IGP-M registrou a menor taxa de variação para meses de Julho da história do indicador

LinkedIn

A inflação do aluguel fechou o sétimo mês de 2017 com uma queda de 0,72% na comparação com junho. No mês anterior, o índice variou -0,67%. A desvalorização deste mês foi a menor taxa percentual registrada para meses de julho desde o início da série histórica do indicador. Até então, a menor tinha sido registrada em julho de 2014 (-0,61%). Nos últimos doze meses, o IGP-M acumulou uma queda de 1,66%.

Estas foram as taxas de variação do IGP-M para os meses de julho dos últimos dez anos: 2017 (-0,72%); 2016 (0,18%); 2015 (0,69%); 2014 (-0,61%); 2013 (0,26%); 2012 (1,34%); 2011 (-0,12%); 2010 (0,15%); 2009 (-0,43%); e 2008 (1,76%).

A desvalorização do mês de julho de 2017 caracteriza mais uma forte retração do indicador de preços após três fortes quedas registradas nos dois últimos meses (-1,10% em abril, -0,93% em maio e -0,67 em junho. Também é terceira a menor taxa de variação mensal dos últimos doze meses. A menor taxa de variação do IGP-M desde julho de 2016 continua tendo sido registrada no mês de abril (-1,10%). A maior, por sua vez, foi registrada em janeiro (0,64%). Nos últimos meses vêm ocorrendo uma série de alternâncias entre acelerações e desacelerações mensais de alta no índice.

Estas foram as taxas de variação do IGP-M nos últimos treze meses: julho (-0,72%); junho de 2017 (-0,67%); maio de 2017 (-0,93%); abril de 2017 (-1,10%); março de 2017 (0,01%); fevereiro de 2017 (0,08%); janeiro de 2017 (0,64%); dezembro de 2016 (0,54%); novembro de 2016 (-0,03%); outubro de 2016 (0,16%); setembro de 2016 (0,20%); agosto de 2016 (0,15%); e julho de 2016 (0,18%).

Também conhecido como a inflação do aluguel, o IGP-M acompanha mensalmente a oscilação dos preços no mercado atacadista, no mercado varejista e no setor de construção civil. A coleta de preços é realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) no período compreendido entre os dias 21 (vinte e um) do mês anterior e 20 (vinte) do mês de referência. O indicador é utilizado como referência para a correção de valores de contratos de energia elétrica e aluguel de imóveis. Clique aqui e saiba mais sobre o desempenho do IGP-M em julho de 2017.

Comentários

  1. carlos arruda diz:

    Comprei varios produtos em março, abril, maio e junho d e2017 e em julho subiu em em média 12 a 14%, este indice do IGPM não é verdadeiro e manipulado!

Deixe um comentário

Esta área do website ADVFN.com é destinada para comentários e anáises individuais independentes. Estes blogs são administrados por autores independentes através de uma plataforma de alimentação comum, não representando as opiniões da ADVFN. A ADVFN não monitora, aprova, altera ou exerce controle editorial sobre estes artigos, não aceitando, portanto, ser responsabilizada por tais informações. As informações disponibilizadas no website ADVFN.com destina-se para sua informação em geral mas não, necessariamente, para suas necessidades particulares. As informações não constituem qualquer forma de recomendação ou aconselhamento por parte da ADVFN.COM.