como ficará a economia brasileira nestes três cenários?

1. Renúncia, mesmo que Temer negue;
2. Impeachment: Quem assume mantem a mesma linha da agenda econômica que Meireles vem traçando;
3. Cassação pelo TSE.

Vamos aguardar os próximos desdobramentos políticos.

O portal Acionista.com.br foi criado em dezembro de 2000 com o objetivo de implementar uma forma moderna de relacionamento corporativo, integrando dados, conteúdos, produtos e serviços a pessoas e empresas com interesses afins, atendendo a necessidade de informações confiáveis do usuário. Vários colaboradores, colocam a serviço do Acionista.com.br e seus usuários sua experiência, você poderá contatá-los diretamente, a qualquer momento, para informações adicionais e dúvidas.
Acesse: http://www.acionista.com.br/

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.