B2W deve ganhar margem com foco em marketplace, avalia Santander

LinkedIn

O Santander está mais confiante sobre as operações da B2W (BOV:BTOW3), mostra um relatório enviado a clientes e produzido após a sua 18ª Conferência Brasileira e que contou com a participação do diretor financeiro da Lojas Americanas (BOV:LAME4), controladora da empresa.

A B2W, que tem em seu portfólio a Americanas.com, Submarino, Shoptime e Sou Barato, está migrando o seu negócio de e-commerce para o marketplace e passando por um processo de melhoria na geração de fluxo de caixa e forte momento operacional, diz o banco.

“A empresa vê espaço para forte geração de caixa no segundo semestre de 2017, reduzindo por fim o consumo de caixa para o exercício de 2017 para menos de R$1 bilhão (com melhoria adicional esperada em 2018)”, avalia o analista João Mamede.

Segundo ele, o aumento do peso da receita do marketplace (cerca de 40% e 50% do volume bruto de mercadorias [GMV, na sigla em inglês] total em para 2017 e 2018, respectivamente) e a redução dos custos de vendas devido à queda na contribuição das vendas dela própria, sustentam a visão mais favorável.

“A empresa espera também geração de fluxo de caixa razoável no segundo semestre de 2017 (nossa projeção é de cerca de R$700 milhões), podendo reduzir a alavancagem. Além disso, a evolução do marketplace da B2W está permitindo que a empresa lance novos serviços, como opções premium de frete (subscrição de fretes) e logística”, ressalta.

A recomendação é de compra e o preço-alvo estimado de R$ 15.

Fonte: Money Times. 

Deixe um comentário