Dólar encerra o dia com estabilidade

LinkedIn

O dólar fechou praticamente estável ante o real nesta terça-feira (29) à espera por importantes votações no Congresso Nacional sobre as novas metas fiscais e a medida provisória que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP). A redução da aversão ao risco após novo episódio de tensão envolvendo da Coreia do Norte também causou impacto no mercado durante o dia.

Histórico

Hoje (29), o dólar fechou com 0,03% de alta, com R$ 3,1627 para compra e R$ 3,1632 para venda.

Com relação ao desempenho mensal, após 21 pregões, a moeda apresenta uma valorização de 1,44%. São 13 pregões de alta contra 8 de baixa. No último pregão de julho, o dólar fechou cotado a R$ 3,1176 para compra e R$ 3,1181 para venda.

Durante o ano de 2017, após 165 pregões, o dólar acumula uma desvalorização de 2,66%. São 81 pregões de alta contra 84 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Influências

O novo episódio envolvendo a Coreia do Norte preocupou os investidores durante o dia. O país do leste asiático, liderado por Kim Jong-un, disparou um míssil na noite passada que voou sobre o Japão e aterrissou em águas do Pacífico, na costa da região de Hokkaido. O acontecido acentuou as tensões na península coreana.

No cenário nacional, as atenções permanecem voltadas para o Congresso Nacional. Havia cautela dos investidores em razão de a Câmara dos Deputados não ser presidida pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Com a viagem de Michel Temer à China, acompanhado do primeiro-vice-presidente da Câmara, as sessões serão comandadas pelo segundo-vice-presidente, André Fufuca (PP-MA), que está na primeira legislatura como deputado federal.

 

Deixe um comentário