Pregão de mineradoras e siderúrgicas indica confiança renovada na Europa e países emergentes

LinkedIn

As principais bolsas operam em alta na Europa, com Frankfurt subindo 0,26%, Londres 0,41% e Paris 0,41%. Podemos destacar o forte pregão das mineradoras e siderúrgicas, indicando uma confiança renovada no crescimento da Europa e dos países emergentes, com destaque para a China e Índia.

A Vale tem seu ADR cotado no pré-mercado com alta de 0,84%, após ter subido 4,13% ontem. A BHP Billiton fechou com alta de 3,49% e é negociada com alta de 0,65%. Esse é um sinal positivo para o pregão da Bovespa, que deve dar impulso às ações de Vale, Usiminas, CSN e Gerdau, que pesam quase 12% no índice. O petróleo também reage positivamente, engatando mais uma alta, sendo negociado a US$ 48,20 o barril WTI. No mês de julho o petróleo acumula alta de 6,20%, mesmo depois do susto que levou o barril a US$ 43,50 no dia 10/07. Colaboram para a recuperação a ação de “compliance” da OPEC sobre seus países membros de sorte a assegurar o cumprimento dos cortes de produção e o anúncio da Arábia Saudita de que vai limitar suas exportações a 6,6 milhões de barris por dia. O ADR de Petrobrás negociava com mais uma alta, de 0,58%, e deve ser influenciado fortemente pelo anuncio dos estoques de petróleo dos EUA Às 11:30hs. Às 15:00 hs o Federal Reserve anuncia a decisão do comitê de política monetária acerca do juros e esse é o principal evento do dia.

Segundo levantamento da Bloomberg, mais de 80% dos resultados anunciados pelas empresas que fazem parte do índice S&P500 surpreenderam positivamente em relação às estimativas dos analistas, indicando uma performance sólida das empresas. Hoje anunciam resultados Coca-Cola, Boeing, Ford, AMD e Facebook. O otimismo geral em relação à bolsas deve ser reforçado pelos anúncios desses resultados. A segurança em seu nível mais elevados em muito anos, veja o gráfico do índice VIX:

Ele indica a volatilidade das opções das principais ações negociadas nos EUA. Quando mais baixo o seu valor, menor a variação esperada pelo mercado para os preços de ações nos próximos meses. Ele está em 9,4% a.a., menor nível desde 1993. A média dos VIX é de 19,50%. Números abaixo de 10% são muito raros e ocorreram apenas em 21 dias, dentre os 6.942 que fazem parte da amostra, que começa em 01/01/1990. Com todo esse otimismo, o índice S&P500 está em 2,480 pontos, com alta de 10,6% no ano e 16,6% em doze meses.

 

Brasil

 

Hoje o BC anunciará a taxa SELIC que vigorará até a próxima reunião do COPOM, marcada para 5 e 6 de setembro. O provável é que COPOM reduza a taxa para 9,25%, em 1%. Na próxima reunião podemos esperar mais 1% (8,25%) e mais duas quedas de 0,25% (8,0% e 7,75%). Nesse patamar a economia pode encontrar algum estímulo para crescer. Espera-se, com isso, uma queda adicional das taxas mais longas, que ainda estão resistindo ao cenário político.

As empresas brasileiras estão ganhando o protagonismo do mercado após um longo período de crise política. Os resultados do segundo trimestre estão saindo com viés positivo, indicando que as empresas estão ajustadas após vários trimestres de cortes de custos e investimentos. Redução de dívidas, aumento da eficiência e estabilização das receitas têm turbinado os resultados nesse trimestre.

Do Ibovespa, já divulgaram seus resultados TIM, Vivo, Lojas Renner. Lojas Marisa e Fíbria. Amanhã o destaque é para Bradesco, AMBEV, TRACTBEL, Raia Drogasil, Klabin, Estácio, Ecorodovias e Vale.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário